Maringá, 17 de Agosto de 2018
GLOBAL BENEFÍCIOS Black Bull Steak House
 
Untitled Document
ADEMAR SCHIAVONE
Memórias de um bom sujeito
 

VIVA BEM A IDADE QUE VOCE TEM.

 

MEMORIAS DE UM BOM SUJEITO

 

Ele chegou a Maringá em meados da década de 1950.

Veio com um objetivo: fazer toda a parte de madeira, incluindo o telhado, do Grande Hotel Maringá que estava sendo construído pela Companhia Melhoramentos e que seria o mais belo e moderno de todo o Paraná, à época.

Na verdade vieram em dois os artífices da carpintaria: Joaquim Duarte Moleirinho e Joaquim Caetano.

E tem mais: e vieram para fincar raízes, tanto é que, trouxeram junto, toda a família.

Erradicaram-se na cidade e foram cumprir com a obrigação.

O Grande Hotel ficou uma beleza arquitetônica e era ponto de encontro de todos os viajantes e, em seus bares e restaurantes, também da sociedade de Maringá.

Antes mesmo de terminar a empreitada, montaram um açougue que os filhos cuidavam na esquina da Avenida Brasil com a Rua General Câmara, a atual Basílio Sautchuck.

O açougue comandado pelos filhos mais velhos e com todos trabalhando muito, cresceu de forma assustadora.

Cresceu tanto que os pais resolveram montar um frigorífico.

Nasceu o Frigorífico Luso Brasileiro Central, bem no final da cidade de então, no meio do mato.

A empresa cresceu e se expandiu pelo Brasil afora.

Mas, o que interessa agora é a trajetória do Joaquim Moleirinho.

Português que amava sua terra e que veio para o Brasil fincar raízes e plantar uma família que é exemplo para todos nós.

Homem dedicado ao trabalho gostava imensamente de ajudar e jamais deixava de colaborar com a solução de problemas sociais e da cidade.

Foi fundador de vários clubes. Era vidrado em caçar e pescar e sempre faltava tempo suficiente para a prática do esporte favorito.

Daí nasceu o Caça e Pesca onde ele praticava tiro ao alvo e ao prato sempre.

Quando o Dr. Zeferino Mozato Krukoski, primeiro juiz de direito da cidade, resolveu assumir a responsabilidade de prover as necessidades do incipiente Lar Escola da Criança, o Joaquim Moleirinho e o grupo Central foram decisivos.

Mensalmente o Dr. Zeferino fazia um churrasco para obter recursos para a Casa da Criança.  Como Juiz, vendia muitos convites.

Fazer o churrasco é que era difícil.  O Moleirinho arrumou uma saída: cada comprador ia ao seu açougue e levava a carne para assar em casa.  Todos ficavam satisfeitos e o lucro era maior.

 

A cidade foi crescendo e o Frigorífico acompanhava o desenvolvimento e seus donos tinham participação ativa em todos os seguimentos e no suprimento das necessidades sociais.

Como líder maior do grupo, Joaquim Moleirinho era sempre solicitado às reuniões e figura indispensável quando o governador do estado vinha à cidade.

Amigo de todos, era sempre procurado para colaborar.

Quando foi criado o Parque de Exposições pelo prefeito Adriano Valente, lá estava o grupo Central representado e sempre participativo.

Era o frigorífico que fornecia a carne toda para os almoços e jantares festivos feitos.

Foi o grupo Central, comandado pelo Joaquim Moleirinho, que sustentou financeiramente o inicio da Expoingá.

Quando se fundou a Sociedade Rural, lá estava os dois Joaquim participando e colaborando ativamente para o seu sucesso.

 

Quando era gerente da rádio Cultura, na década de 60,  criamos a pedido dele, um programa dominical, de uma hora de duração, só com noticias e musicas portuguesa. Quem arrumava os discos prá gente eram os Moleirinho.  Além dos que tinham, arrumavam emprestados na colônia que sempre foi grande e forte na cidade.

 

Joaquim Moleirinho foi um homem que ajudou a construir nossa cidade.

