Maringá, 20 de Outubro de 2018
GLOBAL BENEFÍCIOS Black Bull Steak House
 
Untitled Document
07.11.2017
CP ouve vice-prefeito e membros da Prefeitura
Em novo encontro realizado na manhã e na tarde dessa segunda-feira (6), referente a Comissão Processante (CP) que investiga suposta quebra de decoro parlamentar por parte de Homero Marchese (PV), diversas testemunhas prestaram depoimento aos integrantes do grupo. Dentre os presentes na sessão de ontem, o vice-prefeito Edson Scabora (PV), o advogado Dirceu Galdino e o secretário municipal de Recursos Humanos, César França foram as falas mais esperadas do dia.

Ao longo de aproximadamente seis horas de reunião, ocorreram questionamentos e embates entre os participantes. No período da manhã, Galdino criticou uma das três denúncias apresentadas pelo diretório municipal do Partido Verde que solicitou a cassação do próprio vereador. De acordo com o advogado, a peça referente a uma possível irregularidade na contratação de assessor parlamentar por parte de Ézio Ribeirete é um ataque a “presunção de inocência”, princípio jurídico constitucional.

Durante a fala que teve início às 10h, Galdino, que defende Ribeirete na justiça, afirmou que a Lei Municipal da Ficha Limpa, aprovada em 2013 por unanimidade na Cidade, possui inconstitucionalidades e que pelo fato do processo de Ézio ainda estar em aberto na justiça, no Supremo Tribunal Federal (STF), a nomeação por parte de Homero Marchese não pode ser aplicada como um caso apto à cassação de mandato.

“Pelo o que tenho conhecimento, e vocês podem me corrigir se eu estiver errado, mas o único lugar que tem esta lei é Maringá. No âmbito federal não existe e no âmbito estadual não existe. A única é aqui. Ele [Ézio] foi assessor do deputado Edmar Arruda, e ele é federal. Há um pressuposto de boa fé. A boa fé objetivo no direito brasileiro ela tem que ser reconhecida. Vou dizer como cidadão, não como advogado. Desde a declaração universal dos Direitos Humanos há esta presunção de inocência. Se nós não começarmos a lutar por estes direitos que nós temos e devemos preserva-los, nós estamos acabando com os direitos universais e com nossa sociedade”, explicou o advogado Dirceu Galdino.

No período da tarde, o vice-presidente do PV, Waldemar Leite Moraes, e a secretária de organização do PV, Adriana Santana, prestaram depoimento na condição de informante, visto o interesse pessoal na causa. Além dos representantes da executiva municipal do partido, César França, presidente do PDT de Maringá, aliado do PV nas eleições de 2016, também prestou depoimento. Durante perguntas de cunho pessoal ou polêmicas, houve manifestação de parte dos presentes no Plenário. Como forma de encerrar qualquer tentativa de intimidação, o presidente da CP, William Gentil (PTB), afirmou que iria transferir o encontro para o plenarinho, sem a presença do público.

Durante a fala inicial do vice-prefeito, também na condição de informante, houve bate-boca entre Edson Scabora e Homero Marchese. Durante pergunta sobre a atuação do parlamentar antes das eleições e uma possível exigência de que Homero fosse presidente da Câmara Municipal, a situação ficou delicada após críticas e respostas ríspidas por parte do vereador que afirmou que a palavra de Scabora “não valia nada”. Houve nova intervenção por parte de Gentil.

As discussões retornaram minutos mais tarde após o vice-prefeito afirmar que há perseguição ao governo. Nova interrupção de Gentil foi feita após Homero comparar o vice-prefeito com o personagem Gargamel, do filme “Os Smurfs”, em tom de provocação. Após a resposta de todos os questionamentos, o depoimento foi encerrado.

Um relatório com todas as informações obtidas nos depoimentos será elaborado pelo relator da CP, Carlos Mariucci (PT), com auxílio do membro Chico Caiana (PTB). O documento poderá defender ou não a cassação de Homero. Na votação final, 10 dos 15 vereadores devem aprovar a cassação para que, por fim, o parlamentar perca uma vaga no parlamento maringaense, bem como os direitos políticos pelo período de oito anos. Com a cassação, Professor Niero, primeiro suplemente do PV, será convocado para assumir o cargo vago.

