Maringá, 20 de Fevereiro de 2018
GLOBAL BENEFÍCIOS NUTRIGENES
 
Untitled Document
05.12.2017
Ritmo de obras na UEM é normalizado
A Universidade Estadual de Maringá (UEM) anunciou na manhã de ontem (4) a retomada do ritmo adequado de obras nas dependências do campus maringaense e outros campi. Por meio do prefeito Carlos Tamanini e do reitor Mauro Baesso, também foi confirmado que até o final de 2018 seis obras já em andamento serão finalizadas e inauguradas com a presença de autoridades e da população. Obras em progresso representam aproximadamente 17 mil metros quadrados e cerca de R$ 22 milhões de verbas estaduais.

A situação das obras no interior da UEM é alvo de críticas de estudantes e da comunidade acadêmica, como um todo, em razão do ritmo lento desde 2013. Nos últimos quatro anos, aproximadamente 50 obras estavam paradas, além de problemas estruturais que necessitam ser resolvidos, entretanto, limitações de ordem econômica resultavam na estagnação dos investimentos para a universidade maringaense. Desta forma, foram analisadas a situação física e financeira das obras por meio de Processos Administrativos de Apuração de Responsabilidades (PAAR).

Através da ferramenta investigativa, se obteve informações que auxiliaram na elaboração de um cronograma de execuções das obras em andamento, em especial, as consideradas de suma importância. Segundo Baesso, para concretizar as dezenas de obras estagnadas seria necessário o aporte de R$ 45 milhões, verba não disponível no momento.

Com isso, a partir da lista de prioridades, foram abertas seis licitações para contração de serviços, ao mesmo tempo em que outras três obras tiveram o ritmo normalizado.

Por meio do PAAR, chegou-se a conclusão que obras como a do bloco M-15, que abrigará um Centro de Excelência em Handebol, bloco didático em Ivaiporã, etapa final da Clínica Odontológica S-08 e a Clínica de Adultos do Hospital Universitário possuíam condições de se utilizar recursos para que as melhorias fossem realizadas. Também ao lado do Centro de Oncopediatria, que teve abertura de licitação, ambas as obras devem ser finalizadas em um período de aproximadamente um ano, caso nenhuma situação anormal seja identificada.

Segundo Baesso, além da finalização de 12 obras desde o início do mandato e promessa da concretização de outras cinco apenas com recursos próprios, novas obras serão iniciadas no próximo ano por meio de recursos obtidos com emendas parlamentares que serão encaminhadas para a construção de um bloco para a Universidade Aberta à Terceira Idade (Unati), Casa da Gestante, Centro de Reabilitação do Hospital Universitário, reforma do Laboratório de Análises Clínicas e um bloco para funções administrativas. Os recursos não podem ser direcionados para outros locais incompletos em razão da necessidade de seguir o projeto inicial.

Matheus Gomes
Foto - Reprodução
 
20.02.2018
Corinthians empata com RB
20.02.2018
Risco de infestação do mosquito da dengue é alto
20.02.2018
Pagamento do IPTU com 8% de desconto vai até dia 22
20.02.2018
Manifestantes invadem escritório de ministro da Saúde
20.02.2018
Bandidos matam um e ferem duas crianças na Cidade
19.02.2018
Reforma e revitalização da Praça de Patinação
19.02.2018
Comércio de Maringá registrou queda de faturamento
19.02.2018
Ator é vítima de comentários racistas
19.02.2018
Edital para frota de coleta seletiva tem apenas uma empresa
19.02.2018
Detentos do RJ fazem rebelião com reféns
19.02.2018
PM apreende mais de meio milhão de reais e maconha
Nipo Brasileiro Contabilidade
Hotel Internacional
SINCONFEMAR
Della Pizza
B1
Centro Comercial Tiradentes
Paraná Banco
MAPA - Venda de Ônibus
Oliver Media
Garage Motors
OdontoAtual