Maringá, 15 de Dezembro de 2018
GLOBAL BENEFÍCIOS Black Bull Steak House
 
Untitled Document
ADEMAR SCHIAVONE
Memórias de um bom sujeito
 

PERDOAR ERRO É FACIL. DIFICIL É PERDOAR O SUCESSO ALHEIO.

MEMORIAS DE UM BOM SUJEITO
Na eleição municipal de 1982 fui candidato a prefeito por uma das sublegendas do PDS.  As outras duas foram ocupadas por Antonio Facci e Aníbal Bianchini da Rocha.
Éramos da situação.  Candidatos do governo e tínhamos como líder maior o prefeito João Paulino que era o candidato a vice-governador na chapa encabeçada por Saul Raiz.
O PMDB apresentou dois candidatos:  Said Ferreira e Horácio Racanello.
Foi uma eleição diferente.  Estava valendo o voto vinculado onde o eleitor só podia votar em candidatos da mesma sigla partidária.

Assim se votaria no governador, senador, deputado federal, deputado estadual, prefeito e vereador do PDS ou do PMDB.
O mandato dos prefeitos foi prorrogado em 2 anos para que houvesse eleição geral naquele ano.
A excrescência foi inventada pelo General Golbery do Couto e Silva, eminência parda do regime militar e estrategista político que mandava mais que qualquer um.
Como havia uma unânime vontade nacional de votar contra o regime, aconteceu o que se chamou de “voto camarão”.  Você votava no seu candidato e em branco nos demais.
Era o voto na cabeça ou no corpo. 
Dependia de que lado você estava.
A gente sabia de antemão que perderia a eleição em Maringá. Mas, lutamos com todas as nossas armas possíveis para fazer uma boa figura.

A campanha no rádio e TV só eram possíveis mostrar a  cara do candidato e falar um seu mini-curriculo. Nada mais.
A campanha se desenvolvia principalmente, nas caminhadas em busca do eleitor e nos grandes comícios, sempre animados por cantores de renome e por conjuntos musicais, capazes de arregimentar muita gente.
Em meio à campanha aconteceu um fato que nos daria a oportunidade de debater programas de governo.
Um debate entre os candidatos com alunos da UEM.
Marcado o dia, aceitamos de pronto.

Na hora de participar, o João Paulino, com sua experiência e vivência, era contra a nossa ida.
Argumentava: “a universidade vai votar no Racanello. Vocês serão massacrados no debate. Não compensa ir”.
Não adiantou seus argumentos.  Fomos os três do PDS e o dr. Horácio Racanello. O Said não compareceu.
Quando se compôs a mesa, já aconteceu o desastre.

Foram chamando pela ordem: Ademar, Aníbal e Facci.  As vaias foram enormes para cada um.
Ai foi a vez do professor Racanello, que se fazia acompanhar pelo seu vice, o também professor José Buzato. 
Aplausos, gritos, foguetes lá fora.  Uma manifestação para mostrar com quem eles estavam.
Bem: o debate entre candidatos não existiu.

O mediador, também aluno e presidente do DCE, leu as regras: cada um poderia fazer a pergunta que bem entendesse.
Nós estávamos sentados em cadeiras comuns, desconfortáveis e os alunos todos nas poltronas e até no chão.
Ao meu lado, Horacio Racanello fumava mais que uma locomotiva a lenha:  um cigarro atrás do outro.  Duro de agüentar.
Veio a primeira pergunta exatamente prá ele. Um dos alunos levantou a bola prá ele chutar. Cheio de pose e aplaudido a cada frase, foi discorrendo sobre seu plano de governo.
Nós ficamos assistindo por mais de 25 minutos. E os alunos aplaudindo.

O segundo participante indagou do Dr. Aníbal: “o senhor como lacaio da ditadura o que fará para devolver a democracia para todos?”.
O dr. Aníbal, homem de fino trato e educadíssimo, ficou branco e perdeu a fala.  Não sabia o que dizer. 
O Facci, deputado estadual pela segunda vez, acostumado ao debate parlamentar reagiu de pronto: “isso é molecagem. Se continuar neste tom vamos nos  retirar”.
A vaia foi profunda, longa, aviltante.
O mediador com ar de riso e de satisfação interveio e serenou os ânimos.