Matheus Gomes
Foto - Reprodução
 
19.10.2018
Hamilton pode se tornar pentacampeão
19.10.2018
Lei que autoriza compra de vagas em creches é debatida
19.10.2018
Pagamento do 13º salário injeta R$ 211,2 bilhões na economia
19.10.2018
Temporal atinge Maringá e provoca diversos estragos
18.10.2018
Trenzinho do Parque do Ingá volta a funcionar
18.10.2018
Pintor maringaense morre eletrocutado
18.10.2018
Nova taxa deve substituir o Funrebom
17.10.2018
O diferente começa pelo voto
17.10.2018
“Há terrorismo no Brasil”, diz ministro da Justiça
17.10.2018
Homem abusava sexualmente do filho
17.10.2018
Vereador pede câmeras apenas fora das salas de aula
17.10.2018
‘Business As Mission’ será realizado em Maringá
17.10.2018
Vereadores criticam promessas feitas por prefeito Ulisses Maia
16.10.2018
Prefeitura inicia construção de 49 casas em Iguatemi
16.10.2018
Horário de verão começa dia 4 de novembro
16.10.2018
Milhares ficam sem energia após temporal em Maringá
16.10.2018
Mais de 75% dos partos da rede pública são cesáreas
16.10.2018
Homem morre em colisão no Contorno Norte
15.10.2018
Semop segue com obras na Avenida Carlos Borges
15.10.2018
Bolsonaro usa redes sociais para desmentir Haddad
15.10.2018
Rotam prende traficante com 116 quilos de drogas
15.10.2018
Maringá é destaque em Logística Reversa no Paraná
11.10.2018
PT muda de cor para enganar o eleitor
11.10.2018
Bolsonaro lidera no segundo turno com 54%
11.10.2018
Homem que morreu em motel foi vítima de causas naturais
11.10.2018
Ulisses Maia volta atrás e suspende projeto de novo imposto
11.10.2018
Movimento na região de Maringá deve aumentar 20% no feriadão
10.10.2018
Cidade de Sarandi comemora 37 anos
10.10.2018
Câmara aprova projeto de segurança e fiscalização de combustíveis
10.10.2018
Maia assina projeto para implantar o “botão do pânico”
10.10.2018
“Gatorade” de cocaína é usado para matar presos
10.10.2018
Prefeitura faz projeto para cobrar novo tributo
09.10.2018
Partidos devem anunciar apoio no segundo turno
09.10.2018
Calçadas irregulares rendem quase 2 mil notificações
09.10.2018
Maringá elege oito deputados e aumenta representatividade
09.10.2018
Universidade inaugura sistema de monitoramento
09.10.2018
MP denuncia homem por feminicídio
08.10.2018
Vídeos com problemas nas urnas eletrônicas viralizam
08.10.2018
Haddad está em Curitiba pedindo conselho na prisão
08.10.2018
Briga termina em assassinato no Ebenezer
07.10.2018
Ratinho Júnior é eleito governador do Paraná
07.10.2018
Bolsonaro e Haddad disputam o segundo turno
06.10.2018
“Operações Eleitorais” unem órgãos de segurança de Maringá
07.10.2018
Prefeitura abre licitação para agência de publicidade
07.10.2018
Mais de 147 milhões de eleitores devem ir às urnas neste domingo
06.10.2018
Plano de mobilidade urbana será elaborado em 2019
06.10.2018
Presos libertam reféns e encerram rebelião
05.10.2018
Eleitor pode consultar local de votação por telefone
05.10.2018
Polícia Militar monta esquema para as Eleições 2018
05.10.2018
Depen controla rebelião na Penitenciária Estadual
04.10.2018
Agentes de trânsito vão receber adicional por periculosidade
04.10.2018
Festa das Nações
04.10.2018
Candidato a governo de São Paulo sofre ataque a tiros
04.10.2018
Maringá terá reajuste de 4,2% no IPTU em 2019
03.10.2018
Prefeitura abre licitação para novos jazidos
03.10.2018
Projeto “Trânsito em Sala de Aula”
03.10.2018
Bolsonaro dispara a 32% segundo Datafolha
03.10.2018
João Gordo relembra saída da MTV
03.10.2018
Maringá atingiu a maior arrecadação do ISSQN da história
03.10.2018
Mulher atropela e fere ex-marido
02.10.2018
Problema de umidade em solo da Catedral
02.10.2018
Maringá tem R$ 2,1 bi em poupança
02.10.2018
Palocci diz que houve desonestidade em toda a estrutura do PT
02.10.2018
Paraná não terá lei seca nas eleições 2018
02.10.2018
Atirador mata jovem pelas costas
01.10.2018
Manifestantes vão às ruas em apoio a Jair Bolsonaro
01.10.2018
Terremoto e tsunami na Indonésia causam mais de 800 mortes
01.10.2018
Atividades diversas marcam a Semana do Idoso
01.10.2018
Sanepar é proibida de cobrar taxa mínima de água e esgoto
01.10.2018
Professor denuncia ação durante eleições da UEM
Nipo Brasileiro Contabilidade
Asia Sushi Beer
SINCONFEMAR
Della Pizza
B1
Centro Comercial Tiradentes
Paraná Banco
MAPA - Venda de Ônibus
Oliver Media
Garage Motors
OdontoAtual