Maringá, 17 de Janeiro de 2018
GLOBAL BENEFÍCIOS NUTRIGENES
 
Untitled Document
ADEMAR SCHIAVONE
Memórias de um bom sujeito
 



O BRASIL É MAIOR QUE OS PARTIDOS POLITICOS

O LEITE QUE ERA AGUA
Numa cidadezinha do interior, a principal atividade econômica e que mantinha a todos os habitantes, era o leite.
A maioria dos moradores tinha um sítio, ainda que pequeno, e vacas que produziam leite. Quem não tinha possuía cabritas que também eram leiteiras.
Quando o povoado se emancipou e tornou-se município, a primeira providencia do prefeito, foi construir um poço artesiano e uma rede de distribuição de água, que iria substituir os poços que cada morador possuía e retirava água com  baldes e sarilhos.
Uma grande conquista para aquela gente.
O prefeito, o primeiro da cidade, todo orgulhoso resolveu apelidar a sua cidade de “capital mineira do leite”;
Para comemorar a instalação da água encanada, combinou com toda a comunidade que, cada produtor levaria no dia da inauguração, um litro de leite, que seria depositado no reservatório no lugar da água.
Assim, todos, ao invés de água, receberiam leite em abundancia.
O povo vibrava e alegre e contente, trajando a melhor roupa, foi para a praça comemorar.
Governador, secretários de estado, deputados da região, enfim, todos os presentes na expectativa.
O prefeito, afoitamente, na hora do discurso, anunciou o nome pomposo: “capital mineira do leite” e para comprovar, ao invés de água, o sistema seria inaugurado com leite para todos.
Abertas as torneiras festivamente, eis que, ao invés de leite saiu mesmo água.  Muita água.
Ninguém entendia nada.
Mas como?  Foi combinado exclamava o prefeito.
O que aconteceu?  Cada morador olhava para o outro e baixava os olhos.

Simples: cada um pensou que, se ao invés de leite levasse água, ela misturada ao leite que todos levariam, não faria nenhuma diferença.  Ninguém notaria o que um pouco de água faria no montante total do leite.
Mesmo porque sempre se mistura água ao leite.
Acontece que todos os moradores tiveram a mesma ideia e levaram água ao invés de leite.
O resultado foi o vexame que a população passou perante os convidados.

O mesmo aconteceu no domingo passado.
Vinte e dois por cento dos eleitores brasileiros, mais de trinta milhões, deixaram de votar.
Só na região sul – Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul – mais o estado de São Paulo, foram pouco mais de  vinte e dois milhões de votantes que não compareceram às urnas.  Os outros sete milhões, são dos demais estados da federação.

Muitos, como eu, ao inspecionarem o mapa da eleição, acharam que quem deu a vitória a Dilma foram os eleitores do norte e do nordeste.
Foi nada.
Quem deu a vitória foram os que deixaram de votar.
É só fazer os cálculos dentro da proporção dos votos de cada um nas diversas regiões.

Aécio perdeu exatamente pela negligencia dos viajantes que foram para o exterior, para as praias do nordeste, para a beira dos rios fazer pescarias, ou ficaram nas festas familiares, comendo churrasco e tomando cerveja,  etc, etc, etc.
O voto dos faltantes foi o leite que faltou na caixa de água da cidadezinha do interior, onde cada um pensou que um litro de água jamais faria falta numa caixa enorme  cheia de leite.

HISTORIA DIFERENTE
Richard Nixon era presidente dos Estados Unidos e candidato natural à reeleição pelo Partido Republicano.
Como em todas as campanhas e em todos os lugares do mundo, tinha uma equipe de assessores que cuidava da sua imagem e de todos os detalhes da eleição enquanto ele administrava o seu país.
Um de seus assessores instalou no comitê eleitoral do candidato do Partido Democrata, uma câmera onde gravava todos os planos e detalhes da estratégia dos adversários.
Um repórter do Washington  Post, um dos grandes jornais do país, descobriu e noticiou a malandragem.
Nixon negou que tivesse participação ou conhecimento do fato e demitiu o assessor denunciado.
Não adiantou.
Os americanos se revoltaram e protestaram contra o ato que consideravam uma afronta à democracia.
Por mais que Nixon usasse das redes de televisão para negar a participação dele na escuta clandestina, prevaleceu a informação do jornal e o presidente, com a credibilidade abalada,  acabou renunciando ao cargo e à candidatura.

