Maringá, 17 de Agosto de 2018
GLOBAL BENEFÍCIOS Black Bull Steak House
 
Untitled Document
ADEMAR SCHIAVONE
Memórias de um bom sujeito
 

FELIZ É AQUELE QUE TRANSFERE O QUE SABE E APRENDE O QUE ENSINA

MEMORIAS DE UM BOM SUJEITO
Nesses dias ele completou oitenta anos de vida.  Cinqüenta e nove só em Maringá.
Fez uma festa alegre e descontraída para os amigos mais íntimos e os parentes.  Um monte deles.
Quando ingressei no ginásio – atual quinta a oitava série do primário – tinha quatorze anos de idade.
Era o primeiro ano de funcionamento do Ginásio Municipal Gastão Vidigal, inaugurado em mil, novecentos e cinqüenta e três pelo prefeito Inocente Vilanova Junior, no prédio onde é hoje o Instituo Estadual de Educação.
Prédio que estava semi-acabado, com as salas de aulas com piso bruto e janelas e portas provisórias.  As paredes não tinham pintura nenhuma.
Mas, era a solução para os jovens que acabaram o primário e não podiam pagar o curso ginasial no Ginásio Maringá, recém inaugurado e que hoje é o Colégio Marista.
O primeiro diretor do Gastão foi o professor Nicolau Balas Barros e o secretário seu filho, Cid.

A maioria dos professores eram profissionais liberais como o advogado Haroldo Leon Peres, o delegado de policia Rui Rabelo Vieira, o advogado Aristino Flauzino Teixeira de Almeida que, também, era Inspetor Federal de Ensino, Ary de Lima então bancário, Altino Borba e mais alguns.
Outros eram professores mesmo, como Branca de Jesus Camargo Vieira, Geraldo Altoé, José Hiran Salée, Aniceto Matti e muitos outros.
Uma leva de professores chegou à cidade para compor o quadro necessário ao funcionamento do Ginásio.
Dentre esses, Giampero Monacci, Dalysbor Gomes de Oliveira e quatro de uma mesma família: Rui, Idalina, Nadir e Waldemar Allegretti.
O Waldemar tinha só vinte anos de idade e como todo jovem, agia como tal.  Integrou-se à turma de alunos e passou a ser um deles em todos os sentidos e aspectos.
Cabelos rebeldes, bota de cano alto, bombacha de gaucho e camisa xadrez, eram sua marca.
Os Allegretti revolucionaram literalmente a sociedade que existia na cidade.
Ensinava a gente a dançar, a jogar pingue pongue, a ter postura social e a se comportar como gente adulta.
Nos primeiros meses de aula, alguém arrumou uma mesa de pingue pongue, que foi colocada no salão do colégio,  e o Waldemar ensinava a gente a jogar.  Num dia estávamos fazendo algazarra no horário do recreio e, certamente, incomodamos a direção.
O professor Nicolau entrou no salão e gritando impropérios, acabou com a festa da gente, quebrou a bolinha e mandou todo mundo embora.  Sobrou um esculacho enorme e público para o Waldemar.
Ele agüentou calado, ficou vermelho e saiu para o portão do colégio onde permaneceu até o fim das aulas.
Quando o diretor saiu dos limites do estabelecimento, aconteceu o esperado: o Allegretti o atacou a socos e pontas-pé derrubando-o e batendo mesmo nele.
Claro que foi demitido.
Mas, a partir daquele episódio aconteceu a primeira greve estudantil na cidade.
O colégio inteiro participou.
Os alunos exigiram a demissão do diretor Nicolau Balas Barros e a volta do rebelde garoto professor.
A greve – comandada pelo mais velho dos alunos: Otavio Delmuti -  foi eficaz e acabou vencedora.
Assumiu a direção do colégio o Delegado de Policia e professor Rui Rabelo Vieira.  Ficou até o final daquele ano selando a paz entre alunos e direção.  Ou impondo.  Não importa.
Ano seguinte assumiu a direção do Ginásio o professor Rui Alvino Allegretti.