A pergunta seguinte foi para o Facci.  Um dos alunos indagou quanto ele havia recebido para mudar-se do PMDB, partido pelo qual se elegeu deputado,  para o PDS. 
De novo delírio na platéia.  Mas, ele demonstrou toda a sua competência parlamentar e deu um show na resposta, embora que, fosse interrompido por vaias e apupos o tempo todo.
O mediador, depois de mais de 20 minutos,  acabou por pedir que ele terminasse.
Ele terminou, levantou-se e foi embora.

O Dr. Aníbal e eu também saímos.  Claro que debaixo de muitas vaias, bolotas de papel e muito xingamento.
Mas, garanto, foi uma experiência fantástica aquela campanha.
Aprendi muito, principalmente que, só perde quem não disputa.
Mesmo não ganhando a eleição, a gente ganha amigos, vira uma pessoa notória e aprende coisas que  nenhuma faculdade ensina.
Foi o único debate daquela campanha.
O Racanello carregado e aplaudido pelos alunos.
Nós outros vaiados e apupados o tempo todo.
Mas, valeu mesmo assim.

O QUE VALEU NO DEBATE
O segundo debate entre os candidatos a prefeito, dia 12, na Rede Massa, foi o que se esperava: não rendeu voto prá ninguém.
O mais preparado no vídeo foi, outra vez, o Quinteiro.  Sabe se postar à frente das câmeras, tem voz firme e boa postura pessoal. No entanto, não aproveitou o tempo que teve para melhorar seu desempenho como candidato que sonha ganhar eleição.

Maria Iraclesia deu o tom desnecessário ao tentar impingir em Roberto Pupin a pecha de ficha suja.
Não ganhou nada com isso. E o Pupin teve oportunidade de demonstrar que sua impugnação foi por fato que nada tem a ver com ficha suja ou desvio de conduta.  Deu uma bela explicação e demonstrou confiança na justiça.

O Dr. Batista fez a acusação mais bombástica da noite ao afirmar que, por falta de dinheiro só tinha um minuto de tempo na  TV.  Quer dizer: quem tem muito tempo – Enio e Pupin – usaram de dinheiro para comprar os partido das suas coligações?

No mais, é muita gente participando de um debate onde não se debate nada.
A preocupação de cada um foi fazer uma pergunta que permitisse mostrar suas propostas na réplica.

BRASIL  UM PAIS DE TOLOS
A presidente Dilma para ajudar os candidatos do PT às prefeituras de todo o Brasil, anunciou uma redução nas contas de energia elétrica.  A partir de 2013.  Antes, só o anúncio que é pra ganhar votos.
Marta Suplicy, senadora do PT negou-se a apoiar o candidato do seu partido, o ex-ministro Fernando Hadad, à prefeitura de São Paulo.
Deu certo.
Conseguiu o que queria e assumiu o Ministério da Cultura em lugar de Ana de Holanda.
Agora  junto com Lula e Maluf, apóia Fernando que mesmo assim vai perder.
No ministério trocou-se seis por meia dúzia.

Recebi um e-mail onde se diz que a revista americana Forbes publicou matéria onde destaca os grandes bilionários brasileiros.  Lula seria um deles. Será?

Ainda sobre o Lula.  Em  entrevista ao The New York Times o ex-presidente afirma que o mensalão nunca existiu e que tudo não passa de intriga da oposição para denegrir sua imagem de estadista. O pior é que ele pensa que as pessoas acreditam nisso.

Os operadores do maior escândalo da historia da república estão sendo condenados, um a um.
Agora entra a fase de julgamento dos verdadeiros mensaleiros: os políticos corruptos e corruptores.
Todos do PT ou ligados ao PT.

Que a justiça seja feita.
É o que o povo espera.

