Maringá, 18 de Setembro de 2018
GLOBAL BENEFÍCIOS Black Bull Steak House
 
Untitled Document
15.04.2016
Dr. Sabóia é acusado de assédio sexual
O vereador e médico em Maringá, Carlos Eduardo Sabóia Gomes (PMN), foi acusado publicamente de assédio sexual contra uma mulher que não quis se identificar.

De acordo com a autora da denúncia, o caso ocorreu na quarta-feira (13), porém, ganhou repercussão apenas pela manhã de ontem (14). Delegacia da Mulher irá investigar o caso.

De acordo com a Polícia Civil de Maringá, foi realizado um boletim de ocorrência contra o vereador conhecido como Doutor Sabóia pelo crime de assédio sexual. Com autoria de uma mulher de 23 anos e casada, que tem a identidade preservada até o momento, o boletim de ocorrência informa que o caso ocorreu durante uma consulta na clínica de ortopedia do vereador.

Queixando de dores nas costas, a moça foi induzida a se despir durante a consulta inicial. Apesar de estranhar o procedimento, a moça acatou o pedido e o fez. Logo após a análise na coluna, a jovem afirmou que Sabóia proferiu palavras de cunho sexual e teve o corpo tocado em partes íntimas sem necessidade. Constrangida, a vítima saiu minutos depois do local e se dirigiu à 9ª Subdivisão Policial para a elaboração da acusação e, posteriormente, também denunciou formalmente o médico ao Conselho Regional de Medicina (CRM).

Na manhã dessa quinta-feira a mulher procurou a imprensa para que a denúncia fosse amplamente difundida. Reiterando o que havia dito aos policiais, a moça ainda explicou detalhadamente que Sabóia colocou a mão sobre os seios dela e explicou que por ser “pesado”, poderia ser o motivo das dores nas costas.

Logo após outros exames, a jovem contou que Sabóia afirmou que o caso dela era simples e que com uma injeção do “remédio picadura” tudo iria se resolver. Constrangida e nervosa com a situação, a moça realizou mais um exame e relatou que neste momento, deitada sobre a maca, Sabóia abaixou parcialmente as calças dela até que as nádegas ficassem totalmente expostas para que pudesse sentir alguma irregularidade.

Após sair do consultório com a certeza de havia sido assediada sexualmente, a jovem se dirigiu imediatamente à sede da Polícia Civil em Maringá para relatar o caso. Logo em seguida denunciou o vereador ao Conselho Regional de Medicina. A ideia de procurar a imprensa surgiu para que, segundo ela, servisse de exemplo a outras mulheres que passam por situações semelhantes.

No final da manhã de ontem, o CRM se manifestou por meio de nota oficial alegando que a denúncia já foi recebida e como de praxe, todos os casos com acusações a respeito de ilegalidades de atendimentos, procedimentos e assédios serão analisados através de uma sindicância.

Em entrevista à RIC TV, afiliada a Rede Record, Sabóia afirmou que a moça abaixou as calças somente o necessário e que “fez de tudo para não tocar na pele dela, apenas por cima da calça”. O vereador relatou que se tratava de uma espécie de inflamação no cóccix.

Posteriormente, Sabóia disse que em nenhum momento utilizou o termo “picadura” ou fez qualquer tipo de comentário de cunho sexual. O médico ortopedista finalizou afirmando que a mulher mentiu e quer obter alguma vantagem.

A Polícia Civil de Maringá já está no caso e irá ouvir ambas as partes no decorrer dos dias.

Matheus Gomes
 
18.09.2018
Combate às drogas
18.09.2018
Reunião busca soluções para o trânsito de Maringá
18.09.2018
Procon de Maringá resolve 95% das reclamações
18.09.2018
CNT/MDA: Bolsonaro lidera com 28,2%
18.09.2018
Mulher esfaqueia marido durante briga
17.09.2018
Ex-Spice Girl passa por exame pela guarda da filha
17.09.2018
Relembrando o Colégio Marista
17.09.2018
Campanha resgata autoestima de pessoas
17.09.2018
Receita e PF apreendem milhões dólares em aeroporto
17.09.2018
Motociclista morre em acidente na Cerro Azul
17.09.2018
DER-PR abre edital para construção de viaduto na Colombo
Nipo Brasileiro Contabilidade
Asia Sushi Beer
SINCONFEMAR
Della Pizza
B1
Centro Comercial Tiradentes
Paraná Banco
MAPA - Venda de Ônibus
Oliver Media
Garage Motors
OdontoAtual