Maringá, 16 de Outubro de 2018
GLOBAL BENEFÍCIOS Black Bull Steak House
 
Untitled Document
WALTER POPPI
Samu pede socorro!
 

Inverteu. Era o que faltava. Socorristas de plantão estão pedindo socorro. Sim. Aqueles trabalhadores cuja função é socorrer o povo nas ruas, ou seja, salvar vidas, estão agora pedindo socorro.

É irônico se não fosse trágico. Segundo consta, o salário destes servidores municipais é inferior a funções bem mais desqualificadas dentro do contexto que é o serviço público municipal. É um serviço diferenciado e que merecia bem mais atenção do que vem sendo despendido. Como em qualquer categoria, a reivindicação é legal e já defasada. No caso deste pessoal, eles tem de obedecer à hegemonia do Sindicato dos Servidores Municipais, que mais atrapalha do que ajuda, porque coloca sempre em primeiro lugar a bandeira política. Dá no que tem dado e não é somente para estes servidores mas em outras categorias.

Voltando ao SAMU, trata-se de um órgão cuja atividade assemelha-se ao Corpo de Bombeiros. Continua tendo, portanto, a exemplo deste, total credibilidade junto à população, ao contrario de outras atividades não só políticas como administrativas.

A Administração Municipal, entretanto, não pensa assim. Trata este SAMU como um serviço comum, igual aos outros.  Não é. Embora todas as categorias tenham o mesmo direito, esta, entretanto, é diferenciada, como já dissemos. Afinal. Salvam vidas. Lutam e se arriscam diariamente, muitas vezes sem amparo técnico. É profissão de risco, e como tal, merecia uma atenção especial.

Mas não é assim, ou não vem sendo assim. Um Secretário municipal, afirmou ontem, por exemplo, que os benefícios da categoria somente serão oferecidos quando da aprovação do Plano de Cargos e Salários. Um absurdo.

Este tal Plano, que já vem se arrastando por longos anos, estava na pauta da Câmara Municipal no final do ano passado, para ser votado e posto em prática neste exercício. Entretanto, sorrateiramente, alguém foi lá e retirou da pauta, sem qualquer explicação plausível, jogando o projeto para o final deste ano.

E é neste embróglio que está o destino dos atendentes do SAMU. Nossa cidade devia olhar com  mais atenção para esse tipo de serviço, pois, pode se afirmar com plena certeza, que o máximo que eles pedem ainda é pouco.

E O METROPOLITANO HEIN?
E não é que o Metropolitano pisou na bola! Apesar de enfrentar na primeira rodada da série B justamente o segundo melhor time do campeonato, nãopassou de um empate. Era jogo de seis pontos, como se diz por aí. Portanto, perdemos cinco!

O CINCÃO, de Londrina, é um dos prováveis ocupantes de um das duas vagas. Portanto, tinha que ser abatido, ainda mais jogando em casa. O Metrô joga hoje em Prudentopolis. Se perder fica na Lanterna, com apenas um ponto. O Campeonato é curto e quem quiser ganhar a vaga tem de ganhar todas em casa. Portanto, para recuperar, nosso represente tem de sair de Prudentopolis com os três pontos. Senão... 

WALTER POPPI

 
  
Os artigos, conceitos e opiniões pessoais são de inteira responsabilidade do autor.
23.05.2017
Trimestralidade. Não é somente isso
08.05.2017
Maringá nasceu com preconceito de classe?
09.04.2015
Mais vereadores sim
18.09.2013
Mensalão: De volta ao inferno?
11.09.2013
E não é que a UMES existe?
05.09.2013
O nome que nos persegue...
28.08.2013
Futebol: Maringá na Série A e agora?
21.08.2013
Porque mexer com as Apaes?
14.08.2013
Quem vai cuidar das escolas?
07.08.2013
Trimestralidade: Agora ou Nunca!
31.07.2013
Que lições o Papa nos deixou?
23.07.2013
O trem Pé Vermelho vem aí
17.07.2013
Walter Poppi
03.07.2013
Primeiro a Cozinha, Depois a Copa...
26.06.2013
A voz das ruas
19.06.2013
Circular e vaias
12.06.2013
Aeroporto pisou na bola
05.06.2013


PADRE EDUARDO BELOTTI
Momento de Espiritualidade
WALTER POPPI
Trimestralidade. Não é somente isso
WALDEMAR ALLEGRETTI
Já passou da hora
COLUNISMO SOCIAL
Eventos e Personalidades
DOM ANUAR BATTISTI
Arquidiocese de Maringá
EM DEFESA DO CONSUMIDOR
Confira seus direitos
TIAGO VALENCIANO
Política e Sociedade
OSWALDO FREIRE
Capital Federal
FRANCISCO JOSÉ DE SOUZA
A Lógica do Espiritismo
TATTÁ CABRAL
Ensaio
HENRI JEAN VIANA
Francês Press
ROSE LEONEL
Notícia e Cia.
ORLANDO GONZALEZ
Dois Toques
CARMEM RIBEIRO
Colunista Social
JUAREZ FIRMINO
Balanço Geral
ADEMAR SCHIAVONE
Memórias de um bom sujeito
VERDELÍRIO BARBOSA
Fatos Políticos