VOTAR É MAIS QUE UM DEVER: É UM DIREITO.

 
  
Os artigos, conceitos e opiniões pessoais são de inteira responsabilidade do autor.
14.02.2016
Memórias de um bom sujeito
10.02.2016
Memórias de um bom sujeito
31.01.2016
Memórias de um bom sujeito
24.01.2016
Memórias de um bom sujeito
07.12.2015
Memórias de um bom sujeito
29.11.2015
Memórias de um bom sujeito
23.11.2015
Memórias de um bom sujeito
15.11.2015
Memórias de um bom sujeito
08.11.2015
Memórias de um bom sujeito
01.11.2015
Memórias de um bom sujeito
26.10.2015
Memórias de um bom sujeito
17.10.2015
Memórias de um bom sujeito
12.10.2015
Memórias de um bom sujeito
05.10.2015
Memórias de um bom sujeito
28.09.2015
Memórias de um bom sujeito
21.09.2015
Memórias de um bom sujeito
13.09.2015
Memórias de um bom sujeito
08.09.2015
Memórias de um bom sujeito
23.08.2015
Memórias de um bom sujeito
31.05.2015
Memórias de um bom sujeito
24.05.2015
Memórias de um sujeito
10.05.2015
Memórias de um bom sujeito
03.05.2015
Memórias de um bom sujeito
18.04.2015
Memórias de um bom sujeito
12.04.2015
Memórias de um bom sujeito
30.03.2015
Memórias de um bom sujeito
30.03.2015
Memórias de um bom sujeito
22.03.2015
Memórias de um bom sujeito
15.03.2015
Memórias de um bom sujeito
08.03.2015
Memórias de um bom sujeito
01.03.2015
Memórias de um bom sujeito
12.01.2015
Memórias de um bom sujeito
03.01.2015
Memórias de um bom sujeito
21.12.2014
Memórias de um bom sujeito
14.12.2014
Memórias de um bom sujeito
07.12.2014
Memórias de um bom sujeito
30.11.2014
Memórias de um bom sujeito
23.11.2014
Memórias de um bom sujeito
16.11.2014
Memórias de um bom sujeito
09.11.2014
Memórias de um bom sujeito
02.11.2014
Memórias de um bom sujeito
19.10.2014
Memórias de um bom sujeito
14.10.2014
Memórias de um bom sujeito
05.10.2014
Memórias de um bom sujeito
29.09.2014
Memórias de um bom sujeito
14.09.2014
Memórias de um bom sujeito
07.09.2014
Memórias de um bom sujeito
31.08.2014
Memórias de um bom sujeito
26.08.2014
Memórias de um bom sujeito
17.08.2014
Memórias de um bom sujeito
11.08.2014
Memórias de um bom sujeito
03.08.2014
Memórias de um bom sujeito
20.07.2014
Memórias de um bom sujeito
12.07.2014
Memórias de um bom sujeito
06.07.2014
Memórias de um bom sujeito
30.06.2014
Memórias de um bom sujeito
22.06.2014
Memórias de um bom sujeito
17.06.2014
Memórias de um bom sujeito
10.06.2014
Memórias de um bom sujeito
01.06.2014
Memórias de um bom sujeito
25.05.2014
Memórias de um bom sujeito
14.05.2014
Memórias de um bom sujeito
04.05.2014
Memórias de um bom sujeito
27.04.2014
Memórias de um bom sujeito
20.04.2014
Memórias de um bom sujeito
13.04.2014
Memórias de um bom sujeito
06.04.2014
Memórias de um bom sujeito
30.03.2014
Memórias de um bom sujeito
25.03.2014
Memórias de um bom sujeito
20.03.2014
Memórias de um bom sujeito
17.02.2013
Memórias de um bom sujeito
30.12.2012
Memórias de um bom sujeito
18.11.2012
Memórias de um bom sujeito
11.11.2012
Memórias de um bom sujeito
06.11.2012
