Maringá, 15 de Agosto de 2018
GLOBAL BENEFÍCIOS Black Bull Steak House
 
Untitled Document
ADEMAR SCHIAVONE
Memórias de um bom sujeito
 



HÁ UMA GRANDE DIFERENÇA ENTRE UM FIM SEM ESPERANÇA E UMA ESPERANÇA SEM FIM

MEMORIAS DE UM BOM SUJEITO
Maringá nasceu no começo da década de 1940 quando a Cia de Terras Norte do Paraná, construiu um hotel, tosco e em meio à mata bruta, para acomodar os engenheiros e funcionários que iriam demarcar a gleba inteira e aos compradores das terras  que estava sendo colocada à venda.
Os primeiros compradores e habitantes construíram casas ainda mais toscas, com a madeira extraída da mata.
Surgiu o primeiro núcleo habitacional no que seria a cidade de Maringá, que já tinha esse nome.
A partir daí mais e mais pioneiros foram chegando á busca sempre da conquista de dias melhores e na certeza de que a terra boa e produtiva, responderia com fartura o que nela fosse investido.
Os paulistas em sua maioria foram os primeiros e juntos vieram mineiros, baianos, nordestinos e até japoneses.
A estrutura das estradas era precária e em dias de sol, uma viagem de Londrina a Maringá, levava quinze, vinte horas.  Com chuva, podia levar dias.
E nessa leva de paulistas que para aqui veio, a família Planas, comandadas pelo Ângelo, o mais velho, com os filhos e irmão.
No Maringá Velho, no lugar mais alto, construiu de alvenaria, a Casa Planeta, um armazém em que vendia de tudo aos habitantes da cidade e da zona rural. Tudo era anotado numa caderneta e os pagamentos ocorriam quando se vendia parte das colheitas.
Os filhos Waldemiro, Waldemar, Wagner, Wilson, Walquiria e Wanderlei, juntos dos pais: dona Rosa e seu Ângelo, eram os balconistas e funcionários do maior estabelecimento da cidade.
Waldemiro  participava de tudo.  Maringá ainda não era nem distrito, apenas uma vila de Mandaguari.
Em 10 de maio de 1947 nasceu oficialmente o Distrito de Maringá e em novembro daquele ano, o distrito elegeu dois vereadores à câmara municipal: Arlindo Planas, pela UDN e Napoleão Moreira da Silva, pelo PSD.
Waldemiro foi um baluarte na eleição do tio e se empolgou com política.
Em 1951, em julho, Mandaguari teve nova eleição municipal.
O distrito de Maringá elegeu, de novo, dois vereadores: o Dr. Henrique Pinto Pereira pela UDN e o jovem Waldemiro Planas, pelo PR partido cujo presidente era seu pai.
O Dr. Henrique fez renúncia tácita e não tomou posse no cargo, sendo convocado outro maringaense, o comerciante David Rabelo de Oliveira.
No entanto, naquele mesmo ano de 1951, Maringá foi elevada à condição de Município, que se instalou no ano seguinte, com a eleição municipal marcada para 15 de novembro.
Waldemiro renunciou ao mandato de vereador e se integrou à campanha de seu pai, Ângelo, à prefeitura municipal.
Só concorreram pioneiros, amigos dos primeiros tempos e que se transformaram em chefes políticos de muita influencia: Otavio Perioto, Ângelo Planas, Waldemar Gomes da Cunha e Inocente Vilanova Junior, que acabou vitorioso e o primeiro prefeito da cidade.

Foi  a última participação política dele.  Decepcionado com a votação do pai abandonou a vida política. Mas, como era um jovem cheio de vida e de vontade de servir à sua comunidade, continuou participando de tudo:  vida social, vida esportiva, ativo e sempre amigo dos amigos, que fazia com uma facilidade enorme.

Casou-se com uma jovem linda – Maria Amélia Ribeiro – de uma família de pioneiros - sua companheira de todas as horas e de todos os  momentos.  Tiveram quatro filhos.  Felizes e alegres conviviam harmoniosamente com todos.   Sempre valeu a pena conversar e trocar ideias com ele.  Inteligente, bondoso de coração, sempre de bem com a vida e ao lado da família.  Mesmo nos últimos tempos quando perdeu parte dos movimentos, jamais perdeu humor e a consciência de que o bem sempre prevalece sobre o mal.

Waldemiro Planas foi um bom sujeito.
Valeu a pena conviver com ele.
Maringá perdeu uma figura impar e que será sempre lembrada pelo bem que fez a todos.

