Maringá, 22 de Fevereiro de 2018
GLOBAL BENEFÍCIOS NUTRIGENES
 
Untitled Document
18.01.2018
Balanço da PRF aponta para redução de acidentes em 2017
A Polícia Rodoviária Federal (PRF) divulgou o balanço dos acidentes registrados nos quase quatro mil quilômetros de rodovias federais do Paraná em 2017.

No ano passado foram 10.643 acidentes, que resultaram em 9.461 pessoas feridas e 613 mortes, sendo que nos três casos foram registradas reduções no comparativo com o ano de 2016, quando foram 11.021 acidentes, com 9.783 feridos e 652 mortes. O percentual ficou em 3,4% menos acidentes; 3,3% menos feridos e redução de 5,98% nas mortes.

A quantidade de mortes, ainda que tenha apresentado redução, ainda é alta, pois de acordo com a PRF, os números superam quatro aviões lotados, considerando modelos usados em voos comerciais como o Airbus A319 (capacidade para 132 passageiros) ou o Boeing 737-700 (138 passageiros).

A falta de atenção continua sendo a principal causa de acidentes com mortes. Em 2017, esta foi a causa de 22,8% dos acidentes com mortes. Excesso de velocidade foi a segunda causa, com 18,6%; %); desatenção do pedestre (13,2%); desobediência à sinalização (8,5%); ultrapassagens indevidas (6,8%); ingestão de álcool (5,4%); e sono (4,6%).

As batidas de frente entre veículos resultaram em 28,5% das mortes e os atropelamentos chegaram a 20%.
Três a cada quatro mortes ocorreram em pista seca, mais da metade foi registrada à noite ou ao amanhecer/entardecer (62,8%) e em trechos de pista simples (58,9%).

Os homens representaram 77% das vítimas que perderam a vida. Motociclistas ou garupas foram 18,3% dos mortos. Ciclistas, 2,8%.
Ao longo de 2017, a PRF flagrou no Paraná 3.958 motoristas dirigindo sob efeito de bebidas alcoólicas; 24,7 mil manobras irregulares de ultrapassagem; e 273,6 mil veículos acima da velocidade máxima permitida.

MARINGÁ E REGIÃO
As rodovias federais da região de Maringá apresentaram redução no número de mortes em acidentes de trânsito. Foram 21 óbitos em 2017 contra 25 no ano anterior, redução de 16%. Também caiu o número de feridos – de 730 baixou para 666, queda de 8% - e de acidentes, sendo 694 contra 605 (-12,82%).

Dos 666 acidentes registrados na região de Maringá, 137 foram graves, sendo que excesso de velocidade, alcoolemia e ultrapassagem em locais proibidos foram os maiores desencadeadores de acidentes nas rodovias federais.

VIAPAR
Nas rodovias administradas pela concessionária Viapar nas regiões Norte, Noroeste e Oeste do Paraná os acidentes reduziram 7,78% em 2017 – em comparação com 2016. O balanço anual de acidentes também revelou que houve 17,35% menos mortes. A melhora dos índices é reflexo das melhorias realizadas pela empresa nos trechos gerenciados como duplicações, manutenção das pistas e reforço na sinalização.

Isso tudo sem contar as campanhas publicitárias de conscientização divulgadas pela empresa e os diversos atendimentos oferecidos - média de um a cada 22 minutos.

Dentre eles: socorro médico, mecânico, incêndio, veículos atolados e apreensão de animais às margens das rodovias.

“Os chamados chegam por meio do telefone 0800, das inspeções de tráfego, sem contar as câmeras de segurança, as quais monitoram mais de 30% das rodovias. Nossas equipes estão sempre de olho”, explicou o supervisor do Centro de Controle e Operações (CCO) da concessionária, Ronaldo Parpinelli.

Em paralelo, os usuários têm à disposição, durante as 24 horas, sete unidades do Serviço de Atendimento ao Usuário (SAU), locais onde tanto os motoristas como passageiros encontram sala de descanso climatizada, banheiros, água gelada, fraldário e internet. E falando nisso, a viagem pode ser programada pelo site da Viapar.

Redação JP
 
22.02.2018
São Paulo perde para o Ituano
22.02.2018
Globo proíbe Marina Ruy Barbosa no SBT
22.02.2018
Câmara vai gastar mais R$ 120 mil em reforma
22.02.2018
Homem furta e é detido por populares
22.02.2018
31ª edição da Maringá Liquida
22.02.2018
Banco do Brasil tem lucro líquido de R$ 11,1 bilhões em 2017
21.02.2018
Maia sanciona lei do assédio moral
21.02.2018
Semob promove ações para reduzir excesso de velocidade
21.02.2018
Obras no Terminal da Morangueira atrasam
21.02.2018
Senado aprova decreto presidencial de intervenção no RJ
21.02.2018
Denarc de Maringá apreende seis toneladas de maconha
21.02.2018
Onda de violência em Maringá preocupa
20.02.2018
Corinthians empata com RB
20.02.2018
Risco de infestação do mosquito da dengue é alto
20.02.2018
Pagamento do IPTU com 8% de desconto vai até dia 22
20.02.2018
Manifestantes invadem escritório de ministro da Saúde
20.02.2018
Bandidos matam um e ferem duas crianças na Cidade
19.02.2018
Reforma e revitalização da Praça de Patinação
19.02.2018
Comércio de Maringá registrou queda de faturamento
19.02.2018
Ator é vítima de comentários racistas
19.02.2018
Edital para frota de coleta seletiva tem apenas uma empresa
19.02.2018
Detentos do RJ fazem rebelião com reféns
19.02.2018
PM apreende mais de meio milhão de reais e maconha
Nipo Brasileiro Contabilidade
Hotel Internacional
SINCONFEMAR
Della Pizza
B1
Centro Comercial Tiradentes
Paraná Banco
MAPA - Venda de Ônibus
Oliver Media
Garage Motors
OdontoAtual