Maringá, 17 de Dezembro de 2018
GLOBAL BENEFÍCIOS Black Bull Steak House
 
Untitled Document
ADEMAR SCHIAVONE
Memórias de um bom sujeito
 

SABER OUVIR É QUASE RESPONDER.

PECHINCHA...
Um casal vai ao Rio de Janeiro e hospeda-se num belíssimo hotel em Copacabana.  À noite vai para o bar tomar uns drinques. Estavam completando vinte anos de casamento.  A mulher toda faceira  vê quando uma linda loura adentra ao ambiente e pára junto ao balcão.
- Nossa, que mulher linda!  Exclama.
- Que é isso meu bem. Ela é uma garota de programa. - diz o marido.
- Não pode ser. É bonita demais. E tem classe - retruca a mulher.
O marido todo faceiro e cheio de pose, diz:
- Quer ver como tenho razão? Vou para perto dela e você vem atrás para ouvir a conversa.
Foi e a mulher dele atrás.
Aproximou-se convidou a loura para um drinque que ela aceitou e iniciou uma cantada clássica. A esposa só ouvindo.
Depois de algum papo veio o convite: - Para passar a noite em minha suíte quanto você cobra?
A loura sem pestanejar: -  Quinhentos dólares.
- Que é isso meu bem? Quinhentos é muito. É só uma noite - insiste o cavalheiro.
- Pago cem a vista.
- Ora meu - diz a garota - Cem eu pago por dia para o meu maquiador e mais cem para o meu personal traning.
Encerrado o papo, o galã e sua mulher voltam para sua mesa.
Na manhã seguinte, descendo de elevador para o café da manhã, eis que entra a garota da noite anterior.
Cumprimenta os dois delicadamente e depois fala no ouvido do galã:
- Por cem dólares o que você arruma por uma noite é um bagulho como esse que está ao seu lado agora...

ABSURDO MESMO 1....
Cada senador da nossa esbulhada republica custa para o contribuinte brasileiro, trinta e três milhões de reais por ano. É o que se apura da divisão do orçamento do Senado pelo numero de senadores.  Uma coisa de assustar a gente. Pena que, a maioria ignorante do nosso povo, não saiba disso. E nem vai saber nunca.  Está blindada pela bolsa esmola criada pelo governo e sustentada por eles.  Custa esse absurdo e ainda demonstra sua habilidade em tornar o país um paraíso para eles próprios.

ABSURDO MESMO 2...
A decisão dos membros da Comissão de Ética da câmara Federal em absolver o deputado Martins, aquele do castelo mineiro, é a mais lídima demonstração da blindagem que os senhores deputados fazem a eles mesmos.  Cassar o mandato do deputado seria permitir que eles próprios pudessem ser acusados das falcatruas que costumam fazer, como por exemplo, pagar viagens internacionais para esposas, filhos, sogras, amantes, etc.  É o corporativismo em ação.

AS PODEROSAS
Conheci a menina Terezinha Pereira na casa de minha mãe.  Era amiga da Alda, minha irmã mais nova e partilhava da amizade da família.
Ficamos  muitos anos sem contato.
Quando seu irmão José Claudio ganhou a Prefeitura de Maringá em 2000 voltamos à convivência.  Dois anos depois no episodio trágico da morte do prefeito, a sua participação nos funerais arrancou aplausos e a admiração de muita gente. Quase toda a cidade.  Inclusive eu.
Era amigo do Zé Claudio.
Conversava muito com ele. Divergia em quase tudo quando falávamos de política e de futebol.
Nunca vou esquecer-me da Terezinha falando com o talento que Deus lhe deu no adeus ao irmão quando o féretro saía do Ginásio Valdir Pinheiro.
Em 2004, Terezinha Pereira foi decisiva na eleição municipal.  Primeiro quando apoiou Edmar Arruda como candidato a prefeito e ajudou, de forma decisiva, a que chegasse numa colocação excelente.  Depois quando, junto com o Edmar e equipe, participou ativamente da campanha no segundo turno e levou Silvio Barros a vencer.
A atuação de Terezinha Pereira e sua família, principalmente sua mãe, na campanha, fizeram a diferença na vitoria final.
Como prêmio, mais que merecido, assumiu a Secretaria da Mulher no primeiro governo e continua no segundo.
Uma mulher de fibra, de competência indiscutível, de posição definida e marcante, faz da sua secretaria uma trincheira em defesa dos direitos da mulher.
Nos dois primeiros anos, como secretário de Administração, acompanhei de perto o trabalho obstinado da Terezinha.
Ela é incansável, estudiosa, batalhadora.
Ela é poderosa.  Acredita nas pessoas e nos seus talentos.  Acredita em Deus e segue os seus ensinamentos. Tem uma vida difícil por causa da família. Mas continua sendo uma lutadora incansável.
Uma mulher poderosa. E admirável.