Desde a divulgação do escândalo do “mensalão” que o Brasil inteiro desconfia da participação do presidente Lula no esquema.
Com a descoberta do “petrolão” escândalo de proporções muito maiores que o “mensalão” que se especula sobre a participação ou não da presidente Dilma no caso.
Ela disse – como seu antecessor – que não sabia de nada. Mas, não moveu uma palha para punir algum culpado.

As maiores revistas brasileiras deste fim desta semana, noticiaram com destaque, de que tanto Lula quanto Dilma tinha conhecimento do esquema de desvio bilionário de dinheiro na Petrobrás, segundo Alberto Youssef, doleiro chefe do esquema de lavagem.

Coisas de democracias diferentes.  E de povos também. 
Lá eles respeitam direitos de adversários.
Aqui. Bem, aqui a mídia não sabe o que fala e as denuncias são  vazias e feitas para prejudicar candidatura da situação.
Quem acredita?

E HORA DE UNIR O PAÍS
Passada a eleição o que vale mesmo é o resultado das urnas.
Dilma é a presidente, e pronto.
Agora é hora de unir forças em todos os sentidos para fazer o Brasil voltar a crescer.
Do jeito que está não pode continuar. Estamos vivendo uma crise grave e de consequências imprevisíveis.
Nesta semana o Banco Central anunciou números da economia que são assustadores e aumentou a taxa Selic.
A dívida externa chegou a dois trilhões, duzentos e setenta bilhões, em setembro.
Só para pagar os juros dessa dívida, precisamos de duzentos e cinquenta e cinco bilhões  por ano.
A Selic alta segura a inflação, mas penaliza o pagamento dos juros da divida externa.

A gastança no exterior é maior que se esperava.
As exportações são menores que as importações.
A produção industrial caiu a níveis perigosos.
A economia vai de mal a pior.
A taxa de crescimento neste ano é zero. Crescimento nenhum.
Isso significa que os empregos começam a faltar e o dinheiro também.
E não adianta aumentar o crédito, que é, apenas, antecipação de rendimentos futuros.
Do jeito que está o rendimento só vai cair cada vez mais.
E a credibilidade na capacidade do governo resolver os problemas é praticamente nenhuma.

Com tudo isso, e ainda assim, Dilma ganhou.
Agora é preciso unir as forças contrárias e trabalhar a favor para que o Brasil volte a crescer e nós possamos ter esperanças de um futuro promissor.

DERROTA ABENÇOADA
A primeira derrota da presidente Dilma após as eleições foi na Câmara Federal.
O seu decreto de criar os conselhos para substituir o congresso nas decisões, foi derrotado.
Agora vai para o senado e, acredito, vai ser derrotado de novo.
Os conselhos que Dilma quer criar são os mesmos que existiram na extinta União Soviéticas e que existem em Cuba, na Venezuela e na Bolívia.
É o chamado sistema bolivariano idealizado por Fidel Castro e adotado pelo Foro de São Paulo, onde Lula e Dilma dominam as ações.
Os “conselhos” são nada mais nada menos que uma cópia fiel dos “sovietes” que mandavam no comunismo das repúblicas integrantes da União Soviética.
É a implantação do comunismo puro que lá, deixou de existir, quando as pessoas perceberam que  bom mesmo o comunismo só é para quem é dirigente e vive à custa do estado.
Bola dentro dos deputados federais.
Aprovar essa medida seria aprovar o fim do legislativo e dar poderes supremos ao partido oficial.
Ainda bem.