Memórias de um bom sujeito
28.10.2012
Memórias de um bom sujeito
23.10.2012
Memórias de um bom sujeito
14.10.2012
Memórias de um bom sujeito
30.09.2012
Memórias de um bom sujeito
25.09.2012
Memórias de um bom sujeito
09.09.2012
Memórias de um bom sujeito
02.09.2012
Memórias de um bom sujeito
26.08.2012
Memórias de um bom sujeito
19.08.2012
Memórias de um bom sujeito
12.08.2012
Memórias de um bom sujeito
06.08.2012
Memórias de um sujeito
29.07.2012
Memórias de um bom sujeito
22.07.2012
Memórias de um bom sujeito
15.07.2012
Memórias de um bom sujeito
08.07.2012
Memórias de um bom sujeito
01.07.2012
Memórias de um bom sujeito
24.06.2012
Memórias de um bom sujeito
17.06.2012
Memórias de um bom sujeito
03.06.2012
Memórias de um bom sujeito
26.05.2012
Memórias de um bom sujeito
29.04.2012
Memórias de um bom sujeito
22.04.2012
Memórias de um bom sujeito
24.03.2012
Memórias de um bom sujeito
18.03.2012
Memórias de um bom sujeito
13.03.2012
Memórias de um bom sujeito
04.03.2012
Memórias de um bom sujeito
25.12.2011
Memórias de um bom sujeito
14.12.2011
Memórias de um bom sujeito
13.11.2011
Memórias de um bom sujeito
05.11.2011
Memórias de um bom sujeito
01.11.2011
Memórias de um sujeito
18.10.2011
Memórias de um bom sujeito
11.10.2011
Memórias de um bom sujeito
25.09.2011
Memórias de um bom sujeito
03.09.2011
Memórias de um bom sujeito
20.08.2011
Memórias de um bom sujeito
06.08.2011
Memórias de um bom sujeito
01.08.2011
Memórias de um bom sujeito
24.07.2011
Memórias de um bom sujeito
16.07.2011
Memórias de um bom sujeito
12.07.2011
Memórias de um bom sujeito
02.07.2011
Memórias de um bom sujeito
19.06.2011
Memórias de um bom sujeito
12.06.2011
Memórias de um bom sujeito
04.06.2011
Memórias de um bom sujeito
28.05.2011
Memórias de um bom sujeito
03.04.2011
Memórias de um bom sujeito
27.03.2011
Memórias de um bom sujeito
20.03.2011
Memórias de um bom sujeito
13.03.2011
Memórias de um bom sujeito
06.03.2011
Memórias de um bom sujeito
20.02.2011
Memórias de um bom sujeito
13.02.2011
Memórias de um bom sujeito
06.02.2011
Memórias de um bom sujeito
04.01.2011
Memórias de um bom sujeito
12.12.2010
Memórias de um bom sujeito
05.12.2010
Memórias de um bom sujeito
28.11.2010
Memórias de um bom sujeito
21.11.2010
Memórias de um bom sujeito
14.11.2010
Memórias de um bom sujeito
07.11.2010
Memórias de um bom sujeito
31.10.2010
Memórias de um bom sujeito
24.10.2010
Memórias de um bom sujeito
17.10.2010
Memórias de um bom sujeito
10.10.2010
Memórias de um bom sujeito
03.10.2010
Memórias de um bom sujeito
19.09.2010
Memórias de um bom sujeito
12.09.2010
Memórias de um bom sujeito
29.08.2010
Memórias de um bom sujeito
15.08.2010
Memórias de um bom sujeito
08.08.2010
Memórias de um bom sujeito
25.07.2010
Memórias de um bom sujeito
18.07.2010
Memórias de um bom sujeito
11.07.2010
Memórias de um bom sujeito
04.07.2010
Memórias de um bom sujeito
27.06.2010
Memórias de um bom sujeito
20.06.2010
Memórias de um bom sujeito
13.06.2010
Memórias de um bom sujeito
