Maringá, 15 de Agosto de 2018
GLOBAL BENEFÍCIOS Black Bull Steak House
 
Untitled Document
02.02.2018
STF proíbe cigarros aromatizados
O Supremo Tribunal Federal (STF) manteve ontem (1), a validade da resolução da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) que proibiu a fabricação e a venda de cigarros com sabor artificial. A norma voltou a vigorar a partir do registro de um empate de 5 a 5 na votação. Como não houve mínimo de seis votos para anular a resolução, conforme desejava a Confederação Nacional da Indústria (CNI), a liminar proferida em 2013 pela ministra Rosa Weber, que suspendeu a proibição, perdeu a eficácia, e a resolução voltou a valer. O impasse ocorreu em função do impedimento do ministro Luís Roberto Barroso, que fez um parecer sobre a questão antes de ser nomeado para a Corte.

Apesar da manutenção da resolução, a CNI informou que as indústrias de tabaco estão amparadas por decisões de Justiça Federal e vão continuar produzindo os cigarros aromatizados. “Com o empate em 5 a 5, não há uma decisão vinculante sobre a validade ou invalidade da resolução da Anvisa. O STF perdeu hoje a oportunidade de tornar clara a distinção entre as funções próprias do Congresso Nacional e as das agências reguladoras. As indústrias do tabaco amparadas por decisões da Justiça Federal continuarão a exercer a sua atividade econômica, produzindo todos os tipos de cigarro conhecidos pelo consumidor brasileiro”, diz a confederação.

Durante o julgamento foi discutida a competência da Anvisa para restringir a comercialização de produtos, sem passar pela aprovação de uma lei no Congresso Nacional. A relatora Rosa Weber e os ministros Edson Fachin, Ricardo Lewandowski, Celso de Mello, e a presidente da Corte, ministra Cármen Lúcia, votaram a favor da resolução.

Em seu voto, a ministra relatora mudou seu entendimento sobre a questão e entendeu que a Anvisa atuou dentro da lei ao limitar a venda dos cigarros com aditivo. Segundo a ministra, os efeitos nocivos do cigarro para a saúde, principalmente entre jovens, justificam o controle estatal da venda pelas agências reguladoras.

De outro lado, os ministros Alexandre de Moraes, Luiz Fux, Dias Toffoli, Gilmar Mendes e Marco Aurélio se manifestaram contra a resolução.

Alexandre de Moraes abriu a divergência e entendeu que a Anvisa extrapolou suas atribuições legais ao proibir a venda dos cigarros aromatizados. Segundo o ministro, a agência não respeitou os limites legais definidos na Constituição.

“A agência tem como função controlar, fiscalizar, dentro dos parâmetros legais. Em momento algum a legislação de criação da agência permitiu que ela proibisse qualquer espécie de produto derivado do tabaco", argumentou Moraes.

Gilmar Mendes também acompanhou a divergência e entendeu que as agências reguladoras não têm poderes constitucionais para restringir unilateralmente a venda de qualquer produto. De acordo com Gilmar Mendes, deve ser respeitado o direito ao livre arbítrio das pessoas. “Não é ser Supernanny
[personagem de um programa de TC que ensina como impor disciplina a crianças], é respeitar a liberdade das pessoas de escolha, provendo informações para que as pessoas façam as escolhas. Morrer todos vamos morrer”, ironizou o ministro.

Na ação, a Confederação Nacional da Indústria alegou que a norma resultaria na proibição de todos os cigarros produzidos pela indústria, por restringir a utilização de qualquer substância que não seja tabaco ou água. A confederação também disse que a proibição representa o fechamento de fábricas e a demissão de trabalhadores, e que a restrição só poderia ser tomada pelo Congresso.

A Advocacia-Geral da União (AGU) defendeu a norma da Anvisa ressaltando que as restrições não proíbem a venda de cigarros, mas o uso de aditivos na comercialização do tabaco. De acordo com a AGU, o aditivo facilita a iniciação do vício em cigarro, e o Estado tem o dever de fazer políticas de saúde pública para proteger a população. Segundo o órgão, as doenças causadas pelo tabaco custam cerca de R$ 59 bilhões aos cofres públicos.