FINALMENTE
O Juiz Federal Sérgio Moro, o grande herói do povo brasileiro, tinha razão quando centralizou em Curitiba a base de apuração da Lava Jato, que, até agora,  revelou os desvios da Petrobrás, como o maior roubo praticado no país em todos os tempos.
Com pulso de ferro e com conhecimento jurídico que não deixa nenhuma chance de ser contestado em competência pelos advogados dos réus, ele segue determinado em busca de fazer justiça e de castigar os bandidos que arruínam nosso país e infelicitam nosso povo.
E o cerco aos verdadeiros chefes e lideres da quadrilha, vai se fechando e as denuncias aparecendo.
Zé Dirceu, um dos mais influentes chefes desse bando, já está preso.  Junto com ele,  empresários, políticos, lobistas, têm sido condenados sistematicamente por Sérgio Moro.
A sua maneira de aceitar as delações premiadas dos réus, está aumentando o cerco.
Nesta semana,  o presidente da câmara, Eduardo Cunha foi formamente denunciado pela justiça da Suíça, por manter contas ilegais em seu nome e no de familiares, naquele país e que nunca declarou.
Agora é o chefe maior que está enrolado: grupo de empresários declara que pagaram propina de trinta e seis  milhões de dólares para o filho do Lula – o Lulinha – em troca de uma medida provisória que reduziu os impostos para veículos, em 2009 e assinada pelo presidente.
Lula vai ser ouvido na Lava Jato como informante. É o começo do fim.

O LOCO SÔ!
E o PMDB confirmou de que continua sendo o partido mais prostituido do Brasil, o que acontece desde a sua fundação como MDB.
Num toma lá dá cá, negociou a sua presença no governo de Dilma assumindo sete ministérios nesse arremedo de  reforma que foi apresentado na sexta feira.
O novo ministro da saúde que antes era contra a CPMF, assumiu o cargo e propõe dobrar a cobrança, de 0,20 para 0,40% sobre as transações financeiras no país.
A sociedade está contra, como sempre foi.
A negociata engendrada por Lula para a conquista da maioria na câmara pode levar à aprovação dessa e de outras medidas que sacrificam ainda mais o povo e vai levar os empresários brasileiros a uma situação de insolvência.
E depois os políticos reclamam de que a imprensa os persegue e só noticia coisas ruins.
Será?
Alguém nesse país ainda acredita no PT e no PMDB?
Duvido que gente de bem e informada medianamente possa crer em que alguma coisa de boa ainda será feita por esse governo no Brasil.
A tendência é piorar cada dia mais.  Infelizmente.

 
  
