Maringá, 18 de Agosto de 2018
GLOBAL BENEFÍCIOS Black Bull Steak House
 
Untitled Document
ADEMAR SCHIAVONE
Memórias de um bom sujeito
 

NÃO HÁ NEGOCIO MELHOR QUE A VIDA.
A GENTE A OBTÉM A TROCO DE NADA.


VIVER BEM
Regras fáceis e ótimas para viver de bem com a vida e com os seus amigos.
1. Coma devagar e mastigue bem. O sabor do alimento está só na boca.
2. Dê às pessoas mais do que esperam e faça-o com gosto.
3. Decore seu poema favorito.
4. Não acredite em tudo que escutar, não gaste tudo o que possua e nem durma tudo o que quiser.
5. Quando disser “te amo”, diga-o de verdade.
6. Quando disser “sinto muito” olhe as pessoas nos olhos.
7. Creia no amor à primeira vista.
8. Jamais ignore os sonhos dos outros.
9. Ame profunda e apaixonadamente. Você pode sair ferido, mas é a única forma de viver a vida completamente.
10.  Não julgue os demais pelos seus parentes.
11.  Fale lentamente, mas pense com rapidez.
12.  Lembre-se de que o maior amor e a maior conquista envolvem sempre os maiores riscos.

MEMORIAS
O inicio da colonização de Maringá foi o Maringá Velho, no fim da picada aberta na mata pela Companhia de Terras. Ali se alojaram os pioneiros enquanto a mata era derrubada para o corte dos terrenos, ruas e avenidas previamente traçados.
E o núcleo central era pequeno. Restringia-se da Praça José Bonifácio, a do Maluf, e seguia em direção ao aeroporto, margeando a avenida Brasil.
Um dos primeiros locais a ser habitado, era a Avenida Guaira. Ali se construiu no fim da década de 40 a cadeia pública na esquina com a Avenida Paraná e ao longo do seu trajeto, dezenas de casas destinadas a abrigar boates, bares, e casas das mulheres da ZBM.
Bem ao lado do limite das casas de tolerância, o Felizardo Meneguetti possuía um sitio que chegava a Avenida Colombo.
Num dia o Meneguetti resolveu fazer do sitio o primeiro loteamento urbano de Maringá fora da Companhia, que já era Melhoramentos.
A Vila Ipiranga foi planejada, aprovada e licenciada na prefeitura, e as ruas foram abertas em meio ao cafezal.
Tinha um enorme problema: ninguém queria morar ao lado da ZBM.  Os homens por que a participação e procura pelas mulheres deixaria de ser segredo.  As mulheres para não conviver com as de vida fácil. O causo foi criado e precisava ser resolvido.
Entraram em ação prefeito, vereadores, autoridades, loteadores.  Todos, enfim, interessados.
Chegaram à solução ideal para todos: mudar a zona para o meio da mata, bem lá atrás do cemitério.  Ali não incomodava ninguém e agradava a todos.  Os donos das boates, bares e casas de coitos providenciaram a construção e a mudança foi rápida.  Prá nós que íamos a pé por falta de grana e de condução, um transtorno.  Para os que tinham jipes (só eles chegavam lá em dia de chuva) um sucesso.
E dessa forma o Felizardo Meneguetti, hoje um dos maiores empresários do Paraná, entrou para a história como o construtor do primeiro loteamento fora da companhia e como o homem que provocou a mudança da zona do meretrício para o meio do mato. Transtorno para muitos. Progresso para outros, inclusive a cidade.
 
DE MENTIRA MESMO...
Marco Antonio Lourenço Correia, que prestou grandes serviços à cidade como presidente da Codemar na gestão do prefeito Adriano Valente, assentando uma rede formidável de tubulação de água,  como diretor do INSS regional e como candidato a prefeito em 1972, tem uma frase sensacional quando fala dos pronunciamentos dos políticos nos programas eleitorais na TV. Diz o Marco:”esses malandros falam em honra, em família, em proteger os pobres, em trabalhar para a comunidade, tendo sempre uma prostituta, pelada,  sentada no colo. Falta vergonha aos políticos em todos os níveis. Nos que dirigem o país, mais ainda”.
Pois é Marco: não se faz político como antigamente, quando se fazia política por ideal, por querer construir um mundo melhor para todos.  Hoje cada um quer servir a si mesmo.  Só isso. Programa eleitoral então é um festival de mentiras e de promessas intermináveis. E o que é pior: a gente continua votando neles mesmos. 