Fundador da Sauna Samuara, do Centro Português, do Clube da Caça e Pesca, eram esses os lugares que ele freqüentava com assiduidade e encontrava os amigos.  Fora disso gostava mesmo de caçar e pescar.

 

Se estivesse vivo teria completado no último dia 2 de novembro, cem anos de vida.

Ele foi um bom sujeito.

A Avenida que leva seu nome é uma justa homenagem a quem veio, lutou e venceu.  Mais que isso: ajudou muita gente a vencer.

E ajudou a transformar Maringá numa grande cidade.

 

 

DE NOVO O ASSIS

 

Minha amada é meiga e doce,

Dela emana a luz do bem.

Ela é assim como se fosse

Minha estrela de Belém...

 

A trova acima, de Antonio Augusto de Assis, foi a vencedora no Concurso Internacional de San Antonio, no Texas, Estados Unidos.

 

E tem mais:

 

Seguindo a estrela, os três Reis

Viram Jesus em Belém.

Também vós a Luz vereis,

Seguindo a estrela do bem!

 

Essa segunda trova foi a terceira no concurso.

A.A. de Assis continua sendo o poeta mais premiado do Brasil.

Recentemente venceu na Argentina, na Venezuela, em Portugal e no Chile.

Ele é um orgulho para nós maringaenses.

Representa a cidade e a Academia de Letras sempre com o brilho da sua inteligência e com a beleza das suas trovas.

 

 

OS PETRALHAS EM AÇÃO

 

O diretório nacional do PT quer transformar o julgamento dos envolvidos no chamado mensalão – o maior escândalo de desvio de dinheiro já praticado no país – num julgamento político, como se os organizadores e criminosos que o praticaram, fossem perseguidos políticos.

Se conseguirem dará a oportunidade para que possam fugir do país e se homiziarem na Venezuela do companheiro Hugo Chaves.

Ou em Cuba do líder e herói deles, Fidel Castro.

Bem bolado o plano petista.

Será que o Joaquim Barbosa vai permitir?  Duvido.

 

Paulo Maluf foi condenado por um Tribunal Inglês, a devolver mais de dez milhões de dólares para a Prefeitura de São Paulo.

Será que Zé Dirceu, Genoino e Delubio irão devolver alguma coisa do enorme prejuízo que deram à nação?

 

 

ONDA CRIMINOSA NO PAÍS

 

A onda de assassinatos em série em São Paulo já chegou a Santa Catarina.

Já, já vai se espalhar pelo Brasil todo.   Criminoso tem em todo lugar.  E o Estado é impotente e ineficiente.

Uma barbaridade o que fazem os criminosos matando policiais e gente absolutamente inocente como vem ocorrendo.

Isso nos leva a pensar muito nas causas e nas conseqüências.

Uma verdade incontestável é a de que quem sustenta o trafico e o comércio das drogas, é o consumidor.

Logo há necessidade de se alterar o código e as leis penais, criminalizando os consumidores.

Consumidor sem nenhuma pena coercitiva só vai aumentar cada vez mais o comércio de drogas.

 

Agora vem a onda de crimes de morte contra policiais e inocentes – até crianças são executadas barbaramente.

A ordem dos ataques parte dos presídios onde estão os chefões do tráfico.

Porque têm liberdade para se comunicar com seus comandados dando a ordem para matar?

Porque tem policiais corruptos que deixam que os bandidos recebam em suas celas, celulares, cartas, bilhetes e visitas.

Se não houvesse policial corrupto que permite esse tipo de coisa, não haveria a ordem para os comandados em liberdade.

E tem mais: a lei penal é branda demais com criminosos.

Preso deveria ser apenas preso.

Obrigado a trabalhar como todo mundo para ser sustentado na cadeia, comendo à custa da miséria do povo, recebendo salário prisão para sustentar seus filhos e comandando a criminalidade de dentro das prisões.

Prisões de segurança máxima dizem.

Mas, prisões que não impedem criminosos de comandar bandidos soltos, graças à leniência, conivência e permissão de quem deveria cuidar para que isso não ocorresse.

