Maringá, 15 de Outubro de 2018
GLOBAL BENEFÍCIOS Black Bull Steak House
 
Untitled Document
ADEMAR SCHIAVONE
Memórias de um bom sujeito
 



O INTERVALO ENTRE NASCER E MORRER, É MUITO CURTO.  APROVEITE ESSE TEMPO.

ENSINAR A PESCAR
Ao longo da vida aprendi que só se ajuda a uma pessoa necessitada quando a ensinamos  a pescar.
O máximo que podemos e devemos fazer é dar o anzol, a linha e a vara.
Dar o peixe para matar a fome, é um paliativo de momento e que jamais vai criar oportunidades para que a pessoa possa manter a si mesma ou à sua família com dignidade.
Quem dá acha que cumpriu com sua obrigação de cidadão ou de cristão.
Quem recebe tem a principio vergonha e constrangimento.
Na medida em que vai recebendo o peixe pronto, perde a vergonha, perde a sensibilidade própria das pessoas humanas e passa a entender que o que recebe é um direito seu. A sociedade tem o dever de sustentá-lo.  Ele não pediu prá nascer. E assim que todos passam a pensar com o tempo.

NESTA SEMANA uma senhora, jovem ainda, pediu-me ajuda para dar de comer a seus filhos.  Segundo ela: três.
Ofereci-lhe um emprego de doméstica em troca de um salário de mil e duzentos reais, para trabalhar de segunda a sexta, das oito às dezessete horas. 
Não aceitou dando a justificativa de que recebe bolsa família dos filhos e se arrumar um emprego, com carteira assinada e com salário maior que um mínimo, perde o “salário” que  recebe do governo.  Ela, como todos, acha que o que recebe  é um salário e não uma ajuda.

HÁ  ALGUNS meses fui à fazenda de um amigo no Mato Grosso do Sul.
Como precisasse fazer uma cerca na propriedade o amigo ofereceu o serviço de cortar os  palanques necessários à execução da obra, a um jovem e forte filho do seu administrador que estava visitando o pai.
A recusa foi instantânea: “posso não doutor.  Estou assentado num acampamento defronte à Fazenda Aroeira, aqui perto, e se trabalhar deixo de receber o salário e a cesta básica que o INCRA nos dá todo mês”.
O amigo retrucou: “mas, ninguém precisa saber.  Em uma semana você termina a tarefa,  ganha seu dinheiro e eu posso mandar executar a cerca”.
Não adiantou.  O sem-terra, acampado à beira de uma estrada, preferia ficar ali, com mulher e um filho,  em uma barraca de lona, sem o mínimo de conforto, recebendo não sei quanto de ajuda em dinheiro e uma cesta básica, essa sim, segundo ele, muito farta. Se posso receber prá não fazer nada, porque vou trabalhar, deve ter pensado.  E com razão.

JÁ RELATEI outro exemplo de um cidadão, cidadão não, individuo jovem, forte, cabeludo e sem nenhum pudor que, num cruzamento, pediu-me uns trocados.  Ofereci-lhe trabalhar por duas ou três horas na transposição de uma pilha de tijolos numa obra que estava fazendo ali perto e em troca lhe pagaria cinquenta reais.
A recusa foi instantânea. “quero não doutor.  O que eu quero é dinheiro prá tomar umas e comer um lanche.  Se não quer dar não dê. Mas, não quero trabalho não”.

TRES EXEMPLOS de que dar o peixe nunca ajudou e jamais vai ajudar a que uma pessoa possa ter dignidade, crescer como gente ou criar uma esperança de uma vida melhor.  Ou viver como Cristo mandou: com o suor do seu trabalho.

É POR ISSO que jamais dou esmola.  Prefiro fazer minha contribuição mensal oferecendo o dizimo prá minha Igreja que, com parcimônia e conhecimento, faz o que deve ser feito na assistência social aos que necessitam.

A ÚNICA exceção que faço é  para com pessoas idosas e que pedem esmola.
Fico com o coração contraído e doido cada vez que vejo um idoso – homem ou mulher – pedindo esmola.
Mas, esse é o destino de todo aquele, que ao longo da vida não conseguiu amealhar o suficiente prá viver com dignidade.
Para esses idosos, quando pedem, ofereço de coração aberto, a ajuda que posso dar.
Eu detesto e jamais aprovo a atuação  de flanelinhas nas ruas – mas, se é idoso e está ali porque não consegue sobreviver com a aposentadoria que recebe ai, de novo, faço exceção e ajudo sempre.