LEDO ENGANO
O jovem e afoito vereador Evandro Junior, boa pinta e bem falante, tem um péssimo habito: fumar em qualquer lugar. Principalmente em público.   Dá um mau exemplo para a juventude que ele representa no legislativo.  É hora de corrigir.
Nesta semana apresentou projeto de lei para que seja sinalizada, com eficiência, a localização dos equipamentos de controle eletrônico do transito.  Uma excelente idéia.
Agora a justificativa foi esdrúxula: Maringá tem uma indústria de multas no transito.
Ledo engano jovem vereador.  Cada equipamento eletrônico colocado em cruzamento não multa ninguém sozinho. Cada motorista multa a si próprio quando desrespeita a lei e a ordem, atravessando sinal fechado, avançando na faixa de segurança, fazendo contornos indevidos, ultrapassando o limite de velocidade.
Você está certo quanto à necessidade de sinalizar.  Errado quanto à justificativa do seu pedido.

PRA RIR UM POUCO
O cara chega num restaurante e, junto dele, uma avestruz.
Senta-se à mesa e pede um bife acebolado.
- E prá você, pergunta a avestruz.
- Prá mim o mesmo, responde o bicho.
Terminado o almoço ele enfia a mão no bolso e tira trinta reais e quarenta centavos.  Exatamente o valor da conta
No dia seguinte, de novo a mesma cena.
- quero uma lasanha ao sugo.
- prá mim o mesmo, diz a avestruz.
Terminado, enfia a mão no bolso e tira trinta e cinco reais. Exatamente o valor da refeição. A garçonete fica impressionada.
Dia seguinte a mesma cena.
-  O mesmo de ontem, diz a atendente.
-  Não. Hoje é sexta feira e quero uma bacalhoada com um vinho português.
-  o mesmo prá mim, diz a avestruz.
Terminada a refeição, ele enfia a mão no bolso e tira cento e dez reais e vinte centavos. Exatamente o valor da conta.
A garçonete ainda mais impressionada não se contém: - O senhor a cada dia enfia a mão no bolso e sai sempre a quantia exata da conta. Como se explica?
-  Fácil. Um dia, na praia,  encontrei uma lâmpada e dela saiu um gênio que me ofereceu somente dois desejos, que foram satisfeitos.
O primeiro é que, sempre eu tivesse no bolso a quantia exata para pagar qualquer conta: restaurantes, lojas, supermercados, veículos, aviões, hotéis.
O segundo pedi a ele uma companheira que tivesse bumbum grande, pernas longas e concordasse com tudo o que eu quisesse, sem reclamar.
Deu-me a avestruz.  

TRES DE UMA VEZ
O Fernando Ferraz, pioneiro dos bons, um homem sempre sorridente e feliz com a vida, está mais feliz ainda.  Seu filho Fernando Filho, é pai de trigêmeos. Dois homens e uma mulher.  Fernando que já era avô de nove netos agora tem doze.  Está feliz demais da conta.
Parabéns Fernando e Erna pelos netos, pela vida e pelos amigos que sempre foram.

PESSUTI, O BOM
Conheci Orlando Pessuti quando muito jovem, em Jardim Alegre, sua cidade natal, como aluno do grupo escolar em que a Cida, minha mulher, era professora e diretora.
Um menino ágil, inteligente, educadíssimo e sempre disposto a servir.
Era um líder entre os meninos da cidade.
Deputado estadual teve uma atuação sóbria e envolvente que acabou levando-o, pela liderança, à condição de vice-governador do Paraná, em dois mandatos.
Agora está fazendo de tudo para ser o candidato do PMDB ao cargo de governador ano que vem. Sinceramente acho que ele está super preparado para dirigir o Paraná.  Tem gabarito, tem competência, conhece o Paraná e os paranaenses como poucos.
E o mais importante: é um homem sério, destemido, que faz política por amor e pelo desejo de servir. Como sempre fez, desde pequeno.
Basta só lembrar que recusou um cargo vitalício, com um salário astronômico, como conselheiro do Tribunal de Contas, para continuar sendo vice-governador e ter a oportunidade de ser candidato.
Gente como Orlando Pessuti, que faz política com decência, sem se corromper, pode-se contar nos dedos de uma só mão. São muito poucos mesmo.