INJUSTIÇA
A posição de empresários e de munícipes criticando acidamente o prefeito Silvio Barros por causa do imbróglio da reciclagem e deposito do lixo urbano, é absolutamente injusta.
Silvio tem se preocupado, e muito, com a solução de um problema que vem se arrastando desde quando Maringá é cidade.  Nenhum dos prefeitos anteriores teve a preocupação de dar um fim definitivo ao problema.  Só paliativos. Silvio foi buscar, mercê do conhecimento e da bagagem internacional que possui uma solução definitiva.
Veio em caráter emergencial e para servir como teste, o Biopuster. Criou-se uma empresa da cidade - a Maringá Lixo Zero - para operar o sistema.
Pela primeira vez tivemos o lixo realmente tratado, sendo transformado em material aproveitável.  A reciclagem virou uma realidade. O lixão não mais era problema.
Mas como era em caráter emergencial e provisório, o que era bom acabou.
Agora se critica o prefeito e muito, por que o lixo volta a ser depositado no mesmo lixão que estava acabando.
A justiça ou a lei não permite que um aditivo seja feito ao contrato emergencial.
O que faltou?
A licitação para que a mesma ou outra empresa com a mesma técnica e capacidade pudesse operar.
Agora estão montando a licitação necessária.
Deveriam ter feito quando ainda estava em vigor o contrato emergencial.
E porque não foi feito? Perguntam amigos, correligionários e simpatizantes.
Faltou atuação eficiente da equipe administrativa municipal.
E isso não pode ser debitado ao prefeito.
Seus assessores - secretários envolvidos e diretores - devem ser responsabilizados.
Afinal estão lá pra isso. E ganham muito bem.

A CRISE SUMIU
O caos esperado e anunciado aos quatro cantos da terra, pelo menos aqui no Brasil, já está superado.  É o que se deduz com as vendas astronômicas de veículos e bens de consumo no ultimo trimestre.
Recorde absoluto de vendas.  Mais de um milhão e quatrocentos mil veículos.  Financiados em até sessenta meses.
Pessoalmente sempre fui contra financiamentos longos.  Os juros embutidos nas prestações são extorsivos. Você compra um e paga dois.
Ainda acho que Lincoln tinha razão: não se pode criar prosperidade baseado em dinheiro emprestado.  Naquele tempo não tinha financiamento e nem veículos. Mas a frase vale até hoje.


MEMÓRIAS DE UM BOM SUJEITO
Em 1952, em abril, eu completaria 13 anos de idade. Em janeiro fui trabalhar no Banco Noroeste. Ali conheci Ermelindo Bolfer. Era o contador da agência. De Guararapes foi transferido para Maringá. Em meus livros publicados relatei alguns episódios  da nossa convivência.
Ermelindo é um bom sujeito. Desses especiais.
Quando deixou o Noroeste foi para o Nacional e depois para o Banco do Paraná e o Banestado.
Em 1960 junto com companheiros do Lions integrou a equipe que lançou e elegeu João Paulino prefeito da cidade.
Ainda naquele ano, liderou uma ala dentro da própria campanha para fazer um comitê independente para apoiar Ney Braga ao governo estadual e Janio Quadros a Presidência da República. JP era do PSD e apoiava Nelson Maculan e para o governo e Henrique Teixeira Lott para a Presidência.
Elegeu-se vereador pelo PDC.  Não assumiu seu mandato preferindo ser o secretario municipal das finanças.
Sempre esteve ligado aos movimentos sociais e políticos da cidade.
Na Igreja Católica sempre atuante como instrutor no curso de noivos.  Fez parte da comissão de construção da Catedral.
No Lions sempre esteve e continua  na liderança.  Foi governador em 67/68.
Na Acim foi um dos fundadores e sempre ativo participante na direção.
Na Sociedade Rural foi um dos fundadores e participe de todas as diretorias.  Em reconhecimento ao seu trabalho, o recinto de leilões leva o seu honrado nome.
Fiel escudeiro de João Paulino, quando este voltou à prefeitura em 77, lá estava o Ermelindo Bolfer como secretario de Fazenda e depois, de Indústria e Comércio.
Há uns trinta dias, sua companheira de mais de sessenta anos, Nelsa, faleceu.
Ele  ficou abaladíssimo. Poucos dias depois, vitima de um acidente doméstico, acabou internado na Santa Casa.
Está na UTI até hoje. Não se sabe se sai dali com vida.
Ermelindo Bolfer, é um  dos homens mais respeitáveis que a cidade tem.  A história de Maringá, a sua vida política, social e comunitária, está ligado umbilicalmente à vida de Ermelindo Bolfer.
Um bom sujeito.
Desses que a gente tem como amigo e como companheiro e sente prazer em dizer isso.