E POR QUE FAÇO ISSO?  Porque também sou aposentado e sinto na pele o drama dos aposentados.
Aposentei-me em 1997 depois de contribuir por mais de quarenta anos para a previdência social, recebendo um salário que correspondia a sete vezes e meia um  mínimo da época. Hoje estaria em cinco mil e trezentos reais. O suficiente prá viver com dignidade. Mas, o miserável fator previdenciário inventado pelo governo, foi reduzindo o valor e hoje recebo exatamente mil, trezentos e um reais.
Graças a Deus, ao longo da vida de muito trabalho, pude economizar o suficiente para manter o mesmo padrão de vida sem depender da aposentadoria.
Mas, e os que não puderam fazer economia e guardar parte do que ganharam?
Esses estão vegetando e, infelizmente, muitos só conseguem sobreviver graças ao auxilio que recebem de filhos,  ao trabalho que executam quando conseguem emprego de porteiro, guarda, fazedor de bicos e  em não conseguindo, viram flanelinhas ou pedem esmolas.  Alguns até bandidos.

É POR ISSO que continuo à espera de um candidato ou de candidatos que tenham como bandeira, criar empregos.
É o salário proveniente de um emprego a melhor ajuda que se possa dar para acabar de vez com a miséria e ajudar permanentemente as pessoas.
O trabalho dignifica e enobrece o homem.
Criar emprego deve ser a bandeira de luta de todos os candidatos em todos os níveis.

VOCE JÁ PENSOU que o dinheiro – nem sei quantos bilhões mensais – que é distribuído nos programas do governo  fossem empregado na indústria, no comércio, na agricultura, quantos empregos seriam gerados?
O valor aplicado no chamado auxílio social é maior que o emprestado – veja bem: emprestado -  para a agricultura que produz sozinha, mais de 40% das riquezas do país e que gera o maior saldo na balança comercial.

UM DIA QUEM sabe vai aparecer alguém com coragem suficiente para acabar com a farra oficial de dar o peixe sem ensinar a pescar.  É só uma questão de decisão, de inteligência e de coragem.

BOM DOMINGO A TODOS.

 
  
