Maringá, 12 de Dezembro de 2017
GLOBAL BENEFÍCIOS NUTRIGENES
 
Untitled Document
11.11.2017
Ministro diz que reforma trabalhista consolida direitos
Na véspera da vigência da nova lei trabalhista, o ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira, falou em pronunciamento à nação a noite de sexta-feira (10), em cadeia de rádio e TV. Ele reafirmou o discurso do governo de que a reforma trabalhista veio para gerar empregos e não para retirar direitos.

“A modernização teve como base três eixos: consolidar direitos, promover a segurança jurídica e gerar empregos. Consolidar direitos, pois direito não se revoga, apenas se aprimora. Promover a segurança jurídica, pois apenas ela traz crescimento econômico duradouro. E apenas o crescimento econômico pode gerar empregos, o maior de todos os direitos do trabalhador. Assim, foram mantidos todos os direitos trabalhistas”, disse Nogueira.

O ministro disse ainda que “o Brasil que trabalha, que quer crescer, comemora a entrada em vigor da lei da modernização trabalhista” e afirmou que o país venceu a crise e está gerando empregos. “Este ano, mais de 1 milhão de pessoas passaram a ter ocupação com renda. Foram criados mais de 208 mil postos de trabalho com carteira assinada. Vencemos a recessão e o emprego voltou. Com a modernização trabalhista iniciamos um novo tempo: o tempo de mais empregos, de mais esperança e de otimismo”.

Protestos

Horas antes do pronunciamento do ministro do Trabalho, centrais sindicais organizaram protestos em diversos estados pedindo a revogação de alguns pontos do texto da reforma.

Segundo os sindicalistas, a lei tem artigos que tiram direitos dos trabalhadores. Entre os pontos apontados como mais problemáticos, citam o trabalho intermitente e o fim da homologação das demissões pelos sindicatos.

Ajustes em pontos polêmicos

Era esperada para hoje a edição de uma Medida Provisória (MP) pelo presidente Michel Temer alterando pontos polêmicos da reforma. Em junho, quando a matéria era apreciada no Senado, o presidente enviou uma carta aos senadores prometendo alterar os pontos polêmicos da reforma.

Segundo assessores próximos a Temer, a expectativa era editar uma MP ainda hoje. Com a ida do presidente para São Paulo, no início da tarde de hoje, o Palácio do Planalto também não soube informar quando o presidente fará essa alteração nos pontos polêmicos. A expectativa é que ocorra no início da próxima semana. Além disso, não há mais uma definição de como essa mudança será feita, se por MP ou via Projeto de Lei.

Dentre esses pontos está a jornada de 12 por 36 horas, na qual o empregado trabalha 12 horas seguidas e descansa as 36 seguintes. Na reforma, que vigora a partir de amanhã, a jornada pode ser definitiva por acordo individual. Na alteração prevista, essa modalidade de jornada só poderá ser fixada em convenção coletiva ou acordo coletivo de trabalho.

Outro ponto a ser alterado aborda o tratamento da gestante e do lactante em ambiente insalubre. O texto prevê que a trabalhadora gestante deverá ser afastada automaticamente, durante toda a gestação, apenas das atividades consideradas insalubres em grau máximo. Para atividades insalubres de graus médio ou mínimo, a trabalhadora só será afastada a pedido médico. Depois do ajuste na reforma, gestantes serão afastadas de quaisquer atividades, operações ou locais insalubres durante a gestação.


Agência Brasil
 
11.12.2017
Atletas que deram a volta por cima em 2017
11.12.2017
Jovem é morto por dívida de R$ 100
11.12.2017
Morre no Rio de Janeiro a atriz Eva Todor
11.12.2017
Nível de infestação da dengue sobre em Maringá
11.12.2017
Índices apontam melhora da economia
11.12.2017
Agência do Trabalhador tem 106 vagas de emprego
07.12.2017
Polícia prende rapaz por tentativa de homicídio
07.12.2017
Flamengo perde fora de casa
07.12.2017
Copom reduz juros básicos para 7% ao ano
07.12.2017
IPTU terá reajuste de 2,77%
07.12.2017
MP decide pela continuação da Comissão Processante
05.12.2017
Indústria cresce 5,3% em outubro
05.12.2017
Ritmo de obras na UEM é normalizado
05.12.2017
Câmara discute abertura do comércio aos domingos
05.12.2017
Comunidade Apoio à Vida inaugura Farmácia do Trabalhador
04.12.2017
Mulher apanha do marido e é internada na UTI
04.12.2017
Zé Aldo perde revanche para Holloway
04.12.2017
Aumenta projeção para crescimento da economia
04.12.2017
Paranaense: Afinal que tabela é essa?
04.12.2017
Agência tem vagas de emprego
04.12.2017
Escola Sem Partido é debatido na Câmara
02.12.2017
Suspeitos de terem praticado homicídio são presos
02.12.2017
Veja os grupos para a Copa da Rússia
02.12.2017
Gilmar Mendes manda soltar empresário pela terceira vez
02.12.2017
Prefeitura busca a posse do Cine Plaza
01.12.2017
CP contra Marchese
01.12.2017
Farmácia Popular em Maringá é fechada
01.12.2017
Flamengo na final da Sul-Americana
01.12.2017
PIB cresce 0,1% no 3º trimestre
01.12.2017
Sobe número de mortes por atropelamento
01.12.2017
Começam as festividades da Maringá Encantada
30.11.2017
Grêmio é Tri na Libertadores
30.11.2017
Natal no Parque do Japão
30.11.2017
Claudia Leitte perde R$ 370 mil para músico
30.11.2017
País tem 12,7 milhões de desempregados
30.11.2017
Maringá registra mais uma vítima fatal no trânsito
30.11.2017
Viagem de férias no Paraná vai ficar mais cara
27.11.2017
Como vamos salvar nossas árvores?
27.11.2017
Massa se despede da F1
27.11.2017
Observatório debate temas da cidade
27.11.2017
Assalto termina com ladrão baleado
27.11.2017
Mercado financeiro reduz projeção da inflação
27.11.2017
Agência do Trabalhador tem 121 vagas de emprego
25.11.2017
Lutador é preso por aceitar propina no UFC
25.11.2017
Mega-Sena vai sortear R$ 60 milhões neste sábado
25.11.2017
Três atropelamentos são registrados em três horas
25.11.2017
Mulheres promovem “Pedalada” contra violência
24.11.2017
Cocamar recebe prêmio Excelência de Gestão
24.11.2017
Flamengo vence de virada
24.11.2017
Terminal Intermodal
24.11.2017
Anatel começa a bloquear celulares piratas em maio de 2018
24.11.2017
Homicídio é registrado no Jardim Ipanema
24.11.2017
Defesa Civil fiscaliza marquises de comércios
23.11.2017
Quem ofereceu a Marchese senhas de acesso?
23.11.2017
O Dia de Doar - Doa Maringá
23.11.2017
Cida Borghetti é homenageada
23.11.2017
Galisteu pode emplacar na Globo
23.11.2017
Temer anuncia liberação de R$ 2 bilhões para os municípios
23.11.2017
Portal Maringá Mais comemora 9 anos
Nipo Brasileiro Contabilidade
Casa e Escritório
Martiflex
HYGIECORP
khouri imóveis
Ortoplus
MAPA - Venda de Ônibus
Oliver Media
Cartão Passe Fácil
ACOUSTIC HOME SYSTEM
Rima