BOM DOMINGO A TODOS

 
  
Os artigos, conceitos e opiniões pessoais são de inteira responsabilidade do autor.
14.02.2016
Memórias de um bom sujeito
10.02.2016
Memórias de um bom sujeito
31.01.2016
Memórias de um bom sujeito
24.01.2016
Memórias de um bom sujeito
07.12.2015
Memórias de um bom sujeito
29.11.2015
Memórias de um bom sujeito
23.11.2015
Memórias de um bom sujeito
15.11.2015
Memórias de um bom sujeito
08.11.2015
Memórias de um bom sujeito
01.11.2015
Memórias de um bom sujeito
26.10.2015
Memórias de um bom sujeito
17.10.2015
Memórias de um bom sujeito
12.10.2015
Memórias de um bom sujeito
05.10.2015
Memórias de um bom sujeito
28.09.2015
Memórias de um bom sujeito
21.09.2015
Memórias de um bom sujeito
13.09.2015
Memórias de um bom sujeito
08.09.2015
Memórias de um bom sujeito
23.08.2015
Memórias de um bom sujeito
31.05.2015
Memórias de um bom sujeito
24.05.2015
Memórias de um sujeito
10.05.2015
Memórias de um bom sujeito
03.05.2015
Memórias de um bom sujeito
18.04.2015
Memórias de um bom sujeito
12.04.2015
Memórias de um bom sujeito
30.03.2015
Memórias de um bom sujeito
30.03.2015
Memórias de um bom sujeito
22.03.2015
Memórias de um bom sujeito
15.03.2015
Memórias de um bom sujeito
08.03.2015
Memórias de um bom sujeito
01.03.2015
Memórias de um bom sujeito
12.01.2015
Memórias de um bom sujeito
03.01.2015
Memórias de um bom sujeito
21.12.2014
Memórias de um bom sujeito
14.12.2014
Memórias de um bom sujeito
07.12.2014
Memórias de um bom sujeito
30.11.2014
Memórias de um bom sujeito
23.11.2014
Memórias de um bom sujeito
16.11.2014
Memórias de um bom sujeito
09.11.2014
Memórias de um bom sujeito
19.10.2014
Memórias de um bom sujeito
14.10.2014
Memórias de um bom sujeito
05.10.2014
Memórias de um bom sujeito
29.09.2014
Memórias de um bom sujeito
14.09.2014
Memórias de um bom sujeito
07.09.2014
Memórias de um bom sujeito
31.08.2014
Memórias de um bom sujeito
26.08.2014
Memórias de um bom sujeito
17.08.2014
Memórias de um bom sujeito
11.08.2014
Memórias de um bom sujeito
03.08.2014
Memórias de um bom sujeito
20.07.2014
Memórias de um bom sujeito
12.07.2014
Memórias de um bom sujeito
06.07.2014
Memórias de um bom sujeito
30.06.2014
Memórias de um bom sujeito
22.06.2014
Memórias de um bom sujeito
17.06.2014
Memórias de um bom sujeito
10.06.2014
Memórias de um bom sujeito
01.06.2014
Memórias de um bom sujeito
25.05.2014
Memórias de um bom sujeito
14.05.2014
Memórias de um bom sujeito
04.05.2014
Memórias de um bom sujeito
27.04.2014
Memórias de um bom sujeito
20.04.2014
Memórias de um bom sujeito
13.04.2014
Memórias de um bom sujeito
06.04.2014
Memórias de um bom sujeito
30.03.2014
Memórias de um bom sujeito
25.03.2014
Memórias de um bom sujeito
20.03.2014
Memórias de um bom sujeito
17.02.2013
Memórias de um bom sujeito
30.12.2012
Memórias de um bom sujeito
18.11.2012
Memórias de um bom sujeito
11.11.2012
Memórias de um bom sujeito
06.11.2012
Memórias de um bom sujeito
28.10.2012
Memórias de um bom sujeito
