Maringá, 20 de Agosto de 2018
GLOBAL BENEFÍCIOS Black Bull Steak House
 
Untitled Document
ADEMAR SCHIAVONE
Memórias de um bom sujeito
 

NÃO TOME DECISÕES POR IMPULSO, POIS A CHANCE DE ERRAR É MUITO GRANDE!

A batalha campal mais espetacular e violenta que aconteceu em nossa cidade ocorreu em 1962.  O Brasil vivia dias de tensão social e manifestações violentas nas grandes cidades, provocadas pelos sindicatos que exigiam reformas sociais e econômicas, apoiando a política esquerdista do presidente João Goulart.
No Nordeste surgiu um líder camponês que empolgava as massas: Francisco Julião.  Fundou as Ligas Camponesas que pregava a reforma agrária e a tomada de terras pela força.  Rapidamente sua pregação encontrou eco no meio dos trabalhadores rurais, dos sindicatos e dos que viam no movimento uma oportunidade de possuir um pedaço de terra.
Julião, baixinho, sempre de terno branco e gravata, cabelo em desalinho, nordestino que falava muito bem, era um verdadeiro condutor e indutor de massa.
Veio a Maringá para falar aos integrantes do Sindicato dos Trabalhadores Rurais. Uma verdadeira multidão foi juntada para ouvi-lo.  A sede do sindicato, no alto de um prédio localizado na Avenida Brasil na esquina com a Avenida Paraná, foi muito pequena para abrigar a todos.
O jeito foi improvisar um palanque em cima de um caminhão no meio da rua.
Francisco Julião que já era empolgado ficou mais empolgado ainda.
Falava em justiça social, em terra para todos, em justiça no campo, em socialismo, em comunismo, em tomar o poder pela força. Naturalmente defendia a posição socialista do presidente Jango.
Quando terminou de falar incitando o povo a se revoltar foi um Deus no acuda.
A multidão – deveria ter umas três ou quatro mil pessoas – começou a quebrar tudo.  Portas, vidraças, janelas. A farmácia que tinha na esquina – até hoje tem no mesmo lugar – foi a primeira.  Depois as cadeiras e mesas do Bar Império, na esquina acima.  Por aonde iam andando, quebravam tudo. Viravam carros, amassavam placas, destruíam cabines telefônicas.
A polícia entrou em ação comandada pelo Coronel Haroldo Cordeiro que ordenou aos poucos policiais que dispunha para acabar com a manifestação no pau e mandou descer o sarrafo.
Foi gente que apanhou demais e a maioria de menos.
Até tiro contra o 28 – o único veículo de que dispunha a nossa policia – foi disparado e acertou o para brisa.
Nas ruas fazendo a cobertura para a rádio Cultura  e para O Jornal assisti aquele espetáculo abominável.
Uma multidão em fúria é um perigo inimaginável.
A bagunça só acabou quando os soldados – também poucos – do 4º Batalhão entraram em ação com cassetetes e armas em punho. Muita gente ficou ferida e  atendida nos hospitais, Santa Lúcia e Maringá, os mais centrais da época.
Julião nunca mais voltou à cidade.
As Ligas Camponesas que ele tentou implantar aqui não prosperaram graças à ação da Frente Agrária Paranaense, entidade que, fundada por Dom Jaime, assumiu a liderança dos trabalhadores e pequenos produtores rurais.
Mas aquela infeliz visita de um revolucionário que se auto intitulava de líder camponês, provocou a maior batalha campal já ocorrida em nossa cidade.

PORQUE NÃO FAZER SÓ O QUE VOCÊ GOSTA?...

NESTA SEMANA a definição sobre as candidaturas têm de acontecer.
Domingo que vem é o ultimo dia para que haja a desincompatibilização dos cargos executivos para que alguém que os ocupe, possa concorrer.
Assim Serra, Aécio, Requião, Richa, Bernardo, Bovo, Nardi, Ulisses e tantos outros pretendentes, têm que decidir se são ou não candidatos.

PUPIN pode ser.  Pode. Tem condições e não precisa deixar o cargo de vice prefeito para concorrer à Assembleia Legislativa. Tem tudo para fazer uma boa campanha. É amigo e sócio do senador Osmar Dias. Tem muito dinheiro e isso é importantíssimo.  Além do mais faz parte de uma administração que está em alta e da qual ele participa ativamente. Assumiu a chefia do Executivo em quase trinta oportunidades e sempre o fez com postura e com inteligência.