Agência Brasil
Foto - Reprodução
 
14.08.2018
Ações em prol do meio ambiente têm bons resultados
14.08.2018
Vagas em creches não atendem demanda
13.08.2018
Aretha Franklin gravemente doente
13.08.2018
Transporte Coletivo - CPI é vitrine eleitoral
13.08.2018
Antes de compartilhar
13.08.2018
Corinthians perde e complica o Santos
13.08.2018
Estimativa para inflação sobe para 4,15%
13.08.2018
Trio executa homem com doze facadas
13.08.2018
Contorno Sul deve receber melhorias em setembro
10.08.2018
Palmeiras vence Cerro Porteño
10.08.2018
Elevador da catedral de Maringá fica pronto este mês
10.08.2018
Bota Fora nos bairros
10.08.2018
321 mortes confirmadas por terremoto na Indonésia
10.08.2018
PM prende casal de traficantes
09.08.2018
Cruzeiro vence Fla no Maracanã
09.08.2018
Corinthians perde no Chile
09.08.2018
STF aprova reajuste de salário de ministros em 16%
09.08.2018
Prefeitura quer transferir antenas irregulares
09.08.2018
TJ veta solicitação da Prefeitura em processo contra Sanepar
09.08.2018
Jovem motociclista morre atropelado
08.08.2018
Estudo reelege Maringá a melhor cidade brasileira
08.08.2018
Começa a liberação de saques do PIS/Pasep
08.08.2018
Motociclista morre em colisão no Contorno Norte
07.08.2018
Pink passa mal em turnê na Austrália
07.08.2018
Transferências movimentam quase R$ 1 bi
07.08.2018
Procon inicia fiscalização do Dia dos Pais
07.08.2018
Liminar autoriza supermercado abrir aos domingos e feriados
07.08.2018
Sanções dos EUA contra o Irã passam a valer
07.08.2018
Atropelador é agredido e amarrado por populares
06.08.2018
Felipão fala em final de Libertadores
06.08.2018
Amusep promove encontro
06.08.2018
São Paulo vence e lidera
06.08.2018
Cultura Unijore: Pelas calçadas...
06.08.2018
Vacinação contra sarampo e pólio começa nesta segunda
06.08.2018
Partidos lançam 13 candidatos à Presidência
06.08.2018
Vereador morre em colisão na BR-376
04.08.2018
Defesa Civil registra diversos atendimentos em dia de chuva
04.08.2018
Podemos lança Álvaro Dias como candidato
04.08.2018
Homem esfaqueia mulher no rosto
03.08.2018
São Paulo perde para Cólon
03.08.2018
Prefeitura suspende licitação na área de TI
03.08.2018
Jovem é executado a tiros no Tarumã
03.08.2018
Audiências para discutir descriminalização do aborto
03.08.2018
Bota Fora nos bairros
03.08.2018
Devolução de dinheiro gera desconforto entre vereadores e Prefeitura
02.08.2018
Corinthians vence a Chape
02.08.2018
Começa a 21ª Expoflor
02.08.2018
Menos da metade dos ambulantes solicitam licença
02.08.2018
Saúde confirma mais dois óbitos por gripe
02.08.2018
BC mantém juros básicos em 6,5% ao ano
02.08.2018
Ex-secretário é condenado por corrupção
01.08.2018
Romero é a aposta contra Chape
01.08.2018
Abertas inscrições para o desfile de sete de setembro
01.08.2018
Mais de 90% dos deputados tentarão a reeleição
01.08.2018
Motorista morre em colisão de caminhões
01.08.2018
4º BPM divulga indicadores criminais do 2º trimestre
31.07.2018
Silvio Santos proíbe atriz de participar do Faustão
31.07.2018
STF discute reajuste de salário de ministros
31.07.2018
Igreja Católica convoca para a "Vigília pela Vida"
31.07.2018
Projeto busca penas alternativas
31.07.2018
Correios do Paraná anunciam greve
30.07.2018
Júri condena Sandra Becker
30.07.2018
Corinthians goleia o Vasco
30.07.2018
Guarda Municipal vai receber 50 pistolas
30.07.2018
Construção do Hospital da Criança vai parar no Ministério Público
30.07.2018
Mercado financeiro espera por manutenção da Selic
30.07.2018
Food trucks de Maringá precisam ser regularizados
27.07.2018
Começa a instalação de empresas no Parque Industrial
27.07.2018
Aumenta o número de mortes por gripe em Maringá
27.07.2018
Grêmio vence o São Paulo
27.07.2018
Eclipse total da Lua ocorre hoje
27.07.2018
Dupla executa jovem com 20 tiros
27.07.2018
Maringá já registou mais de 155 mil multas de trânsito em 2018
26.07.2018
PC apresenta envolvido na morte de farmacêutico
26.07.2018
Palmeiras demite Roger Machado
26.07.2018
Corinthians bate o Cruzeiro
26.07.2018
Secretaria de Saúde reforça ações contra o suicídio
25.07.2018
Brasileiro vence o Oscar dos quadrinhos
25.07.2018
Obra na Avenida Alexandre Rasgulaeff
25.07.2018
Governo vai cortar R$ 5 bi em benefícios irregulares do INSS
25.07.2018
Quadrilha assalta transportadora na Colombo
25.07.2018
AMUSEP e RCD promovem Fórum de Cidades Digitais
24.07.2018
Saúde atende mais de 223 mil usuários por mês
24.07.2018
Prazo final para inscrição no Fies
24.07.2018
Maringá perde 515 postos de trabalho em junho
24.07.2018
Vestibular de inverno da UEM registra 13,6% de desistência
24.07.2018
Maringá é a segunda em número de ataques a instituições financeiras
24.07.2018
Jovem tomba morto com dois tiros nos olhos
22.07.2018
Flamengo segue líder
22.07.2018
Vestibular da UEM movimenta a economia de Maringá
22.07.2018
Veículos do transporte escolar serão vistoriados
22.07.2018
Ação orienta e notifica 60 vendedores irregulares em Maringá
22.07.2018
Eleições presidenciais já têm quatro candidatos
22.07.2018
Criminoso é baleado em tentativa de assalto
Nipo Brasileiro Contabilidade
Asia Sushi Beer
SINCONFEMAR
Della Pizza
B1
Centro Comercial Tiradentes
Paraná Banco
MAPA - Venda de Ônibus
Oliver Media
Garage Motors
OdontoAtual