Dizem que todo mundo precisa de um irmão mais novo para ser o culpado de deslizes.  Outros precisam de irmão mais velho para ser o protetor e o amparo nas broncas caseiras. Ou nos entreveros eventuais.
O Waldemar era o mais novo dos Allegretti e eu o mais velho dos Schiavone.
Além disso, vizinhos.
Acabamos desde aquele tempo de ginásio virando irmãos.
E ele foi meu professor no Ginásio, no curso de Contabilidade e na Faculdade de Direito, além claro, na escola da vida.
O Valdo fazia parte da turma.  Jogava futebol, era o cortador da equipe de vôlei – imagina alguém com um metro e setenta sendo o que fazia o ataque para a quadra adversária. Mas, era o que mais sabia fazer isso.
E tem mais: como mais velho comandava as incursões noturnas na ZBM e era o protetor dos menores.

Andava sempre com o revolver na cintura  e atirava como ninguém.
Fizemos inúmeras caçadas de pombas e sabiás, pelos carreadores de sítios e fazendas.
Era uma das diversões preferidas nas tardes de sábados e domingos em que não tínhamos jogos de futebol.

Desde muito jovem sempre foi de estopim curto e, por diversas vezes, nos meteu em confusões.
Ainda bem que naquele tempo as brigas eram  no braço, com socos e pontas-pé,  e jamais alguém puxava uma arma qualquer.
Com isso batemos e apanhamos várias vezes em muitas brigas, principalmente nas saídas de bailes e na zona.

O Allegretti é um vencedor.
Chegou à cidade como iniciante de professor  e contador dos bons. Era doutor em contabilidade.
Jamais deixou de estudar.  Fez o curso de direito com enorme sacrifico, em Curitiba, e ingressou no ramo cafeeiro quando o café era o rei da produção nacional.
Hoje é milionário de bem com a vida.
Além de tudo sempre participou ativamente das causas sociais, políticas e comerciais da cidade.
Quando ingressou no Lions, era o único solteiro e o mais jovem dos leões.
Na Maçonaria a mesma coisa.
Foi dirigente de clube de futebol, de clubes sociais.
Na política participou sempre ativamente de campanhas eleitorais e  na implantação da Codemar, entidade fundada pelo prefeito João Paulino e que proporcionou a instalação do sistema de água tratada na cidade.
Foi secretário municipal, secretário de estado, diretor da Sanepar, presidente do BRDE e é cidadão honorário do Paraná e de Maringá.

O Lions mudou o rumo da sua vida.
Foi lá, nas reuniões festivas, que conheceu a Marília, que sempre acompanhava os pais, Rosa e Jitsuji Fujiwara, também leão.
Um se engraçou pelo outro e veio o casamento.
Casamento sólido e que dura até hoje.
O casal tem três filhos saudáveis, alegres e felizes. E os netos continuam chegando e fazendo a alegria dos corujas.
A Marília é um freio dos bons para o Waldemar.
Ela é comedida, tem bom papo e sabe como amansar a brabeza dele quando ocorre.
Quando um grupo de sem-terra invadiu uma das suas fazendas – modelo por sinal – ele resolveu que iria usar a sua habilidade com as armas para desalojar os invasores. Só falava nisso.
Foi a Marília quem o convenceu de que isso era uma bobagem.
Desiludido com o acontecido abandonou a vida de produtor rural, vendeu as outras propriedades e está até hoje lutando na justiça para ver seu prejuízo ressarcido pelo Estado.

Waldemar Allegretti é um bom sujeito.
O irmão mais velho que não tive na família, mas conquistei ao longo de todos esses anos.
Conviver com ele  é sempre motivo para aprender alguma coisa.
Ele sabe das coisas.  Gosta de viajar e viajando aprende sempre. Ensina também.
Um sujeito sincero e leal.  Amigo dos amigos.  Jamais bajula alguém por qualquer motivo. Não tem papas na língua e fala o que sente sem meios termos.
Corresponde às amizades quando são sinceras.

