Maringá, 21 de Fevereiro de 2018
GLOBAL BENEFÍCIOS NUTRIGENES
 
Untitled Document
02.02.2018
Grid girls protestam após saída da F1
Algumas modelos se pronunciaram, nesta quinta-feira, através de suas redes sociais, sobre a decisão da Fórmula 1 , anunciada um dia antes, de acabar com as grid girls a partir desta temporada. Elas criticaram a atitude da categoria e também as pessoas que julgam os empregos como os seus sem o devido conhecimento.

"E o inevitável aconteceu, as grid girls estão banidas da F1. É ridículo que mulheres que dizem que ‘brigam pelo direito das mulheres’ queiram determinar o que outras devem ou não fazer, nos impedindo de fazer um trabalho que amamos e do qual nos orgulhamos. O politicamente correto ficou louco", escreveu Rebecca Cooper, modelo que trabalhou como grid girl da F1 cinco vezes, em seu Twitter.

Rebecca disse ainda que as mulheres que trabalham com automobilismo têm sua imagem deturpada e que não são como "móveis pouco revestidos" ou tem a intenção de "provocar" os outros, que são casos de frases que ouvem, segundo ela. Juntamente com o protesto, ela publicou fotos das roupas que já usou como grid girl.

Quem também se pronunciou de forma contrária ao fim de mulheres antes das provas de F1 foi Michelle Westby, que, além de ser modelo no mundo de esportes a motor, trabalha como piloto dublê e em corridas de drift.

“Se eu não fosse grid girl, não estaria onde estou hoje, em um ambiente predominantemente dominado por homens, inspirando e influenciando outras mulheres a buscarem seu espaço. Recebo mensagens o tempo todo dizendo que sou inspiração. O que as pessoas não percebem é que conhecemos os produtos e as equipes que estamos promovendo, é parte do nosso trabalho também”, criticou.

Leia também: Quatro anos após acidente, família de Schumacher gastou mais de R$ 110 milhões

“E os uniformes, cabe a nós nos sentirmos à vontade neles. Estamos mais vestidas do que adolescentes que vão ao supermercado. É frustrante pensar que muitas meninas perderam sua fonte de renda porque feministas pensam que sabem mais do que realmente sabem, quando não tem ideia de como é nosso trabalho”, acrescentou Michelle.

Outras mudanças
Além da saída das grid girls, a Liberty Media já começou, no ano passado, uma estratégia de reaproximação dos fãs com o melhor uso das redes sociais. Mais recente, a empresa atualizou o logo da Fórmula 1. A primeira corrida desta temporada será no dia 25 de março, na Austrália. Sem Felipe Massa, o Brasil não terá representantes.

Foto - Reprodução
 
21.02.2018
Maia pode sancionar lei do assédio moral
21.02.2018
Semob promove ações para reduzir excesso de velocidade
21.02.2018
Obras no Terminal da Morangueira atrasam
21.02.2018
Senado aprova decreto presidencial de intervenção no RJ
21.02.2018
Denarc de Maringá apreende seis toneladas de maconha
21.02.2018
Onda de violência em Maringá preocupa
20.02.2018
Corinthians empata com RB
20.02.2018
Risco de infestação do mosquito da dengue é alto
20.02.2018
Pagamento do IPTU com 8% de desconto vai até dia 22
20.02.2018
Manifestantes invadem escritório de ministro da Saúde
20.02.2018
Bandidos matam um e ferem duas crianças na Cidade
19.02.2018
Reforma e revitalização da Praça de Patinação
19.02.2018
Comércio de Maringá registrou queda de faturamento
19.02.2018
Ator é vítima de comentários racistas
19.02.2018
Edital para frota de coleta seletiva tem apenas uma empresa
19.02.2018
Detentos do RJ fazem rebelião com reféns
19.02.2018
PM apreende mais de meio milhão de reais e maconha
Nipo Brasileiro Contabilidade
Hotel Internacional
SINCONFEMAR
Della Pizza
B1
Centro Comercial Tiradentes
Paraná Banco
MAPA - Venda de Ônibus
Oliver Media
Garage Motors
OdontoAtual