A lei precisa ser mudada.

E, principalmente, cumprida.

 

A VIDA É UMA SÓ: VIVA COM SABEDORIA A SUA VIDA.

 

 
  
Os artigos, conceitos e opiniões pessoais são de inteira responsabilidade do autor.
14.02.2016
Memórias de um bom sujeito
10.02.2016
Memórias de um bom sujeito
31.01.2016
Memórias de um bom sujeito
24.01.2016
Memórias de um bom sujeito
07.12.2015
Memórias de um bom sujeito
29.11.2015
Memórias de um bom sujeito
23.11.2015
Memórias de um bom sujeito
15.11.2015
Memórias de um bom sujeito
08.11.2015
Memórias de um bom sujeito
01.11.2015
Memórias de um bom sujeito
26.10.2015
Memórias de um bom sujeito
17.10.2015
Memórias de um bom sujeito
12.10.2015
Memórias de um bom sujeito
05.10.2015
Memórias de um bom sujeito
28.09.2015
Memórias de um bom sujeito
21.09.2015
Memórias de um bom sujeito
13.09.2015
Memórias de um bom sujeito
08.09.2015
Memórias de um bom sujeito
23.08.2015
Memórias de um bom sujeito
31.05.2015
Memórias de um bom sujeito
24.05.2015
Memórias de um sujeito
10.05.2015
Memórias de um bom sujeito
03.05.2015
Memórias de um bom sujeito
18.04.2015
Memórias de um bom sujeito
12.04.2015
Memórias de um bom sujeito
30.03.2015
Memórias de um bom sujeito
30.03.2015
Memórias de um bom sujeito
22.03.2015
Memórias de um bom sujeito
15.03.2015
Memórias de um bom sujeito
08.03.2015
Memórias de um bom sujeito
01.03.2015
Memórias de um bom sujeito
12.01.2015
Memórias de um bom sujeito
03.01.2015
Memórias de um bom sujeito
21.12.2014
Memórias de um bom sujeito
14.12.2014
Memórias de um bom sujeito
07.12.2014
Memórias de um bom sujeito
30.11.2014
Memórias de um bom sujeito
23.11.2014
Memórias de um bom sujeito
16.11.2014
Memórias de um bom sujeito
09.11.2014
Memórias de um bom sujeito
02.11.2014
Memórias de um bom sujeito
19.10.2014
Memórias de um bom sujeito
14.10.2014
Memórias de um bom sujeito
05.10.2014
Memórias de um bom sujeito
29.09.2014
Memórias de um bom sujeito
14.09.2014
Memórias de um bom sujeito
07.09.2014
Memórias de um bom sujeito
31.08.2014
Memórias de um bom sujeito
26.08.2014
Memórias de um bom sujeito
17.08.2014
Memórias de um bom sujeito
11.08.2014
Memórias de um bom sujeito
03.08.2014
Memórias de um bom sujeito
20.07.2014
Memórias de um bom sujeito
12.07.2014
Memórias de um bom sujeito
06.07.2014
Memórias de um bom sujeito
30.06.2014
Memórias de um bom sujeito
22.06.2014
Memórias de um bom sujeito
17.06.2014
Memórias de um bom sujeito
10.06.2014
Memórias de um bom sujeito
01.06.2014
Memórias de um bom sujeito
25.05.2014
Memórias de um bom sujeito
14.05.2014
Memórias de um bom sujeito
04.05.2014
Memórias de um bom sujeito
27.04.2014
Memórias de um bom sujeito
20.04.2014
Memórias de um bom sujeito
13.04.2014
Memórias de um bom sujeito
06.04.2014
Memórias de um bom sujeito
30.03.2014
Memórias de um bom sujeito
25.03.2014
Memórias de um bom sujeito
20.03.2014
Memórias de um bom sujeito
17.02.2013
Memórias de um bom sujeito
30.12.2012
Memórias de um bom sujeito
11.11.2012
Memórias de um bom sujeito
06.11.2012