Ele não é só um bom sujeito.
É um ótimo sujeito.
Desses que fazem a grandeza de uma cidade.
E orgulham a sua família. 
A nossa, claro.

A VIDA NÃO É QUALQUER COISA. É A ÚNICA OPORTUNIDADE PARA ALGUMA COISA.

 
  
Os artigos, conceitos e opiniões pessoais são de inteira responsabilidade do autor.
14.02.2016
Memórias de um bom sujeito
10.02.2016
Memórias de um bom sujeito
31.01.2016
Memórias de um bom sujeito
24.01.2016
Memórias de um bom sujeito
07.12.2015
Memórias de um bom sujeito
29.11.2015
Memórias de um bom sujeito
23.11.2015
Memórias de um bom sujeito
15.11.2015
Memórias de um bom sujeito
08.11.2015
Memórias de um bom sujeito
01.11.2015
Memórias de um bom sujeito
26.10.2015
Memórias de um bom sujeito
17.10.2015
Memórias de um bom sujeito
12.10.2015
Memórias de um bom sujeito
05.10.2015
Memórias de um bom sujeito
28.09.2015
Memórias de um bom sujeito
21.09.2015
Memórias de um bom sujeito
13.09.2015
Memórias de um bom sujeito
08.09.2015
Memórias de um bom sujeito
23.08.2015
Memórias de um bom sujeito
31.05.2015
Memórias de um bom sujeito
24.05.2015
Memórias de um sujeito
10.05.2015
Memórias de um bom sujeito
03.05.2015
Memórias de um bom sujeito
18.04.2015
Memórias de um bom sujeito
12.04.2015
Memórias de um bom sujeito
30.03.2015
Memórias de um bom sujeito
30.03.2015
Memórias de um bom sujeito
22.03.2015
Memórias de um bom sujeito
15.03.2015
Memórias de um bom sujeito
08.03.2015
Memórias de um bom sujeito
01.03.2015
Memórias de um bom sujeito
12.01.2015
Memórias de um bom sujeito
03.01.2015
Memórias de um bom sujeito
21.12.2014
Memórias de um bom sujeito
14.12.2014
Memórias de um bom sujeito
07.12.2014
Memórias de um bom sujeito
30.11.2014
Memórias de um bom sujeito
23.11.2014
Memórias de um bom sujeito
16.11.2014
Memórias de um bom sujeito
09.11.2014
Memórias de um bom sujeito
02.11.2014
Memórias de um bom sujeito
19.10.2014
Memórias de um bom sujeito
14.10.2014
Memórias de um bom sujeito
05.10.2014
Memórias de um bom sujeito
29.09.2014
Memórias de um bom sujeito
14.09.2014
Memórias de um bom sujeito
07.09.2014
Memórias de um bom sujeito
31.08.2014
Memórias de um bom sujeito
26.08.2014
Memórias de um bom sujeito
17.08.2014
Memórias de um bom sujeito
11.08.2014
Memórias de um bom sujeito
03.08.2014
Memórias de um bom sujeito
20.07.2014
Memórias de um bom sujeito
12.07.2014
Memórias de um bom sujeito
06.07.2014
Memórias de um bom sujeito
30.06.2014
Memórias de um bom sujeito
22.06.2014
Memórias de um bom sujeito
17.06.2014
Memórias de um bom sujeito
10.06.2014
Memórias de um bom sujeito
01.06.2014
Memórias de um bom sujeito
25.05.2014
Memórias de um bom sujeito
14.05.2014
Memórias de um bom sujeito
04.05.2014
Memórias de um bom sujeito
27.04.2014
Memórias de um bom sujeito
20.04.2014
Memórias de um bom sujeito
13.04.2014
Memórias de um bom sujeito
06.04.2014
Memórias de um bom sujeito
30.03.2014
Memórias de um bom sujeito
25.03.2014
Memórias de um bom sujeito
20.03.2014
Memórias de um bom sujeito
17.02.2013
Memórias de um bom sujeito
30.12.2012
Memórias de um bom sujeito