23.10.2012
Memórias de um bom sujeito
14.10.2012
Memórias de um bom sujeito
30.09.2012
Memórias de um bom sujeito
25.09.2012
Memórias de um bom sujeito
16.09.2012
Memórias de um bom sujeito
09.09.2012
Memórias de um bom sujeito
02.09.2012
Memórias de um bom sujeito
26.08.2012
Memórias de um bom sujeito
19.08.2012
Memórias de um bom sujeito
12.08.2012
Memórias de um bom sujeito
06.08.2012
Memórias de um sujeito
29.07.2012
Memórias de um bom sujeito
22.07.2012
Memórias de um bom sujeito
15.07.2012
Memórias de um bom sujeito
08.07.2012
Memórias de um bom sujeito
01.07.2012
Memórias de um bom sujeito
24.06.2012
Memórias de um bom sujeito
17.06.2012
Memórias de um bom sujeito
03.06.2012
Memórias de um bom sujeito
26.05.2012
Memórias de um bom sujeito
29.04.2012
Memórias de um bom sujeito
22.04.2012
Memórias de um bom sujeito
24.03.2012
Memórias de um bom sujeito
18.03.2012
Memórias de um bom sujeito
13.03.2012
Memórias de um bom sujeito
04.03.2012
Memórias de um bom sujeito
25.12.2011
Memórias de um bom sujeito
14.12.2011
Memórias de um bom sujeito
13.11.2011
Memórias de um bom sujeito
05.11.2011
Memórias de um bom sujeito
01.11.2011
Memórias de um sujeito
18.10.2011
Memórias de um bom sujeito
11.10.2011
Memórias de um bom sujeito
25.09.2011
Memórias de um bom sujeito
03.09.2011
Memórias de um bom sujeito
20.08.2011
Memórias de um bom sujeito
06.08.2011
Memórias de um bom sujeito
01.08.2011
Memórias de um bom sujeito
24.07.2011
Memórias de um bom sujeito
16.07.2011
Memórias de um bom sujeito
12.07.2011
Memórias de um bom sujeito
02.07.2011
Memórias de um bom sujeito
19.06.2011
Memórias de um bom sujeito
12.06.2011
Memórias de um bom sujeito
04.06.2011
Memórias de um bom sujeito
28.05.2011
Memórias de um bom sujeito
03.04.2011
Memórias de um bom sujeito
27.03.2011
Memórias de um bom sujeito
20.03.2011
Memórias de um bom sujeito
13.03.2011
Memórias de um bom sujeito
06.03.2011
Memórias de um bom sujeito
20.02.2011
Memórias de um bom sujeito
13.02.2011
Memórias de um bom sujeito
06.02.2011
Memórias de um bom sujeito
04.01.2011
Memórias de um bom sujeito
12.12.2010
Memórias de um bom sujeito
05.12.2010
Memórias de um bom sujeito
28.11.2010
Memórias de um bom sujeito
21.11.2010
Memórias de um bom sujeito
14.11.2010
Memórias de um bom sujeito
07.11.2010
Memórias de um bom sujeito
31.10.2010
Memórias de um bom sujeito
24.10.2010
Memórias de um bom sujeito
17.10.2010
Memórias de um bom sujeito
10.10.2010
Memórias de um bom sujeito
03.10.2010
Memórias de um bom sujeito
19.09.2010
Memórias de um bom sujeito
12.09.2010
Memórias de um bom sujeito
29.08.2010
Memórias de um bom sujeito
15.08.2010
Memórias de um bom sujeito
08.08.2010
Memórias de um bom sujeito
25.07.2010
Memórias de um bom sujeito
18.07.2010
Memórias de um bom sujeito
11.07.2010
Memórias de um bom sujeito
04.07.2010
Memórias de um bom sujeito
27.06.2010
Memórias de um bom sujeito
20.06.2010
Memórias de um bom sujeito
13.06.2010
Memórias de um bom sujeito