OSMAR DIAS continua em cima do muro procurando costurar a melhor alternativa para deixar a reeleição quase certa para o Senado e arriscar ganhar ou não o governo estadual. Ele sabe que a parada é difícil.  Arriscar só depende dele mesmo.

TEM MAIS: sempre foi homem de direita. Grande  produtor rural com posições definidas a favor da classe, terá dificuldades com os esquerdistas do PT e do MST se a eles se aliar para ter o apoio do presidente Lula.  De outro lado pode ganhar a azeitada máquina da candidata Dilma à Presidência, que com certeza, vem com tudo e muito dinheiro no caixa.  Resta saber e avaliar se ganha mais se aliando às esquerdas que sempre combateu ou se permanece fiel aos seus princípios.  Afinal fez uma belíssima figura na ultima eleição e tem o apoio nada desprezível do irmão senador Álvaro Dias.
Está entre a cruz e a espada. E só ele mesmo pode definir seu futuro.

RICARDO BARROS, presidente estadual do PP, costura os últimos e decisivos acordos para garantir a sua candidatura ao Senado da República.  Agora não pode mais mudar.  Cida Borghetti, sua mulher, é candidata a Câmara Federal e pode fazer a maior votação da história da cidade, superando, inclusive, o marido.
Disputar o Senado sempre foi o seu sonho. Se eleger é resultado do trabalho desenvolvido.  E ele sabe como ninguém fazer campanha vencedora. Mas muita coisa pode acontecer até domingo que vem. É esperar pra ver.

CANDIDATOS têm aos montes.  Agora todo mundo quer disputar. Só vereadores são uns seis ou sete.  Esses têm mais tempo para a definição.  Os que ocupam cargos executivos é que precisam definir nesta semana.  Os do Legislativo podem esperar as convenções.

A ARTE DE NÃO ADOECER

O dr. Dráuzio Varela, médico repórter que sempre ensina coisas oportunas em suas manifestações, publicou uma interessante matéria com conselhos úteis para todos. A arte de não adoecer.

SE NÃO QUISER ADOECER..FALE DE SEUS SENTIMENTOS, emoções e sentimentos que são escondidos, reprimidos, acabam em doenças.  Com o tempo a repressão dos sentimentos degenera até em câncer.  Então, vamos desabafar confidenciar, partilhar nossa intimidade, nossos erros... O diálogo, a fala, a palavra, é um poderoso remédio e excelente terapia.

TOME DECISÕES – A pessoa indecisa permanece na duvida, na ansiedade, na angustia. A história humana é feita de decisões. Para decidir é preciso saber renunciar, saber perder vantagens e valores para ganhar outros. As pessoas indecisas são vitimas de doenças nervosas, gástricas e têm problema de pele.

BUSQUE SOLUÇÕES – Pessoas negativas não enxergam soluções e aumentam os problemas. Prefere a lamentação, o pessimismo. Pequena é a abelha, mas produz  o que de mais doce existe. Somos o que pensamos.

NÃO VIVA DE APARÊNCIAS – Quem esconde a realidade, finge, faz pose, quer sempre dar a impressão de que está bem, mostrar-se perfeito, bonzinho, etc., mas está acumulando toneladas de peso...Nada pior para a saúde que viver de aparências e fachadas.  Seu destino é a farmácia, o hospital, a dor.

CONFIE -  Quem não confia, não se comunica, não se abre, não se relaciona, não cria laços profundos, não sabe fazer amizades verdadeiras. Sem confiança não há relacionamento.
A desconfiança é falta de fé em si, nos outros e em Deus.

NÃO VIVA SEMPRE TRISTE – O bom humor, a risada, o lazer, a alegria, recuperam a saúde e trazem vida longa. A pessoa alegre tem o dom de alegrar o ambiente em que vive. O bom humor nos salva das mãos do doutor.
Alegria é saúde e terapia.
VIVA A VIDA.