Os artigos, conceitos e opiniões pessoais são de inteira responsabilidade do autor.
14.02.2016
Memórias de um bom sujeito
10.02.2016
Memórias de um bom sujeito
31.01.2016
Memórias de um bom sujeito
24.01.2016
Memórias de um bom sujeito
07.12.2015
Memórias de um bom sujeito
29.11.2015
Memórias de um bom sujeito
23.11.2015
Memórias de um bom sujeito
15.11.2015
Memórias de um bom sujeito
08.11.2015
Memórias de um bom sujeito
01.11.2015
Memórias de um bom sujeito
26.10.2015
Memórias de um bom sujeito
17.10.2015
Memórias de um bom sujeito
12.10.2015
Memórias de um bom sujeito
05.10.2015
Memórias de um bom sujeito
28.09.2015
Memórias de um bom sujeito
21.09.2015
Memórias de um bom sujeito
13.09.2015
Memórias de um bom sujeito
08.09.2015
Memórias de um bom sujeito
23.08.2015
Memórias de um bom sujeito
31.05.2015
Memórias de um bom sujeito
24.05.2015
Memórias de um sujeito
10.05.2015
Memórias de um bom sujeito
03.05.2015
Memórias de um bom sujeito
18.04.2015
Memórias de um bom sujeito
12.04.2015
Memórias de um bom sujeito
30.03.2015
Memórias de um bom sujeito
30.03.2015
Memórias de um bom sujeito
22.03.2015
Memórias de um bom sujeito
15.03.2015
Memórias de um bom sujeito
08.03.2015
Memórias de um bom sujeito
01.03.2015
Memórias de um bom sujeito
12.01.2015
Memórias de um bom sujeito
03.01.2015
Memórias de um bom sujeito
21.12.2014
Memórias de um bom sujeito
14.12.2014
Memórias de um bom sujeito
07.12.2014
Memórias de um bom sujeito
30.11.2014
Memórias de um bom sujeito
23.11.2014
Memórias de um bom sujeito
16.11.2014
Memórias de um bom sujeito
09.11.2014
Memórias de um bom sujeito
02.11.2014
Memórias de um bom sujeito
19.10.2014
Memórias de um bom sujeito
14.10.2014
Memórias de um bom sujeito
05.10.2014
Memórias de um bom sujeito
29.09.2014
Memórias de um bom sujeito
14.09.2014
Memórias de um bom sujeito
07.09.2014
Memórias de um bom sujeito
31.08.2014
Memórias de um bom sujeito
26.08.2014
Memórias de um bom sujeito
17.08.2014
Memórias de um bom sujeito
11.08.2014
Memórias de um bom sujeito
20.07.2014
Memórias de um bom sujeito
12.07.2014
Memórias de um bom sujeito
06.07.2014
Memórias de um bom sujeito
30.06.2014
Memórias de um bom sujeito
22.06.2014
Memórias de um bom sujeito
17.06.2014
Memórias de um bom sujeito
10.06.2014
Memórias de um bom sujeito
01.06.2014
Memórias de um bom sujeito
25.05.2014
Memórias de um bom sujeito
14.05.2014
Memórias de um bom sujeito
04.05.2014
Memórias de um bom sujeito
27.04.2014
Memórias de um bom sujeito
20.04.2014
Memórias de um bom sujeito
13.04.2014
Memórias de um bom sujeito
06.04.2014
Memórias de um bom sujeito
30.03.2014
Memórias de um bom sujeito
25.03.2014
Memórias de um bom sujeito
20.03.2014
Memórias de um bom sujeito
17.02.2013
Memórias de um bom sujeito
30.12.2012
Memórias de um bom sujeito
18.11.2012
Memórias de um bom sujeito
11.11.2012
Memórias de um bom sujeito
06.11.2012
Memórias de um bom sujeito
28.10.2012
Memórias de um bom sujeito
23.10.2012
Memórias de um bom sujeito
14.10.2012
Memórias de um bom sujeito
30.09.2012
Memórias de um bom sujeito
25.09.2012
Memórias de um bom sujeito
16.09.2012
Memórias de um bom sujeito
09.09.2012
Memórias de um bom sujeito
02.09.2012
Memórias de um bom sujeito
26.08.2012
Memórias de um bom sujeito
19.08.2012
Memórias de um bom sujeito
12.08.2012
Memórias de um bom sujeito
06.08.2012
Memórias de um sujeito
29.07.2012
Memórias de um bom sujeito
22.07.2012
Memórias de um bom sujeito
15.07.2012
Memórias de um bom sujeito
08.07.2012
Memórias de um bom sujeito
01.07.2012
Memórias de um bom sujeito
24.06.2012
Memórias de um bom sujeito
17.06.2012
Memórias de um bom sujeito
03.06.2012
Memórias de um bom sujeito
26.05.2012
Memórias de um bom sujeito
29.04.2012
Memórias de um bom sujeito
22.04.2012
Memórias de um bom sujeito
24.03.2012
Memórias de um bom sujeito
18.03.2012
Memórias de um bom sujeito
13.03.2012
Memórias de um bom sujeito
04.03.2012
Memórias de um bom sujeito
25.12.2011
Memórias de um bom sujeito
14.12.2011
Memórias de um bom sujeito
13.11.2011
Memórias de um bom sujeito
05.11.2011
Memórias de um bom sujeito
01.11.2011
Memórias de um sujeito
18.10.2011
Memórias de um bom sujeito
11.10.2011
Memórias de um bom sujeito
25.09.2011
Memórias de um bom sujeito
03.09.2011
Memórias de um bom sujeito
20.08.2011
Memórias de um bom sujeito
06.08.2011
Memórias de um bom sujeito
01.08.2011
Memórias de um bom sujeito
24.07.2011
Memórias de um bom sujeito
16.07.2011