18.11.2012
Memórias de um bom sujeito
06.11.2012
Memórias de um bom sujeito
28.10.2012
Memórias de um bom sujeito
23.10.2012
Memórias de um bom sujeito
14.10.2012
Memórias de um bom sujeito
30.09.2012
Memórias de um bom sujeito
25.09.2012
Memórias de um bom sujeito
16.09.2012
Memórias de um bom sujeito
09.09.2012
Memórias de um bom sujeito
02.09.2012
Memórias de um bom sujeito
26.08.2012
Memórias de um bom sujeito
19.08.2012
Memórias de um bom sujeito
12.08.2012
Memórias de um bom sujeito
06.08.2012
Memórias de um sujeito
29.07.2012
Memórias de um bom sujeito
22.07.2012
Memórias de um bom sujeito
15.07.2012
Memórias de um bom sujeito
08.07.2012
Memórias de um bom sujeito
01.07.2012
Memórias de um bom sujeito
24.06.2012
Memórias de um bom sujeito
17.06.2012
Memórias de um bom sujeito
03.06.2012
Memórias de um bom sujeito
26.05.2012
Memórias de um bom sujeito
29.04.2012
Memórias de um bom sujeito
22.04.2012
Memórias de um bom sujeito
24.03.2012
Memórias de um bom sujeito
18.03.2012
Memórias de um bom sujeito
13.03.2012
Memórias de um bom sujeito
04.03.2012
Memórias de um bom sujeito
25.12.2011
Memórias de um bom sujeito
14.12.2011
Memórias de um bom sujeito
13.11.2011
Memórias de um bom sujeito
05.11.2011
Memórias de um bom sujeito
01.11.2011
Memórias de um sujeito
18.10.2011
Memórias de um bom sujeito
11.10.2011
Memórias de um bom sujeito
25.09.2011
Memórias de um bom sujeito
03.09.2011
Memórias de um bom sujeito
20.08.2011
Memórias de um bom sujeito
06.08.2011
Memórias de um bom sujeito
01.08.2011
Memórias de um bom sujeito
24.07.2011
Memórias de um bom sujeito
16.07.2011
Memórias de um bom sujeito
12.07.2011
Memórias de um bom sujeito
02.07.2011
Memórias de um bom sujeito
19.06.2011
Memórias de um bom sujeito
12.06.2011
Memórias de um bom sujeito
04.06.2011
Memórias de um bom sujeito
28.05.2011
Memórias de um bom sujeito
03.04.2011
Memórias de um bom sujeito
27.03.2011
Memórias de um bom sujeito
20.03.2011
Memórias de um bom sujeito
13.03.2011
Memórias de um bom sujeito
06.03.2011
Memórias de um bom sujeito
20.02.2011
Memórias de um bom sujeito
13.02.2011
Memórias de um bom sujeito
06.02.2011
Memórias de um bom sujeito
04.01.2011
Memórias de um bom sujeito
12.12.2010
Memórias de um bom sujeito
05.12.2010
Memórias de um bom sujeito
28.11.2010
Memórias de um bom sujeito
21.11.2010
Memórias de um bom sujeito
14.11.2010
Memórias de um bom sujeito
07.11.2010
Memórias de um bom sujeito
31.10.2010
Memórias de um bom sujeito
24.10.2010
Memórias de um bom sujeito
17.10.2010
Memórias de um bom sujeito
10.10.2010
Memórias de um bom sujeito
03.10.2010
Memórias de um bom sujeito
19.09.2010
Memórias de um bom sujeito
12.09.2010
Memórias de um bom sujeito
29.08.2010
Memórias de um bom sujeito
15.08.2010
Memórias de um bom sujeito
08.08.2010
Memórias de um bom sujeito
25.07.2010
Memórias de um bom sujeito
18.07.2010
Memórias de um bom sujeito
11.07.2010
Memórias de um bom sujeito
04.07.2010
Memórias de um bom sujeito
27.06.2010
Memórias de um bom sujeito
20.06.2010