06.06.2010
Memórias de um bom sujeito
30.05.2010
Memórias de um bom sujeito
23.05.2010
Memórias de um bom sujeito
16.05.2010
Memórias de um bom sujeito
09.05.2010
Memórias de um bom sujeito
25.04.2010
Memórias de um bom sujeito
18.04.2010
Memórias de um bom sujeito
11.04.2010
Memórias de um bom sujeito
04.04.2010
Memórias de um bom sujeito
28.03.2010
Memórias de um bom sujeito
21.03.2010
Memórias de um bom sujeito
14.03.2010
Memórias de um bom sujeito
07.03.2010
Memórias de um bom sujeito
27.02.2010
Memórias de um bom sujeito
21.02.2010
Memórias de um bom sujeito
16.02.2010
Memórias de um bom sujeito
14.02.2010
Memórias de um bom sujeito
20.12.2009
Memórias de um bom sujeito
13.12.2009
Memórias de um bom sujeito
06.12.2009
Memórias de um bom sujeito
29.11.2009
Memórias de um bom sujeito
22.11.2009
Memórias de um bom sujeito
15.11.2009
Memórias de um bom sujeito
08.11.2009
Memórias de um bom sujeito
18.10.2009
Memórias de um bom sujeito
11.10.2009
Memórias de um bom sujeito
04.10.2009
Memórias de um bom sujeito
06.09.2009
Memórias de um bom sujeito
30.08.2009
Memórias de um bom sujeito
23.08.2009
Memórias de um bom sujeito
15.08.2009
Memórias de um bom sujeito
09.08.2009
Memórias de um bom sujeito
02.08.2009
Memórias de um bom sujeito
26.07.2009
Memórias de um bom sujeito
12.07.2009
Memórias de um bom sujeito
05.07.2009
Memórias de um bom sujeito
28.06.2009
Memórias de um bom sujeito
21.06.2009
Memórias de um bom sujeito
07.06.2009
Memórias de um bom sujeito
31.05.2009
Memórias de um bom sujeito
17.05.2009
Memórias de um bom sujeito
10.05.2009
Memórias de um bom sujeito
03.05.2009
Memórias de um bom sujeito
26.04.2009
Memórias de um bom sujeito
19.04.2009
Memórias de um bom sujeito
12.04.2009
Memórias de um bom sujeito
05.04.2009
Memórias de um bom sujeito
29.03.2009
Memórias de um bom sujeito
22.03.2009
Memórias de um bom sujeito
08.03.2009
Memórias de um bom sujeito
01.03.2009
Memórias de um bom sujeito
22.02.2009
Memórias de um bom sujeito
15.02.2009
Memórias de um bom sujeito
28.12.2008
Memórias de um bom sujeito
25.12.2008
Memórias de um bom sujeito
21.12.2008
Memórias de um bom sujeito
07.12.2008
Memórias de um bom sujeito
30.11.2008
Memórias de um bom sujeito
23.11.2008
Memórias de um bom sujeito


PADRE EDUARDO BELOTTI
Momento de Espiritualidade
WALTER POPPI
Trimestralidade. Não é somente isso
WALDEMAR ALLEGRETTI
Já passou da hora
COLUNISMO SOCIAL
Eventos e Personalidades
DOM ANUAR BATTISTI
Arquidiocese de Maringá
EM DEFESA DO CONSUMIDOR
Confira seus direitos
TIAGO VALENCIANO
Política e Sociedade
OSWALDO FREIRE
Capital Federal
FRANCISCO JOSÉ DE SOUZA
A Lógica do Espiritismo
TATTÁ CABRAL
Ensaio
HENRI JEAN VIANA
Francês Press
ROSE LEONEL
Notícia e Cia.
ORLANDO GONZALEZ
Dois Toques
CARMEM RIBEIRO
Colunista Social
JUAREZ FIRMINO
Balanço Geral
ADEMAR SCHIAVONE
Memórias de um bom sujeito
VERDELÍRIO BARBOSA
Fatos Políticos
Clicompre
Aroma Ingá
Agropecuária Hélio
Rima Seguros
MaringáMais
Click do Gato