FELIZ ANIVERSARIO
A Cida, minha mulher, é a mais bonita que já conheci.  Ela faz aniversário hoje, dia de Páscoa.  Também, quando nasceu em 1941, era domingo de páscoa.  Um privilégio.  Nascer no dia em que Jesus Cristo nascia de novo para salvar a humanidade.
Um homem não pode viver sozinho.  É preciso ter uma companheira. Não só companheira: uma mulher, uma amante, uma amiga, alguém com quem divida a cama, a mesa, o banho, divida as alegrias e chore junto com as tristezas.
Na verdade, sou um homem privilegiado.  Só tenho alegrias.  Só me lembro das coisas boas que tenho vivido nestes quase cinqüenta anos junto da Cida.
Ela faz aniversário.  Eu estou feliz por isso.
Ainda continuo achando-a a mulher mais linda que jamais conheci.
Parabéns minha querida.
Obrigado por você existir.

PARA PENSAR
Não jogue fora o balde velho até que tenha certeza de que o novo segura a água.

 
  
Os artigos, conceitos e opiniões pessoais são de inteira responsabilidade do autor.
14.02.2016
Memórias de um bom sujeito
10.02.2016
Memórias de um bom sujeito
31.01.2016
Memórias de um bom sujeito
24.01.2016
Memórias de um bom sujeito
07.12.2015
Memórias de um bom sujeito
29.11.2015
Memórias de um bom sujeito
23.11.2015
Memórias de um bom sujeito
15.11.2015
Memórias de um bom sujeito
08.11.2015
Memórias de um bom sujeito
01.11.2015
Memórias de um bom sujeito
26.10.2015
Memórias de um bom sujeito
17.10.2015
Memórias de um bom sujeito
12.10.2015
Memórias de um bom sujeito
05.10.2015
Memórias de um bom sujeito
28.09.2015
Memórias de um bom sujeito
21.09.2015
Memórias de um bom sujeito
13.09.2015
Memórias de um bom sujeito
08.09.2015
Memórias de um bom sujeito
23.08.2015
Memórias de um bom sujeito
31.05.2015
Memórias de um bom sujeito
24.05.2015
Memórias de um sujeito
10.05.2015
Memórias de um bom sujeito
03.05.2015
Memórias de um bom sujeito
18.04.2015
Memórias de um bom sujeito
12.04.2015
Memórias de um bom sujeito
30.03.2015
Memórias de um bom sujeito
30.03.2015
Memórias de um bom sujeito
22.03.2015
Memórias de um bom sujeito
15.03.2015
Memórias de um bom sujeito
08.03.2015
Memórias de um bom sujeito
01.03.2015
Memórias de um bom sujeito
12.01.2015
Memórias de um bom sujeito
03.01.2015
Memórias de um bom sujeito
21.12.2014
Memórias de um bom sujeito
14.12.2014
Memórias de um bom sujeito
07.12.2014
Memórias de um bom sujeito
30.11.2014
Memórias de um bom sujeito
23.11.2014
Memórias de um bom sujeito
16.11.2014
Memórias de um bom sujeito
09.11.2014
Memórias de um bom sujeito
02.11.2014
Memórias de um bom sujeito
19.10.2014
Memórias de um bom sujeito
14.10.2014
Memórias de um bom sujeito
05.10.2014
Memórias de um bom sujeito
29.09.2014
Memórias de um bom sujeito
14.09.2014
Memórias de um bom sujeito
07.09.2014
Memórias de um bom sujeito
31.08.2014
Memórias de um bom sujeito
26.08.2014
Memórias de um bom sujeito
17.08.2014
Memórias de um bom sujeito
11.08.2014
Memórias de um bom sujeito
03.08.2014
Memórias de um bom sujeito
20.07.2014
Memórias de um bom sujeito
12.07.2014
Memórias de um bom sujeito
06.07.2014
Memórias de um bom sujeito
30.06.2014
Memórias de um bom sujeito
22.06.2014
Memórias de um bom sujeito
17.06.2014
Memórias de um bom sujeito
10.06.2014
Memórias de um bom sujeito
01.06.2014
Memórias de um bom sujeito