BOA PORÇÃO DA ARTE DE FALAR CONSISTE EM MENTIR COM GRAÇA.


 
  
Os artigos, conceitos e opiniões pessoais são de inteira responsabilidade do autor.
14.02.2016
Memórias de um bom sujeito
10.02.2016
Memórias de um bom sujeito
31.01.2016
Memórias de um bom sujeito
24.01.2016
Memórias de um bom sujeito
07.12.2015
Memórias de um bom sujeito
29.11.2015
Memórias de um bom sujeito
23.11.2015
Memórias de um bom sujeito
15.11.2015
Memórias de um bom sujeito
08.11.2015
Memórias de um bom sujeito
01.11.2015
Memórias de um bom sujeito
26.10.2015
Memórias de um bom sujeito
17.10.2015
Memórias de um bom sujeito
12.10.2015
Memórias de um bom sujeito
05.10.2015
Memórias de um bom sujeito
28.09.2015
Memórias de um bom sujeito
21.09.2015
Memórias de um bom sujeito
13.09.2015
Memórias de um bom sujeito
08.09.2015
Memórias de um bom sujeito
23.08.2015
Memórias de um bom sujeito
31.05.2015
Memórias de um bom sujeito
24.05.2015
Memórias de um sujeito
10.05.2015
Memórias de um bom sujeito
03.05.2015
Memórias de um bom sujeito
18.04.2015
Memórias de um bom sujeito
12.04.2015
Memórias de um bom sujeito
30.03.2015
Memórias de um bom sujeito
30.03.2015
Memórias de um bom sujeito
22.03.2015
Memórias de um bom sujeito
15.03.2015
Memórias de um bom sujeito
08.03.2015
Memórias de um bom sujeito
01.03.2015
Memórias de um bom sujeito
12.01.2015
Memórias de um bom sujeito
03.01.2015
Memórias de um bom sujeito
21.12.2014
Memórias de um bom sujeito
14.12.2014
Memórias de um bom sujeito
07.12.2014
Memórias de um bom sujeito
30.11.2014
Memórias de um bom sujeito
23.11.2014
Memórias de um bom sujeito
16.11.2014
Memórias de um bom sujeito
09.11.2014
Memórias de um bom sujeito
02.11.2014
Memórias de um bom sujeito
19.10.2014
Memórias de um bom sujeito
14.10.2014
Memórias de um bom sujeito
05.10.2014
Memórias de um bom sujeito
29.09.2014
Memórias de um bom sujeito
14.09.2014
Memórias de um bom sujeito
07.09.2014
Memórias de um bom sujeito
31.08.2014
Memórias de um bom sujeito
26.08.2014
Memórias de um bom sujeito
17.08.2014
Memórias de um bom sujeito
11.08.2014
Memórias de um bom sujeito
03.08.2014
Memórias de um bom sujeito
20.07.2014
Memórias de um bom sujeito
12.07.2014
Memórias de um bom sujeito
06.07.2014
Memórias de um bom sujeito
30.06.2014
Memórias de um bom sujeito
22.06.2014
Memórias de um bom sujeito
17.06.2014
Memórias de um bom sujeito
10.06.2014
Memórias de um bom sujeito
01.06.2014
Memórias de um bom sujeito
25.05.2014
Memórias de um bom sujeito
14.05.2014
Memórias de um bom sujeito
04.05.2014
Memórias de um bom sujeito
27.04.2014
Memórias de um bom sujeito
20.04.2014
Memórias de um bom sujeito
13.04.2014
Memórias de um bom sujeito
06.04.2014
Memórias de um bom sujeito
30.03.2014
Memórias de um bom sujeito
25.03.2014
Memórias de um bom sujeito
20.03.2014
Memórias de um bom sujeito
17.02.2013
Memórias de um bom sujeito
30.12.2012
Memórias de um bom sujeito
18.11.2012
Memórias de um bom sujeito
11.11.2012
Memórias de um bom sujeito
06.11.2012