Memórias de um bom sujeito
12.07.2011
Memórias de um bom sujeito
02.07.2011
Memórias de um bom sujeito
19.06.2011
Memórias de um bom sujeito
12.06.2011
Memórias de um bom sujeito
04.06.2011
Memórias de um bom sujeito
28.05.2011
Memórias de um bom sujeito
03.04.2011
Memórias de um bom sujeito
27.03.2011
Memórias de um bom sujeito
20.03.2011
Memórias de um bom sujeito
13.03.2011
Memórias de um bom sujeito
06.03.2011
Memórias de um bom sujeito
20.02.2011
Memórias de um bom sujeito
13.02.2011
Memórias de um bom sujeito
06.02.2011
Memórias de um bom sujeito
04.01.2011
Memórias de um bom sujeito
12.12.2010
Memórias de um bom sujeito
05.12.2010
Memórias de um bom sujeito
28.11.2010
Memórias de um bom sujeito
21.11.2010
Memórias de um bom sujeito
14.11.2010
Memórias de um bom sujeito
07.11.2010
Memórias de um bom sujeito
31.10.2010
Memórias de um bom sujeito
24.10.2010
Memórias de um bom sujeito
17.10.2010
Memórias de um bom sujeito
10.10.2010
Memórias de um bom sujeito
03.10.2010
Memórias de um bom sujeito
19.09.2010
Memórias de um bom sujeito
12.09.2010
Memórias de um bom sujeito
29.08.2010
Memórias de um bom sujeito
15.08.2010
Memórias de um bom sujeito
08.08.2010
Memórias de um bom sujeito
25.07.2010
Memórias de um bom sujeito
18.07.2010
Memórias de um bom sujeito
11.07.2010
Memórias de um bom sujeito
04.07.2010
Memórias de um bom sujeito
27.06.2010
Memórias de um bom sujeito
20.06.2010
Memórias de um bom sujeito
13.06.2010
Memórias de um bom sujeito
06.06.2010
Memórias de um bom sujeito
30.05.2010
Memórias de um bom sujeito
23.05.2010
Memórias de um bom sujeito
16.05.2010
Memórias de um bom sujeito
09.05.2010
Memórias de um bom sujeito
25.04.2010
Memórias de um bom sujeito
18.04.2010
Memórias de um bom sujeito
11.04.2010
Memórias de um bom sujeito
04.04.2010
Memórias de um bom sujeito
28.03.2010
Memórias de um bom sujeito
21.03.2010
Memórias de um bom sujeito
14.03.2010
Memórias de um bom sujeito
07.03.2010
Memórias de um bom sujeito
27.02.2010
Memórias de um bom sujeito
21.02.2010
Memórias de um bom sujeito
16.02.2010
Memórias de um bom sujeito
14.02.2010
Memórias de um bom sujeito
20.12.2009
Memórias de um bom sujeito
13.12.2009
Memórias de um bom sujeito
06.12.2009
Memórias de um bom sujeito
29.11.2009
Memórias de um bom sujeito
22.11.2009
Memórias de um bom sujeito
15.11.2009
Memórias de um bom sujeito
08.11.2009
Memórias de um bom sujeito
18.10.2009
Memórias de um bom sujeito
11.10.2009
Memórias de um bom sujeito
04.10.2009
Memórias de um bom sujeito
06.09.2009
Memórias de um bom sujeito
30.08.2009
Memórias de um bom sujeito
23.08.2009
Memórias de um bom sujeito
15.08.2009
Memórias de um bom sujeito
09.08.2009
Memórias de um bom sujeito
02.08.2009
Memórias de um bom sujeito
26.07.2009
Memórias de um bom sujeito
12.07.2009
Memórias de um bom sujeito
05.07.2009
Memórias de um bom sujeito
28.06.2009
Memórias de um bom sujeito
21.06.2009
Memórias de um bom sujeito
07.06.2009
Memórias de um bom sujeito
31.05.2009
Memórias de um bom sujeito
17.05.2009
Memórias de um bom sujeito
10.05.2009
Memórias de um bom sujeito
03.05.2009
Memórias de um bom sujeito
26.04.2009
Memórias de um bom sujeito
19.04.2009
Memórias de um bom sujeito
12.04.2009
Memórias de um bom sujeito
05.04.2009
Memórias de um bom sujeito
29.03.2009
Memórias de um bom sujeito
22.03.2009
Memórias de um bom sujeito
08.03.2009
Memórias de um bom sujeito
01.03.2009
Memórias de um bom sujeito
22.02.2009
Memórias de um bom sujeito
15.02.2009
Memórias de um bom sujeito
28.12.2008
Memórias de um bom sujeito
25.12.2008
Memórias de um bom sujeito
21.12.2008
Memórias de um bom sujeito
07.12.2008
Memórias de um bom sujeito
30.11.2008
Memórias de um bom sujeito
23.11.2008
Memórias de um bom sujeito


PADRE EDUARDO BELOTTI
Momento de Espiritualidade
WALTER POPPI
Trimestralidade. Não é somente isso
WALDEMAR ALLEGRETTI
Já passou da hora
COLUNISMO SOCIAL
Eventos e Personalidades
DOM ANUAR BATTISTI
Arquidiocese de Maringá
EM DEFESA DO CONSUMIDOR
Confira seus direitos
TIAGO VALENCIANO
Política e Sociedade
OSWALDO FREIRE
Capital Federal
FRANCISCO JOSÉ DE SOUZA
A Lógica do Espiritismo
TATTÁ CABRAL
Ensaio
HENRI JEAN VIANA
Francês Press
ROSE LEONEL
Notícia e Cia.
ORLANDO GONZALEZ
Dois Toques
CARMEM RIBEIRO
Colunista Social
JUAREZ FIRMINO
Balanço Geral
ADEMAR SCHIAVONE
Memórias de um bom sujeito
VERDELÍRIO BARBOSA
Fatos Políticos
Clicompre
Aroma Ingá
Agropecuária Hélio
Rima Seguros
MaringáMais
Click do Gato