Memórias de um bom sujeito
28.10.2012
Memórias de um bom sujeito
23.10.2012
Memórias de um bom sujeito
14.10.2012
Memórias de um bom sujeito
30.09.2012
Memórias de um bom sujeito
25.09.2012
Memórias de um bom sujeito
16.09.2012
Memórias de um bom sujeito
09.09.2012
Memórias de um bom sujeito
02.09.2012
Memórias de um bom sujeito
26.08.2012
Memórias de um bom sujeito
19.08.2012
Memórias de um bom sujeito
12.08.2012
Memórias de um bom sujeito
06.08.2012
Memórias de um sujeito
29.07.2012
Memórias de um bom sujeito
22.07.2012
Memórias de um bom sujeito
15.07.2012
Memórias de um bom sujeito
08.07.2012
Memórias de um bom sujeito
01.07.2012
Memórias de um bom sujeito
24.06.2012
Memórias de um bom sujeito
17.06.2012
Memórias de um bom sujeito
03.06.2012
Memórias de um bom sujeito
26.05.2012
Memórias de um bom sujeito
29.04.2012
Memórias de um bom sujeito
22.04.2012
Memórias de um bom sujeito
24.03.2012
Memórias de um bom sujeito
18.03.2012
Memórias de um bom sujeito
13.03.2012
Memórias de um bom sujeito
04.03.2012
Memórias de um bom sujeito
25.12.2011
Memórias de um bom sujeito
14.12.2011
Memórias de um bom sujeito
13.11.2011
Memórias de um bom sujeito
05.11.2011
Memórias de um bom sujeito
01.11.2011
Memórias de um sujeito
18.10.2011
Memórias de um bom sujeito
11.10.2011
Memórias de um bom sujeito
25.09.2011
Memórias de um bom sujeito
03.09.2011
Memórias de um bom sujeito
20.08.2011
Memórias de um bom sujeito
06.08.2011
Memórias de um bom sujeito
01.08.2011
Memórias de um bom sujeito
24.07.2011
Memórias de um bom sujeito
16.07.2011
Memórias de um bom sujeito
12.07.2011
Memórias de um bom sujeito
02.07.2011
Memórias de um bom sujeito
19.06.2011
Memórias de um bom sujeito
12.06.2011
Memórias de um bom sujeito
04.06.2011
Memórias de um bom sujeito
28.05.2011
Memórias de um bom sujeito
03.04.2011
Memórias de um bom sujeito
27.03.2011
Memórias de um bom sujeito
20.03.2011
Memórias de um bom sujeito
13.03.2011
Memórias de um bom sujeito
06.03.2011
Memórias de um bom sujeito
20.02.2011
Memórias de um bom sujeito
13.02.2011
Memórias de um bom sujeito
06.02.2011
Memórias de um bom sujeito
04.01.2011
Memórias de um bom sujeito
12.12.2010
Memórias de um bom sujeito
05.12.2010
Memórias de um bom sujeito
28.11.2010
Memórias de um bom sujeito
21.11.2010
Memórias de um bom sujeito
14.11.2010
Memórias de um bom sujeito
07.11.2010
Memórias de um bom sujeito
31.10.2010
Memórias de um bom sujeito
24.10.2010
Memórias de um bom sujeito
17.10.2010
Memórias de um bom sujeito
10.10.2010
Memórias de um bom sujeito
03.10.2010
Memórias de um bom sujeito
19.09.2010
Memórias de um bom sujeito
12.09.2010
Memórias de um bom sujeito
29.08.2010
Memórias de um bom sujeito
15.08.2010
Memórias de um bom sujeito
08.08.2010
Memórias de um bom sujeito
25.07.2010
Memórias de um bom sujeito
18.07.2010
Memórias de um bom sujeito
11.07.2010
Memórias de um bom sujeito
04.07.2010
Memórias de um bom sujeito
27.06.2010
Memórias de um bom sujeito
20.06.2010
Memórias de um bom sujeito
13.06.2010