Memórias de um bom sujeito
13.06.2010
Memórias de um bom sujeito
06.06.2010
Memórias de um bom sujeito
30.05.2010
Memórias de um bom sujeito
23.05.2010
Memórias de um bom sujeito
16.05.2010
Memórias de um bom sujeito
09.05.2010
Memórias de um bom sujeito
25.04.2010
Memórias de um bom sujeito
18.04.2010
Memórias de um bom sujeito
11.04.2010
Memórias de um bom sujeito
04.04.2010
Memórias de um bom sujeito
28.03.2010
Memórias de um bom sujeito
21.03.2010
Memórias de um bom sujeito
14.03.2010
Memórias de um bom sujeito
07.03.2010
Memórias de um bom sujeito
27.02.2010
Memórias de um bom sujeito
21.02.2010
Memórias de um bom sujeito
16.02.2010
Memórias de um bom sujeito
14.02.2010
Memórias de um bom sujeito
20.12.2009
Memórias de um bom sujeito
13.12.2009
Memórias de um bom sujeito
06.12.2009
Memórias de um bom sujeito
29.11.2009
Memórias de um bom sujeito
22.11.2009
Memórias de um bom sujeito
15.11.2009
Memórias de um bom sujeito
08.11.2009
Memórias de um bom sujeito
18.10.2009
Memórias de um bom sujeito
11.10.2009
Memórias de um bom sujeito
04.10.2009
Memórias de um bom sujeito
06.09.2009
Memórias de um bom sujeito
30.08.2009
Memórias de um bom sujeito
23.08.2009
Memórias de um bom sujeito
15.08.2009
Memórias de um bom sujeito
09.08.2009
Memórias de um bom sujeito
02.08.2009
Memórias de um bom sujeito
26.07.2009
Memórias de um bom sujeito
12.07.2009
Memórias de um bom sujeito
05.07.2009
Memórias de um bom sujeito
28.06.2009
Memórias de um bom sujeito
21.06.2009
Memórias de um bom sujeito
07.06.2009
Memórias de um bom sujeito
31.05.2009
Memórias de um bom sujeito
17.05.2009
Memórias de um bom sujeito
10.05.2009
Memórias de um bom sujeito
03.05.2009
Memórias de um bom sujeito
26.04.2009
Memórias de um bom sujeito
19.04.2009
Memórias de um bom sujeito
12.04.2009
Memórias de um bom sujeito
05.04.2009
Memórias de um bom sujeito
29.03.2009
Memórias de um bom sujeito
22.03.2009
Memórias de um bom sujeito
08.03.2009
Memórias de um bom sujeito
01.03.2009
Memórias de um bom sujeito
22.02.2009
Memórias de um bom sujeito
15.02.2009
Memórias de um bom sujeito
28.12.2008
Memórias de um bom sujeito
25.12.2008
Memórias de um bom sujeito
21.12.2008
Memórias de um bom sujeito
07.12.2008
Memórias de um bom sujeito
30.11.2008
Memórias de um bom sujeito
23.11.2008
Memórias de um bom sujeito


PADRE EDUARDO BELOTTI
Momento de Espiritualidade
WALTER POPPI
Trimestralidade. Não é somente isso
WALDEMAR ALLEGRETTI
Já passou da hora
COLUNISMO SOCIAL
Eventos e Personalidades
DOM ANUAR BATTISTI
Arquidiocese de Maringá
EM DEFESA DO CONSUMIDOR
Confira seus direitos
TIAGO VALENCIANO
Política e Sociedade
OSWALDO FREIRE
Capital Federal
FRANCISCO JOSÉ DE SOUZA
A Lógica do Espiritismo
TATTÁ CABRAL
Ensaio
HENRI JEAN VIANA
Francês Press
ROSE LEONEL
Notícia e Cia.
ORLANDO GONZALEZ
Dois Toques
CARMEM RIBEIRO
Colunista Social
JUAREZ FIRMINO
Balanço Geral
ADEMAR SCHIAVONE
Memórias de um bom sujeito
VERDELÍRIO BARBOSA
Fatos Políticos
Clicompre
Aroma Ingá
Agropecuária Hélio
Rima Seguros
MaringáMais
Click do Gato