25.05.2014
Memórias de um bom sujeito
14.05.2014
Memórias de um bom sujeito
04.05.2014
Memórias de um bom sujeito
27.04.2014
Memórias de um bom sujeito
20.04.2014
Memórias de um bom sujeito
13.04.2014
Memórias de um bom sujeito
06.04.2014
Memórias de um bom sujeito
30.03.2014
Memórias de um bom sujeito
25.03.2014
Memórias de um bom sujeito
20.03.2014
Memórias de um bom sujeito
17.02.2013
Memórias de um bom sujeito
30.12.2012
Memórias de um bom sujeito
18.11.2012
Memórias de um bom sujeito
11.11.2012
Memórias de um bom sujeito
06.11.2012
Memórias de um bom sujeito
28.10.2012
Memórias de um bom sujeito
23.10.2012
Memórias de um bom sujeito
14.10.2012
Memórias de um bom sujeito
30.09.2012
Memórias de um bom sujeito
25.09.2012
Memórias de um bom sujeito
16.09.2012
Memórias de um bom sujeito
09.09.2012
Memórias de um bom sujeito
02.09.2012
Memórias de um bom sujeito
26.08.2012
Memórias de um bom sujeito
19.08.2012
Memórias de um bom sujeito
12.08.2012
Memórias de um bom sujeito
06.08.2012
Memórias de um sujeito
29.07.2012
Memórias de um bom sujeito
22.07.2012
Memórias de um bom sujeito
15.07.2012
Memórias de um bom sujeito
08.07.2012
Memórias de um bom sujeito
01.07.2012
Memórias de um bom sujeito
24.06.2012
Memórias de um bom sujeito
17.06.2012
Memórias de um bom sujeito
03.06.2012
Memórias de um bom sujeito
26.05.2012
Memórias de um bom sujeito
29.04.2012
Memórias de um bom sujeito
22.04.2012
Memórias de um bom sujeito
24.03.2012
Memórias de um bom sujeito
18.03.2012
Memórias de um bom sujeito
13.03.2012
Memórias de um bom sujeito
04.03.2012
Memórias de um bom sujeito
25.12.2011
Memórias de um bom sujeito
14.12.2011
Memórias de um bom sujeito
13.11.2011
Memórias de um bom sujeito
05.11.2011
Memórias de um bom sujeito
01.11.2011
Memórias de um sujeito
18.10.2011
Memórias de um bom sujeito
11.10.2011
Memórias de um bom sujeito
25.09.2011
Memórias de um bom sujeito
03.09.2011
Memórias de um bom sujeito
20.08.2011
Memórias de um bom sujeito
06.08.2011
Memórias de um bom sujeito
01.08.2011
Memórias de um bom sujeito
24.07.2011
Memórias de um bom sujeito
16.07.2011
Memórias de um bom sujeito
12.07.2011
Memórias de um bom sujeito
02.07.2011
Memórias de um bom sujeito
19.06.2011
Memórias de um bom sujeito
12.06.2011
Memórias de um bom sujeito
04.06.2011
Memórias de um bom sujeito
28.05.2011
Memórias de um bom sujeito
03.04.2011
Memórias de um bom sujeito
27.03.2011
Memórias de um bom sujeito
20.03.2011
Memórias de um bom sujeito
13.03.2011
Memórias de um bom sujeito
06.03.2011
Memórias de um bom sujeito
20.02.2011
Memórias de um bom sujeito
13.02.2011
Memórias de um bom sujeito
06.02.2011
Memórias de um bom sujeito
04.01.2011
Memórias de um bom sujeito
12.12.2010
Memórias de um bom sujeito
05.12.2010
Memórias de um bom sujeito
28.11.2010
Memórias de um bom sujeito
21.11.2010
Memórias de um bom sujeito
14.11.2010
Memórias de um bom sujeito
07.11.2010
Memórias de um bom sujeito
31.10.2010
Memórias de um bom sujeito
24.10.2010
Memórias de um bom sujeito
17.10.2010
Memórias de um bom sujeito
10.10.2010
Memórias de um bom sujeito
03.10.2010
Memórias de um bom sujeito
19.09.2010
Memórias de um bom sujeito
12.09.2010
Memórias de um bom sujeito
29.08.2010
Memórias de um bom sujeito
15.08.2010