Memórias de um bom sujeito
06.06.2010
Memórias de um bom sujeito
30.05.2010
Memórias de um bom sujeito
23.05.2010
Memórias de um bom sujeito
16.05.2010
Memórias de um bom sujeito
09.05.2010
Memórias de um bom sujeito
25.04.2010
Memórias de um bom sujeito
18.04.2010
Memórias de um bom sujeito
11.04.2010
Memórias de um bom sujeito
04.04.2010
Memórias de um bom sujeito
28.03.2010
Memórias de um bom sujeito
21.03.2010
Memórias de um bom sujeito
14.03.2010
Memórias de um bom sujeito
07.03.2010
Memórias de um bom sujeito
27.02.2010
Memórias de um bom sujeito
21.02.2010
Memórias de um bom sujeito
16.02.2010
Memórias de um bom sujeito
14.02.2010
Memórias de um bom sujeito
20.12.2009
Memórias de um bom sujeito
13.12.2009
Memórias de um bom sujeito
06.12.2009
Memórias de um bom sujeito
29.11.2009
Memórias de um bom sujeito
22.11.2009
Memórias de um bom sujeito
15.11.2009
Memórias de um bom sujeito
08.11.2009
Memórias de um bom sujeito
18.10.2009
Memórias de um bom sujeito
11.10.2009
Memórias de um bom sujeito
04.10.2009
Memórias de um bom sujeito
06.09.2009
Memórias de um bom sujeito
30.08.2009
Memórias de um bom sujeito
23.08.2009
Memórias de um bom sujeito
15.08.2009
Memórias de um bom sujeito
09.08.2009
Memórias de um bom sujeito
02.08.2009
Memórias de um bom sujeito
26.07.2009
Memórias de um bom sujeito
12.07.2009
Memórias de um bom sujeito
05.07.2009
Memórias de um bom sujeito
28.06.2009
Memórias de um bom sujeito
21.06.2009
Memórias de um bom sujeito
07.06.2009
Memórias de um bom sujeito
31.05.2009
Memórias de um bom sujeito
17.05.2009
Memórias de um bom sujeito
10.05.2009
Memórias de um bom sujeito
03.05.2009
Memórias de um bom sujeito
26.04.2009
Memórias de um bom sujeito
19.04.2009
Memórias de um bom sujeito
12.04.2009
Memórias de um bom sujeito
05.04.2009
Memórias de um bom sujeito
29.03.2009
Memórias de um bom sujeito
22.03.2009
Memórias de um bom sujeito
08.03.2009
Memórias de um bom sujeito
01.03.2009
Memórias de um bom sujeito
22.02.2009
Memórias de um bom sujeito
15.02.2009
Memórias de um bom sujeito
28.12.2008
Memórias de um bom sujeito
25.12.2008
Memórias de um bom sujeito
21.12.2008
Memórias de um bom sujeito
07.12.2008
Memórias de um bom sujeito
30.11.2008
Memórias de um bom sujeito
23.11.2008
Memórias de um bom sujeito


PADRE EDUARDO BELOTTI
Momento de Espiritualidade
WALTER POPPI
Trimestralidade. Não é somente isso
WALDEMAR ALLEGRETTI
Já passou da hora
COLUNISMO SOCIAL
Eventos e Personalidades
DOM ANUAR BATTISTI
Arquidiocese de Maringá
EM DEFESA DO CONSUMIDOR
Confira seus direitos
TIAGO VALENCIANO
Política e Sociedade
OSWALDO FREIRE
Capital Federal
FRANCISCO JOSÉ DE SOUZA
A Lógica do Espiritismo
TATTÁ CABRAL
Ensaio
HENRI JEAN VIANA
Francês Press
ROSE LEONEL
Notícia e Cia.
ORLANDO GONZALEZ
Dois Toques
CARMEM RIBEIRO
Colunista Social
JUAREZ FIRMINO
Balanço Geral
ADEMAR SCHIAVONE
Memórias de um bom sujeito
VERDELÍRIO BARBOSA
Fatos Políticos
Clicompre
Aroma Ingá
Agropecuária Hélio
Rima Seguros
MaringáMais
Click do Gato