Maringá, 16 de Julho de 2018
GLOBAL BENEFÍCIOS Black Bull Steak House
 
Untitled Document
WALTER POPPI
Trimestralidade: Agora ou Nunca!
 

Trimestralidade: Agora ou Nunca!

Trimestralidade é assunto de 3 mil funcionários municipais de Maringá, mas interessa a todos. É dívida pública e como tal, é de todos nós, pois afinal o dinheiro é do orçamento municipal.... Trata-se de um reajuste salarial do ano de 1.993, quando o Prefeito era Ricardo Barros. Não quiseram pagar e o caso se arrasta na Justiça Trabalhista até hoje. São 3 meses, porisso se chamou trimestralidade. Dá um reajuste de 36 por cento para cada um, sendo que dos 3 mil, metade já não trabalha mais na Prefeitura e aí é que está o imbroglio. Antes, é preciso explicar que trimestralidade não é dinheiro e sim reajuste salarial. Durante bom tempo a imprensa falou em milhões, dívida impagável, etc. Não é assim. Aparte em dinheiro é uma consequência do reajuste. Sem um não existe o outro.

Vamos então aos fatos. Está marcada para o dia 20 de agosto em Brasília uma audiência de concilização para por fim ao caso, entre a Prefeitura e o Sindicato que representa os funcionários.

Para isso, entretanto, é preciso levar uma proposta. E esta proposta será decidida neste sábado, dia 10, na Câmara Municipal, numa reunião entre funcionários, Sindicato e a Prefeitura, se esta comparecer.

A Prefeitura só quer dar dinheiro e nenhum reajuste. Aí está a confusão. Metade dos credores é funcionários, aposentados e pensionistas.

Eles não querem dinheiro, querem reajuste. Os outros 1.500 são pessoas que já foram embora da Prefeitura. É claro que para eles só interessa dinheiro.

A proposta da Prefeitura, pelo que consta, é estranha e ilegal. Quer apenas pagar em dinheiro e nenhum reajuste. Isto somente beneficiaria os que não são mais funcionários, em detrimento aos outros, que lá estão há mais de 20 anos.

Consta inclusive que Assessores da administração estariam induzindo ex-funcionários a comparecerem em massa na Câmara e votar na proposta Municipal. Esclareça-se, ainda, que a proposta que for aprovada neste sábado será acatada pelo Tribunal de Brasília no dia 20.

Não se sabe a posição oficial do Sindicato sobre o caso, o que todos sabemos é que ele tem de defender os interesses dos que estão trabalhando.

Ainda para esclarecer: Mais de cem funcionários aposentados já conseguiram o benefício na Justiça Comum. A Prefeitura pagou sem questionar, razão pela qual todos estranham o seu comportamento atual.

Além dos 36 por cento para 1.500 funcionários, se concedidos, haverá uma dívida de mais ou menos 700 milhões, que são os atrasados. Estes valores, sim, poderão ser objeto de acôrdo entre as partes, já que é segunda parte do processo.

Para a administração do Prefeito Roberto Pupin, trata-se de um problema gerado lá atrás, que vem estourar bem em suas mãos. Como é um sujeito  sério e de bons princípios, espera-se que ele coloque ponto final nesta novela, que não traz bons fluídos para o Município. Sabe-se que em sua primeira gestão Silvio Barros quis resolver, mas assessores seus não permitiram. Agora é a grade oportunidade. Levar uma proposta para Brasília que não seja rasteira e só prejudique, é o que todos anseiam.

Para encerrar, caso não haja acerto em Brasília, funcionários poderão ingressar na Justiça Comum, até em grupos, como determinou a Justiça Trabalhista. Isto certamente vai gerar transtornos e muita dor de cabeça. E, é claro, um desfalque nos cofres públicos, pois trata-se de Execução, e como tal, de efeito imediato.

Portanto, é agora ou nunca.

Walter Poppi

 
  
Os artigos, conceitos e opiniões pessoais são de inteira responsabilidade do autor.
23.05.2017
Trimestralidade. Não é somente isso
08.05.2017
Maringá nasceu com preconceito de classe?
09.04.2015
Mais vereadores sim
18.09.2013
Mensalão: De volta ao inferno?
11.09.2013
E não é que a UMES existe?
05.09.2013
O nome que nos persegue...
28.08.2013
Futebol: Maringá na Série A e agora?
21.08.2013
Porque mexer com as Apaes?
14.08.2013
Quem vai cuidar das escolas?
31.07.2013
Que lições o Papa nos deixou?
23.07.2013
O trem Pé Vermelho vem aí
17.07.2013
Walter Poppi
10.07.2013
Samu pede socorro!
03.07.2013
Primeiro a Cozinha, Depois a Copa...
26.06.2013
A voz das ruas
19.06.2013
Circular e vaias
12.06.2013
Aeroporto pisou na bola
05.06.2013


PADRE EDUARDO BELOTTI
Momento de Espiritualidade
WALTER POPPI
Trimestralidade. Não é somente isso
WALDEMAR ALLEGRETTI
Já passou da hora
COLUNISMO SOCIAL
Eventos e Personalidades
DOM ANUAR BATTISTI
Arquidiocese de Maringá
EM DEFESA DO CONSUMIDOR
Confira seus direitos
TIAGO VALENCIANO
Política e Sociedade
OSWALDO FREIRE
Capital Federal
FRANCISCO JOSÉ DE SOUZA
A Lógica do Espiritismo
TATTÁ CABRAL
Ensaio
HENRI JEAN VIANA
Francês Press
ROSE LEONEL
Notícia e Cia.
ORLANDO GONZALEZ
Dois Toques
CARMEM RIBEIRO
Colunista Social
JUAREZ FIRMINO
Balanço Geral
ADEMAR SCHIAVONE
Memórias de um bom sujeito
VERDELÍRIO BARBOSA
Fatos Políticos