APERTE O PARAFUSO CERTO

Um técnico foi chamado para consertar um super computador que parou de repente de funcionar.  Sentou-se frente ao monitor, tentou ligá-lo e nada. Desligou e pegou uma pequena chave de fenda. Apertou um pequeno parafuso e religou a máquina que imediatamente funcionou.
A operação durou três minutos.
- Quanto lhe devo?  - pergunta-lhe o proprietário.
- Mil reais - responde o técnico.
- Mas é um absurdo. É verdade que o computador custa mais de cinqüenta mil. Mas mil reais por três minutos de trabalho, é um assalto. Mas, envie uma nota detalhada do serviço que vou analisar.
No dia seguinte recebe a fatura:  apertar um parafuso: um real.  Saber qual parafuso apertar: 999 reais.
O dono do computador imediatamente mandou efetuar o pagamento.
O importante na vida é saber o parafuso certo que devemos apertar.
Você sabe o seu?

MELHOR HOJE

O time do Santos está uma máquina de jogar futebol.
A garotada faz misérias e dá gosto assistir aos jogos pela TV.
Quem viu o Santos de Pelé pode afirmar com certeza: o time de hoje é melhor que àquele.
Tem mais craques.  Nenhum supera ou chega perto do maior jogador que o mundo já viu.  Mas como conjunto de craques num só time, o atual é muito superior. Virou uma máquina de fazer gols.  Está faltando apenas a entrada de alguns veteranos que possam dar estabilidade aos garotos da Vila para que não se percam.
Wesley, Pará, Paulo Henrique, Neymar, André, além de Robinho, jogam muito.  Muito mesmo e juntos são sensacionais.
Dá gosto vê-los jogar.  Mesmo não torcendo pelo Santos.

 
  