Memórias de um bom sujeito
08.08.2010
Memórias de um bom sujeito
25.07.2010
Memórias de um bom sujeito
18.07.2010
Memórias de um bom sujeito
11.07.2010
Memórias de um bom sujeito
04.07.2010
Memórias de um bom sujeito
27.06.2010
Memórias de um bom sujeito
20.06.2010
Memórias de um bom sujeito
13.06.2010
Memórias de um bom sujeito
06.06.2010
Memórias de um bom sujeito
30.05.2010
Memórias de um bom sujeito
23.05.2010
Memórias de um bom sujeito
16.05.2010
Memórias de um bom sujeito
09.05.2010
Memórias de um bom sujeito
25.04.2010
Memórias de um bom sujeito
18.04.2010
Memórias de um bom sujeito
11.04.2010
Memórias de um bom sujeito
04.04.2010
Memórias de um bom sujeito
28.03.2010
Memórias de um bom sujeito
21.03.2010
Memórias de um bom sujeito
14.03.2010
Memórias de um bom sujeito
07.03.2010
Memórias de um bom sujeito
27.02.2010
Memórias de um bom sujeito
21.02.2010
Memórias de um bom sujeito
16.02.2010
Memórias de um bom sujeito
14.02.2010
Memórias de um bom sujeito
20.12.2009
Memórias de um bom sujeito
13.12.2009
Memórias de um bom sujeito
06.12.2009
Memórias de um bom sujeito
29.11.2009
Memórias de um bom sujeito
22.11.2009
Memórias de um bom sujeito
15.11.2009
Memórias de um bom sujeito
08.11.2009
Memórias de um bom sujeito
18.10.2009
Memórias de um bom sujeito
11.10.2009
Memórias de um bom sujeito
04.10.2009
Memórias de um bom sujeito
06.09.2009
Memórias de um bom sujeito
30.08.2009
Memórias de um bom sujeito
23.08.2009
Memórias de um bom sujeito
15.08.2009
Memórias de um bom sujeito
09.08.2009
Memórias de um bom sujeito
02.08.2009
Memórias de um bom sujeito
26.07.2009
Memórias de um bom sujeito
12.07.2009
Memórias de um bom sujeito
05.07.2009
Memórias de um bom sujeito
28.06.2009
Memórias de um bom sujeito
21.06.2009
Memórias de um bom sujeito
07.06.2009
Memórias de um bom sujeito
31.05.2009
Memórias de um bom sujeito
17.05.2009
Memórias de um bom sujeito
10.05.2009
Memórias de um bom sujeito
03.05.2009
Memórias de um bom sujeito
26.04.2009
Memórias de um bom sujeito
19.04.2009
Memórias de um bom sujeito
05.04.2009
Memórias de um bom sujeito
29.03.2009
Memórias de um bom sujeito
22.03.2009
Memórias de um bom sujeito
08.03.2009
Memórias de um bom sujeito
01.03.2009
Memórias de um bom sujeito
22.02.2009
Memórias de um bom sujeito
15.02.2009
Memórias de um bom sujeito
28.12.2008
Memórias de um bom sujeito
25.12.2008
Memórias de um bom sujeito
21.12.2008
Memórias de um bom sujeito
07.12.2008
Memórias de um bom sujeito
30.11.2008
Memórias de um bom sujeito
23.11.2008
Memórias de um bom sujeito


PADRE EDUARDO BELOTTI
Momento de Espiritualidade
WALTER POPPI
Trimestralidade. Não é somente isso
WALDEMAR ALLEGRETTI
Já passou da hora
COLUNISMO SOCIAL
Eventos e Personalidades
DOM ANUAR BATTISTI
Arquidiocese de Maringá
EM DEFESA DO CONSUMIDOR
Confira seus direitos
TIAGO VALENCIANO
Política e Sociedade
OSWALDO FREIRE
Capital Federal
FRANCISCO JOSÉ DE SOUZA
A Lógica do Espiritismo
TATTÁ CABRAL
Ensaio
HENRI JEAN VIANA
Francês Press
ROSE LEONEL
Notícia e Cia.
ORLANDO GONZALEZ
Dois Toques
CARMEM RIBEIRO
Colunista Social
JUAREZ FIRMINO
Balanço Geral
ADEMAR SCHIAVONE
Memórias de um bom sujeito
VERDELÍRIO BARBOSA
Fatos Políticos
Clicompre
Aroma Ingá
Agropecuária Hélio
Rima Seguros
MaringáMais
Click do Gato