Memórias de um bom sujeito
28.10.2012
Memórias de um bom sujeito
23.10.2012
Memórias de um bom sujeito
14.10.2012
Memórias de um bom sujeito
30.09.2012
Memórias de um bom sujeito
25.09.2012
Memórias de um bom sujeito
16.09.2012
Memórias de um bom sujeito
09.09.2012
Memórias de um bom sujeito
02.09.2012
Memórias de um bom sujeito
26.08.2012
Memórias de um bom sujeito
19.08.2012
Memórias de um bom sujeito
12.08.2012
Memórias de um bom sujeito
06.08.2012
Memórias de um sujeito
29.07.2012
Memórias de um bom sujeito
22.07.2012
Memórias de um bom sujeito
15.07.2012
Memórias de um bom sujeito
08.07.2012
Memórias de um bom sujeito
01.07.2012
Memórias de um bom sujeito
24.06.2012
Memórias de um bom sujeito
17.06.2012
Memórias de um bom sujeito
03.06.2012
Memórias de um bom sujeito
26.05.2012
Memórias de um bom sujeito
29.04.2012
Memórias de um bom sujeito
22.04.2012
Memórias de um bom sujeito
24.03.2012
Memórias de um bom sujeito
18.03.2012
Memórias de um bom sujeito
13.03.2012
Memórias de um bom sujeito
04.03.2012
Memórias de um bom sujeito
25.12.2011
Memórias de um bom sujeito
14.12.2011
Memórias de um bom sujeito
13.11.2011
Memórias de um bom sujeito
05.11.2011
Memórias de um bom sujeito
01.11.2011
Memórias de um sujeito
18.10.2011
Memórias de um bom sujeito
11.10.2011
Memórias de um bom sujeito
25.09.2011
Memórias de um bom sujeito
03.09.2011
Memórias de um bom sujeito
20.08.2011
Memórias de um bom sujeito
06.08.2011
Memórias de um bom sujeito
01.08.2011
Memórias de um bom sujeito
24.07.2011
Memórias de um bom sujeito
16.07.2011
Memórias de um bom sujeito
12.07.2011
Memórias de um bom sujeito
02.07.2011
Memórias de um bom sujeito
19.06.2011
Memórias de um bom sujeito
12.06.2011
Memórias de um bom sujeito
04.06.2011
Memórias de um bom sujeito
28.05.2011
Memórias de um bom sujeito
03.04.2011
Memórias de um bom sujeito
27.03.2011
Memórias de um bom sujeito
20.03.2011
Memórias de um bom sujeito
13.03.2011
Memórias de um bom sujeito
06.03.2011
Memórias de um bom sujeito
20.02.2011
Memórias de um bom sujeito
13.02.2011
Memórias de um bom sujeito
06.02.2011
Memórias de um bom sujeito
04.01.2011
Memórias de um bom sujeito
12.12.2010
Memórias de um bom sujeito
05.12.2010
Memórias de um bom sujeito
28.11.2010
Memórias de um bom sujeito
21.11.2010
Memórias de um bom sujeito
14.11.2010
Memórias de um bom sujeito
07.11.2010
Memórias de um bom sujeito
31.10.2010
Memórias de um bom sujeito
24.10.2010
Memórias de um bom sujeito
17.10.2010
Memórias de um bom sujeito
10.10.2010
Memórias de um bom sujeito
03.10.2010
Memórias de um bom sujeito
19.09.2010
Memórias de um bom sujeito
12.09.2010
Memórias de um bom sujeito
29.08.2010
Memórias de um bom sujeito
15.08.2010
Memórias de um bom sujeito
08.08.2010
Memórias de um bom sujeito
25.07.2010
Memórias de um bom sujeito
18.07.2010
Memórias de um bom sujeito
11.07.2010
Memórias de um bom sujeito
04.07.2010
Memórias de um bom sujeito
27.06.2010
Memórias de um bom sujeito
20.06.2010