Os artigos, conceitos e opiniões pessoais são de inteira responsabilidade do autor.
14.02.2016
Memórias de um bom sujeito
10.02.2016
Memórias de um bom sujeito
31.01.2016
Memórias de um bom sujeito
24.01.2016
Memórias de um bom sujeito
07.12.2015
Memórias de um bom sujeito
29.11.2015
Memórias de um bom sujeito
23.11.2015
Memórias de um bom sujeito
15.11.2015
Memórias de um bom sujeito
08.11.2015
Memórias de um bom sujeito
01.11.2015
Memórias de um bom sujeito
26.10.2015
Memórias de um bom sujeito
17.10.2015
Memórias de um bom sujeito
12.10.2015
Memórias de um bom sujeito
28.09.2015
Memórias de um bom sujeito
21.09.2015
Memórias de um bom sujeito
13.09.2015
Memórias de um bom sujeito
08.09.2015
Memórias de um bom sujeito
23.08.2015
Memórias de um bom sujeito
31.05.2015
Memórias de um bom sujeito
24.05.2015
Memórias de um sujeito
10.05.2015
Memórias de um bom sujeito
03.05.2015
Memórias de um bom sujeito
18.04.2015
Memórias de um bom sujeito
12.04.2015
Memórias de um bom sujeito
30.03.2015
Memórias de um bom sujeito
30.03.2015
Memórias de um bom sujeito
22.03.2015
Memórias de um bom sujeito
15.03.2015
Memórias de um bom sujeito
08.03.2015
Memórias de um bom sujeito
01.03.2015
Memórias de um bom sujeito
12.01.2015
Memórias de um bom sujeito
03.01.2015
Memórias de um bom sujeito
21.12.2014
Memórias de um bom sujeito
14.12.2014
Memórias de um bom sujeito
07.12.2014
Memórias de um bom sujeito
30.11.2014
Memórias de um bom sujeito
23.11.2014
Memórias de um bom sujeito
16.11.2014
Memórias de um bom sujeito
09.11.2014
Memórias de um bom sujeito
02.11.2014
Memórias de um bom sujeito
19.10.2014
Memórias de um bom sujeito
14.10.2014
Memórias de um bom sujeito
05.10.2014
Memórias de um bom sujeito
29.09.2014
Memórias de um bom sujeito
14.09.2014
Memórias de um bom sujeito
07.09.2014
Memórias de um bom sujeito
31.08.2014
Memórias de um bom sujeito
26.08.2014
Memórias de um bom sujeito
17.08.2014
Memórias de um bom sujeito
11.08.2014
Memórias de um bom sujeito
03.08.2014
Memórias de um bom sujeito
20.07.2014
Memórias de um bom sujeito
12.07.2014
Memórias de um bom sujeito
06.07.2014
Memórias de um bom sujeito
30.06.2014
Memórias de um bom sujeito
22.06.2014
Memórias de um bom sujeito
17.06.2014
Memórias de um bom sujeito
10.06.2014
Memórias de um bom sujeito
01.06.2014
Memórias de um bom sujeito
25.05.2014
Memórias de um bom sujeito
14.05.2014
Memórias de um bom sujeito
04.05.2014
Memórias de um bom sujeito
27.04.2014
Memórias de um bom sujeito
20.04.2014
Memórias de um bom sujeito
13.04.2014
Memórias de um bom sujeito
06.04.2014
Memórias de um bom sujeito
30.03.2014
Memórias de um bom sujeito
25.03.2014
Memórias de um bom sujeito
20.03.2014
Memórias de um bom sujeito
17.02.2013
Memórias de um bom sujeito
30.12.2012
Memórias de um bom sujeito
18.11.2012
Memórias de um bom sujeito
11.11.2012
Memórias de um bom sujeito
06.11.2012
Memórias de um bom sujeito
28.10.2012
Memórias de um bom sujeito
23.10.2012
Memórias de um bom sujeito
14.10.2012
Memórias de um bom sujeito
30.09.2012
Memórias de um bom sujeito
25.09.2012
Memórias de um bom sujeito
16.09.2012
Memórias de um bom sujeito
09.09.2012
Memórias de um bom sujeito
02.09.2012
Memórias de um bom sujeito
26.08.2012
Memórias de um bom sujeito
19.08.2012
Memórias de um bom sujeito
12.08.2012
Memórias de um bom sujeito
06.08.2012
Memórias de um sujeito
29.07.2012
Memórias de um bom sujeito
22.07.2012
Memórias de um bom sujeito
15.07.2012
Memórias de um bom sujeito
08.07.2012
Memórias de um bom sujeito
01.07.2012
Memórias de um bom sujeito
24.06.2012
Memórias de um bom sujeito
17.06.2012
Memórias de um bom sujeito
03.06.2012
Memórias de um bom sujeito
26.05.2012
Memórias de um bom sujeito
29.04.2012
Memórias de um bom sujeito
22.04.2012
Memórias de um bom sujeito
24.03.2012
Memórias de um bom sujeito
18.03.2012
Memórias de um bom sujeito
13.03.2012
Memórias de um bom sujeito
04.03.2012
Memórias de um bom sujeito
25.12.2011
Memórias de um bom sujeito
14.12.2011
Memórias de um bom sujeito
13.11.2011
Memórias de um bom sujeito
05.11.2011
Memórias de um bom sujeito
01.11.2011
Memórias de um sujeito
18.10.2011
Memórias de um bom sujeito
11.10.2011
Memórias de um bom sujeito
25.09.2011
Memórias de um bom sujeito
03.09.2011
Memórias de um bom sujeito
20.08.2011
Memórias de um bom sujeito
06.08.2011
Memórias de um bom sujeito
01.08.2011
Memórias de um bom sujeito
24.07.2011
Memórias de um bom sujeito
16.07.2011