Os artigos, conceitos e opiniões pessoais são de inteira responsabilidade do autor.
14.02.2016
Memórias de um bom sujeito
10.02.2016
Memórias de um bom sujeito
31.01.2016
Memórias de um bom sujeito
24.01.2016
Memórias de um bom sujeito
07.12.2015
Memórias de um bom sujeito
29.11.2015
Memórias de um bom sujeito
23.11.2015
Memórias de um bom sujeito
15.11.2015
Memórias de um bom sujeito
08.11.2015
Memórias de um bom sujeito
01.11.2015
Memórias de um bom sujeito
26.10.2015
Memórias de um bom sujeito
17.10.2015
Memórias de um bom sujeito
12.10.2015
Memórias de um bom sujeito
05.10.2015
Memórias de um bom sujeito
28.09.2015
Memórias de um bom sujeito
21.09.2015
Memórias de um bom sujeito
13.09.2015
Memórias de um bom sujeito
08.09.2015
Memórias de um bom sujeito
23.08.2015
Memórias de um bom sujeito
31.05.2015
Memórias de um bom sujeito
24.05.2015
Memórias de um sujeito
10.05.2015
Memórias de um bom sujeito
03.05.2015
Memórias de um bom sujeito
18.04.2015
Memórias de um bom sujeito
12.04.2015
Memórias de um bom sujeito
30.03.2015
Memórias de um bom sujeito
30.03.2015
Memórias de um bom sujeito
22.03.2015
Memórias de um bom sujeito
15.03.2015
Memórias de um bom sujeito
08.03.2015
Memórias de um bom sujeito
01.03.2015
Memórias de um bom sujeito
12.01.2015
Memórias de um bom sujeito
03.01.2015
Memórias de um bom sujeito
21.12.2014
Memórias de um bom sujeito
14.12.2014
Memórias de um bom sujeito
07.12.2014
Memórias de um bom sujeito
30.11.2014
Memórias de um bom sujeito
23.11.2014
Memórias de um bom sujeito
16.11.2014
Memórias de um bom sujeito
09.11.2014
Memórias de um bom sujeito
02.11.2014
Memórias de um bom sujeito
19.10.2014
Memórias de um bom sujeito
14.10.2014
Memórias de um bom sujeito
05.10.2014
Memórias de um bom sujeito
29.09.2014
Memórias de um bom sujeito
14.09.2014
Memórias de um bom sujeito
07.09.2014
Memórias de um bom sujeito
31.08.2014
Memórias de um bom sujeito
26.08.2014
Memórias de um bom sujeito
17.08.2014
Memórias de um bom sujeito
11.08.2014
Memórias de um bom sujeito
03.08.2014
Memórias de um bom sujeito
20.07.2014
Memórias de um bom sujeito
12.07.2014
Memórias de um bom sujeito
06.07.2014
Memórias de um bom sujeito
30.06.2014
Memórias de um bom sujeito
22.06.2014
Memórias de um bom sujeito
17.06.2014
Memórias de um bom sujeito
10.06.2014
Memórias de um bom sujeito
01.06.2014
Memórias de um bom sujeito
25.05.2014
Memórias de um bom sujeito
14.05.2014
Memórias de um bom sujeito
04.05.2014
Memórias de um bom sujeito
27.04.2014
Memórias de um bom sujeito
20.04.2014
Memórias de um bom sujeito
13.04.2014
Memórias de um bom sujeito
06.04.2014
Memórias de um bom sujeito
30.03.2014
Memórias de um bom sujeito
25.03.2014
Memórias de um bom sujeito
20.03.2014
Memórias de um bom sujeito
17.02.2013
Memórias de um bom sujeito
30.12.2012
Memórias de um bom sujeito
18.11.2012
Memórias de um bom sujeito
11.11.2012
Memórias de um bom sujeito
06.11.2012
Memórias de um bom sujeito
28.10.2012
Memórias de um bom sujeito
23.10.2012
Memórias de um bom sujeito
14.10.2012
Memórias de um bom sujeito
30.09.2012
Memórias de um bom sujeito
25.09.2012
Memórias de um bom sujeito
16.09.2012
Memórias de um bom sujeito
09.09.2012
Memórias de um bom sujeito
02.09.2012
Memórias de um bom sujeito
26.08.2012
Memórias de um bom sujeito
19.08.2012
Memórias de um bom sujeito
12.08.2012
Memórias de um bom sujeito
06.08.2012
Memórias de um sujeito
29.07.2012
Memórias de um bom sujeito
22.07.2012
Memórias de um bom sujeito
15.07.2012
Memórias de um bom sujeito
08.07.2012
Memórias de um bom sujeito
01.07.2012
Memórias de um bom sujeito
24.06.2012
Memórias de um bom sujeito
17.06.2012
Memórias de um bom sujeito
03.06.2012
Memórias de um bom sujeito
26.05.2012
Memórias de um bom sujeito
29.04.2012
Memórias de um bom sujeito
22.04.2012
Memórias de um bom sujeito
24.03.2012
Memórias de um bom sujeito
18.03.2012
Memórias de um bom sujeito
13.03.2012
Memórias de um bom sujeito
04.03.2012
Memórias de um bom sujeito
25.12.2011
Memórias de um bom sujeito
14.12.2011
Memórias de um bom sujeito
13.11.2011
Memórias de um bom sujeito
05.11.2011
Memórias de um bom sujeito
01.11.2011
Memórias de um sujeito
18.10.2011
Memórias de um bom sujeito
11.10.2011
Memórias de um bom sujeito
25.09.2011
Memórias de um bom sujeito
03.09.2011
Memórias de um bom sujeito
20.08.2011
Memórias de um bom sujeito
06.08.2011
Memórias de um bom sujeito
01.08.2011
Memórias de um bom sujeito
24.07.2011