06.06.2010
Memórias de um bom sujeito
30.05.2010
Memórias de um bom sujeito
23.05.2010
Memórias de um bom sujeito
16.05.2010
Memórias de um bom sujeito
09.05.2010
Memórias de um bom sujeito
25.04.2010
Memórias de um bom sujeito
18.04.2010
Memórias de um bom sujeito
11.04.2010
Memórias de um bom sujeito
04.04.2010
Memórias de um bom sujeito
28.03.2010
Memórias de um bom sujeito
21.03.2010
Memórias de um bom sujeito
14.03.2010
Memórias de um bom sujeito
07.03.2010
Memórias de um bom sujeito
27.02.2010
Memórias de um bom sujeito
21.02.2010
Memórias de um bom sujeito
16.02.2010
Memórias de um bom sujeito
14.02.2010
Memórias de um bom sujeito
20.12.2009
Memórias de um bom sujeito
13.12.2009
Memórias de um bom sujeito
06.12.2009
Memórias de um bom sujeito
29.11.2009
Memórias de um bom sujeito
22.11.2009
Memórias de um bom sujeito
15.11.2009
Memórias de um bom sujeito
08.11.2009
Memórias de um bom sujeito
18.10.2009
Memórias de um bom sujeito
11.10.2009
Memórias de um bom sujeito
04.10.2009
Memórias de um bom sujeito
06.09.2009
Memórias de um bom sujeito
30.08.2009
Memórias de um bom sujeito
23.08.2009
Memórias de um bom sujeito
15.08.2009
Memórias de um bom sujeito
09.08.2009
Memórias de um bom sujeito
02.08.2009
Memórias de um bom sujeito
26.07.2009
Memórias de um bom sujeito
12.07.2009
Memórias de um bom sujeito
05.07.2009
Memórias de um bom sujeito
28.06.2009
Memórias de um bom sujeito
21.06.2009
Memórias de um bom sujeito
07.06.2009
Memórias de um bom sujeito
31.05.2009
Memórias de um bom sujeito
17.05.2009
Memórias de um bom sujeito
10.05.2009
Memórias de um bom sujeito
03.05.2009
Memórias de um bom sujeito
26.04.2009
Memórias de um bom sujeito
19.04.2009
Memórias de um bom sujeito
12.04.2009
Memórias de um bom sujeito
05.04.2009
Memórias de um bom sujeito
29.03.2009
Memórias de um bom sujeito
22.03.2009
Memórias de um bom sujeito
08.03.2009
Memórias de um bom sujeito
01.03.2009
Memórias de um bom sujeito
22.02.2009
Memórias de um bom sujeito
15.02.2009
Memórias de um bom sujeito
28.12.2008
Memórias de um bom sujeito
25.12.2008
Memórias de um bom sujeito
21.12.2008
Memórias de um bom sujeito
07.12.2008
Memórias de um bom sujeito
30.11.2008
Memórias de um bom sujeito
23.11.2008
Memórias de um bom sujeito


PADRE EDUARDO BELOTTI
Momento de Espiritualidade
WALTER POPPI
Trimestralidade. Não é somente isso
WALDEMAR ALLEGRETTI
Já passou da hora
COLUNISMO SOCIAL
Eventos e Personalidades
DOM ANUAR BATTISTI
Arquidiocese de Maringá
EM DEFESA DO CONSUMIDOR
Confira seus direitos
TIAGO VALENCIANO
Política e Sociedade
OSWALDO FREIRE
Capital Federal
FRANCISCO JOSÉ DE SOUZA
A Lógica do Espiritismo
TATTÁ CABRAL
Ensaio
HENRI JEAN VIANA
Francês Press
ROSE LEONEL
Notícia e Cia.
ORLANDO GONZALEZ
Dois Toques
CARMEM RIBEIRO
Colunista Social
JUAREZ FIRMINO
Balanço Geral
ADEMAR SCHIAVONE
Memórias de um bom sujeito
VERDELÍRIO BARBOSA
Fatos Políticos
Clicompre
Aroma Ingá
Agropecuária Hélio
Rima Seguros
MaringáMais
Click do Gato