Memórias de um bom sujeito
12.07.2011
Memórias de um bom sujeito
02.07.2011
Memórias de um bom sujeito
19.06.2011
Memórias de um bom sujeito
12.06.2011
Memórias de um bom sujeito
04.06.2011
Memórias de um bom sujeito
28.05.2011
Memórias de um bom sujeito
03.04.2011
Memórias de um bom sujeito
27.03.2011
Memórias de um bom sujeito
20.03.2011
Memórias de um bom sujeito
13.03.2011
Memórias de um bom sujeito
06.03.2011
Memórias de um bom sujeito
20.02.2011
Memórias de um bom sujeito
13.02.2011
Memórias de um bom sujeito
06.02.2011
Memórias de um bom sujeito
04.01.2011
Memórias de um bom sujeito
12.12.2010
Memórias de um bom sujeito
05.12.2010
Memórias de um bom sujeito
28.11.2010
Memórias de um bom sujeito
21.11.2010
Memórias de um bom sujeito
14.11.2010
Memórias de um bom sujeito
07.11.2010
Memórias de um bom sujeito
31.10.2010
Memórias de um bom sujeito
24.10.2010
Memórias de um bom sujeito
17.10.2010
Memórias de um bom sujeito
10.10.2010
Memórias de um bom sujeito
03.10.2010
Memórias de um bom sujeito
19.09.2010
Memórias de um bom sujeito
12.09.2010
Memórias de um bom sujeito
29.08.2010
Memórias de um bom sujeito
15.08.2010
Memórias de um bom sujeito
08.08.2010
Memórias de um bom sujeito
25.07.2010
Memórias de um bom sujeito
18.07.2010
Memórias de um bom sujeito
11.07.2010
Memórias de um bom sujeito
04.07.2010
Memórias de um bom sujeito
27.06.2010
Memórias de um bom sujeito
20.06.2010
Memórias de um bom sujeito
13.06.2010
Memórias de um bom sujeito
06.06.2010
Memórias de um bom sujeito
30.05.2010
Memórias de um bom sujeito
23.05.2010
Memórias de um bom sujeito
16.05.2010
Memórias de um bom sujeito
09.05.2010
Memórias de um bom sujeito
25.04.2010
Memórias de um bom sujeito
18.04.2010
Memórias de um bom sujeito
11.04.2010
Memórias de um bom sujeito
04.04.2010
Memórias de um bom sujeito
28.03.2010
Memórias de um bom sujeito
21.03.2010
Memórias de um bom sujeito
14.03.2010
Memórias de um bom sujeito
07.03.2010
Memórias de um bom sujeito
27.02.2010
Memórias de um bom sujeito
21.02.2010
Memórias de um bom sujeito
16.02.2010
Memórias de um bom sujeito
14.02.2010
Memórias de um bom sujeito
20.12.2009
Memórias de um bom sujeito
13.12.2009
Memórias de um bom sujeito
06.12.2009
Memórias de um bom sujeito
29.11.2009
Memórias de um bom sujeito
22.11.2009
Memórias de um bom sujeito
15.11.2009
Memórias de um bom sujeito
08.11.2009
Memórias de um bom sujeito
18.10.2009
Memórias de um bom sujeito
11.10.2009
Memórias de um bom sujeito
04.10.2009
Memórias de um bom sujeito
06.09.2009
Memórias de um bom sujeito
30.08.2009
Memórias de um bom sujeito
23.08.2009
Memórias de um bom sujeito
15.08.2009
Memórias de um bom sujeito
09.08.2009
Memórias de um bom sujeito
02.08.2009
Memórias de um bom sujeito
26.07.2009
Memórias de um bom sujeito
12.07.2009
Memórias de um bom sujeito
05.07.2009
Memórias de um bom sujeito
28.06.2009
Memórias de um bom sujeito
21.06.2009
Memórias de um bom sujeito
07.06.2009
Memórias de um bom sujeito
31.05.2009
Memórias de um bom sujeito
17.05.2009
Memórias de um bom sujeito
10.05.2009
Memórias de um bom sujeito
03.05.2009
Memórias de um bom sujeito
26.04.2009
Memórias de um bom sujeito
19.04.2009
Memórias de um bom sujeito
12.04.2009
Memórias de um bom sujeito
05.04.2009
Memórias de um bom sujeito
29.03.2009
Memórias de um bom sujeito
22.03.2009
Memórias de um bom sujeito
08.03.2009
Memórias de um bom sujeito
01.03.2009
Memórias de um bom sujeito
22.02.2009
Memórias de um bom sujeito
15.02.2009
Memórias de um bom sujeito
28.12.2008
Memórias de um bom sujeito
25.12.2008
Memórias de um bom sujeito
21.12.2008
Memórias de um bom sujeito
07.12.2008
Memórias de um bom sujeito
30.11.2008
Memórias de um bom sujeito
23.11.2008
Memórias de um bom sujeito


PADRE EDUARDO BELOTTI
Momento de Espiritualidade
WALTER POPPI
Trimestralidade. Não é somente isso
WALDEMAR ALLEGRETTI
Já passou da hora
COLUNISMO SOCIAL
Eventos e Personalidades
DOM ANUAR BATTISTI
Arquidiocese de Maringá
EM DEFESA DO CONSUMIDOR
Confira seus direitos
TIAGO VALENCIANO
Política e Sociedade
OSWALDO FREIRE
Capital Federal
FRANCISCO JOSÉ DE SOUZA
A Lógica do Espiritismo
TATTÁ CABRAL
Ensaio
HENRI JEAN VIANA
Francês Press
ROSE LEONEL
Notícia e Cia.
ORLANDO GONZALEZ
Dois Toques
CARMEM RIBEIRO
Colunista Social
JUAREZ FIRMINO
Balanço Geral
ADEMAR SCHIAVONE
Memórias de um bom sujeito
VERDELÍRIO BARBOSA
Fatos Políticos
Clicompre
Aroma Ingá
Agropecuária Hélio
Rima Seguros
MaringáMais
Click do Gato