Memórias de um bom sujeito
16.07.2011
Memórias de um bom sujeito
12.07.2011
Memórias de um bom sujeito
02.07.2011
Memórias de um bom sujeito
19.06.2011
Memórias de um bom sujeito
12.06.2011
Memórias de um bom sujeito
04.06.2011
Memórias de um bom sujeito
28.05.2011
Memórias de um bom sujeito
03.04.2011
Memórias de um bom sujeito
27.03.2011
Memórias de um bom sujeito
20.03.2011
Memórias de um bom sujeito
13.03.2011
Memórias de um bom sujeito
06.03.2011
Memórias de um bom sujeito
20.02.2011
Memórias de um bom sujeito
13.02.2011
Memórias de um bom sujeito
06.02.2011
Memórias de um bom sujeito
04.01.2011
Memórias de um bom sujeito
12.12.2010
Memórias de um bom sujeito
05.12.2010
Memórias de um bom sujeito
28.11.2010
Memórias de um bom sujeito
21.11.2010
Memórias de um bom sujeito
14.11.2010
Memórias de um bom sujeito
07.11.2010
Memórias de um bom sujeito
31.10.2010
Memórias de um bom sujeito
24.10.2010
Memórias de um bom sujeito
17.10.2010
Memórias de um bom sujeito
10.10.2010
Memórias de um bom sujeito
03.10.2010
Memórias de um bom sujeito
19.09.2010
Memórias de um bom sujeito
12.09.2010
Memórias de um bom sujeito
29.08.2010
Memórias de um bom sujeito
15.08.2010
Memórias de um bom sujeito
08.08.2010
Memórias de um bom sujeito
25.07.2010
Memórias de um bom sujeito
18.07.2010
Memórias de um bom sujeito
11.07.2010
Memórias de um bom sujeito
04.07.2010
Memórias de um bom sujeito
27.06.2010
Memórias de um bom sujeito
20.06.2010
Memórias de um bom sujeito
13.06.2010
Memórias de um bom sujeito
06.06.2010
Memórias de um bom sujeito
30.05.2010
Memórias de um bom sujeito
23.05.2010
Memórias de um bom sujeito
16.05.2010
Memórias de um bom sujeito
09.05.2010
Memórias de um bom sujeito
25.04.2010
Memórias de um bom sujeito
18.04.2010
Memórias de um bom sujeito
11.04.2010
Memórias de um bom sujeito
04.04.2010
Memórias de um bom sujeito
21.03.2010
Memórias de um bom sujeito
14.03.2010
Memórias de um bom sujeito
07.03.2010
Memórias de um bom sujeito
27.02.2010
Memórias de um bom sujeito
21.02.2010
Memórias de um bom sujeito
16.02.2010
Memórias de um bom sujeito
14.02.2010
Memórias de um bom sujeito
20.12.2009
Memórias de um bom sujeito
13.12.2009
Memórias de um bom sujeito
06.12.2009
Memórias de um bom sujeito
29.11.2009
Memórias de um bom sujeito
22.11.2009
Memórias de um bom sujeito
15.11.2009
Memórias de um bom sujeito
08.11.2009
Memórias de um bom sujeito
18.10.2009
Memórias de um bom sujeito
11.10.2009
Memórias de um bom sujeito
04.10.2009
Memórias de um bom sujeito
06.09.2009
Memórias de um bom sujeito
30.08.2009
Memórias de um bom sujeito
23.08.2009
Memórias de um bom sujeito
15.08.2009
Memórias de um bom sujeito
09.08.2009
Memórias de um bom sujeito
02.08.2009
Memórias de um bom sujeito
26.07.2009
Memórias de um bom sujeito
12.07.2009
Memórias de um bom sujeito
05.07.2009
Memórias de um bom sujeito
28.06.2009
Memórias de um bom sujeito
21.06.2009
Memórias de um bom sujeito
07.06.2009
Memórias de um bom sujeito
31.05.2009
Memórias de um bom sujeito
17.05.2009
Memórias de um bom sujeito
10.05.2009
Memórias de um bom sujeito
03.05.2009
Memórias de um bom sujeito
26.04.2009
Memórias de um bom sujeito
19.04.2009
Memórias de um bom sujeito
12.04.2009
Memórias de um bom sujeito
05.04.2009
Memórias de um bom sujeito
29.03.2009
Memórias de um bom sujeito
22.03.2009
Memórias de um bom sujeito
08.03.2009
Memórias de um bom sujeito
01.03.2009
Memórias de um bom sujeito
22.02.2009
Memórias de um bom sujeito
15.02.2009
Memórias de um bom sujeito
28.12.2008
Memórias de um bom sujeito
25.12.2008
Memórias de um bom sujeito
21.12.2008
Memórias de um bom sujeito
07.12.2008
Memórias de um bom sujeito
30.11.2008
Memórias de um bom sujeito
23.11.2008
Memórias de um bom sujeito


PADRE EDUARDO BELOTTI
Momento de Espiritualidade
WALTER POPPI
Trimestralidade. Não é somente isso
WALDEMAR ALLEGRETTI
Já passou da hora
COLUNISMO SOCIAL
Eventos e Personalidades
DOM ANUAR BATTISTI
Arquidiocese de Maringá
EM DEFESA DO CONSUMIDOR
Confira seus direitos
TIAGO VALENCIANO
Política e Sociedade
OSWALDO FREIRE
Capital Federal
FRANCISCO JOSÉ DE SOUZA
A Lógica do Espiritismo
TATTÁ CABRAL
Ensaio
HENRI JEAN VIANA
Francês Press
ROSE LEONEL
Notícia e Cia.
ORLANDO GONZALEZ
Dois Toques
CARMEM RIBEIRO
Colunista Social
JUAREZ FIRMINO
Balanço Geral
ADEMAR SCHIAVONE
Memórias de um bom sujeito
VERDELÍRIO BARBOSA
Fatos Políticos
Clicompre
Aroma Ingá
Agropecuária Hélio
Rima Seguros
MaringáMais
Click do Gato