Memórias de um bom sujeito
13.06.2010
Memórias de um bom sujeito
06.06.2010
Memórias de um bom sujeito
30.05.2010
Memórias de um bom sujeito
23.05.2010
Memórias de um bom sujeito
16.05.2010
Memórias de um bom sujeito
09.05.2010
Memórias de um bom sujeito
25.04.2010
Memórias de um bom sujeito
18.04.2010
Memórias de um bom sujeito
11.04.2010
Memórias de um bom sujeito
04.04.2010
Memórias de um bom sujeito
28.03.2010
Memórias de um bom sujeito
21.03.2010
Memórias de um bom sujeito
14.03.2010
Memórias de um bom sujeito
07.03.2010
Memórias de um bom sujeito
27.02.2010
Memórias de um bom sujeito
21.02.2010
Memórias de um bom sujeito
16.02.2010
Memórias de um bom sujeito
14.02.2010
Memórias de um bom sujeito
20.12.2009
Memórias de um bom sujeito
13.12.2009
Memórias de um bom sujeito
06.12.2009
Memórias de um bom sujeito
29.11.2009
Memórias de um bom sujeito
22.11.2009
Memórias de um bom sujeito
15.11.2009
Memórias de um bom sujeito
08.11.2009
Memórias de um bom sujeito
18.10.2009
Memórias de um bom sujeito
11.10.2009
Memórias de um bom sujeito
04.10.2009
Memórias de um bom sujeito
06.09.2009
Memórias de um bom sujeito
30.08.2009
Memórias de um bom sujeito
23.08.2009
Memórias de um bom sujeito
15.08.2009
Memórias de um bom sujeito
09.08.2009
Memórias de um bom sujeito
02.08.2009
Memórias de um bom sujeito
26.07.2009
Memórias de um bom sujeito
12.07.2009
Memórias de um bom sujeito
28.06.2009
Memórias de um bom sujeito
21.06.2009
Memórias de um bom sujeito
07.06.2009
Memórias de um bom sujeito
31.05.2009
Memórias de um bom sujeito
17.05.2009
Memórias de um bom sujeito
10.05.2009
Memórias de um bom sujeito
03.05.2009
Memórias de um bom sujeito
26.04.2009
Memórias de um bom sujeito
19.04.2009
Memórias de um bom sujeito
12.04.2009
Memórias de um bom sujeito
05.04.2009
Memórias de um bom sujeito
29.03.2009
Memórias de um bom sujeito
22.03.2009
Memórias de um bom sujeito
08.03.2009
Memórias de um bom sujeito
01.03.2009
Memórias de um bom sujeito
22.02.2009
Memórias de um bom sujeito
15.02.2009
Memórias de um bom sujeito
28.12.2008
Memórias de um bom sujeito
25.12.2008
Memórias de um bom sujeito
21.12.2008
Memórias de um bom sujeito
07.12.2008
Memórias de um bom sujeito
30.11.2008
Memórias de um bom sujeito
23.11.2008
Memórias de um bom sujeito


PADRE EDUARDO BELOTTI
Momento de Espiritualidade
WALTER POPPI
Trimestralidade. Não é somente isso
WALDEMAR ALLEGRETTI
Já passou da hora
COLUNISMO SOCIAL
Eventos e Personalidades
DOM ANUAR BATTISTI
Arquidiocese de Maringá
EM DEFESA DO CONSUMIDOR
Confira seus direitos
TIAGO VALENCIANO
Política e Sociedade
OSWALDO FREIRE
Capital Federal
FRANCISCO JOSÉ DE SOUZA
A Lógica do Espiritismo
TATTÁ CABRAL
Ensaio
HENRI JEAN VIANA
Francês Press
ROSE LEONEL
Notícia e Cia.
ORLANDO GONZALEZ
Dois Toques
CARMEM RIBEIRO
Colunista Social
JUAREZ FIRMINO
Balanço Geral
ADEMAR SCHIAVONE
Memórias de um bom sujeito
VERDELÍRIO BARBOSA
Fatos Políticos
Clicompre
Aroma Ingá
Agropecuária Hélio
Rima Seguros
MaringáMais
Click do Gato