Maringá, 21 de Fevereiro de 2018
GLOBAL BENEFÍCIOS NUTRIGENES
 
Untitled Document
07.02.2018
Vereadores rejeitam proposta de cidade inteligente
Na sessão ordinária de ontem, os vereadores da Câmara Municipal de Maringá rejeitaram, por 10 votos a cinco, projeto de lei complementar do Executivo que visava contratação de Parceria Público-Privada (PPP), para modernização do sistema municipal de iluminação pública e implantação de projeto de Cidade Inteligente de Maringá, com base na Política Municipal de Ciência, Tecnologia e Inovação.

De acordo com as normas contidas no contrato, seria possível utilizar a estrutura para o desenvolvimento de uma rede municipal para, segundo a administração, melhorar a prestação de serviços públicos.

Outro projeto de autoria do Executivo, foi aprovado em primeira discussão por 14 votos. A matéria trata da ampliação do número de cargos efetivos de auditor de controle interno e procurador municipal, componentes da estrutura de cargos efetivos do município. O número de auditores subirá de três para cinco e de procuradores municipais de 23 para 25. Foi retirado de pauta por três sessões consecutivas, projeto de lei complementar do Executivo estabelecendo percentual mínimo de 10% de cargos em comissão ocupados por servidores públicos efetivos.

NOME DE AVENIDA
A polêmica sobre o nome da Avenida Itororó voltou à discussão no Legislativo. Em primeira discussão foi aprovado, por 12 votos, projeto dos vereadores Mário Hossokawa (PP) e Belino Bravin (PP) restabelecendo a denominação da Avenida Itororó, situada nas zonas fiscais 02, 04, 13 e 17, no trecho compreendido entre a Avenida Tiradentes até o cruzamento com as Avenidas Euclides da Cunha e JK e no sentido que vai até a Avenida Nildo Ribeiro da Rocha fica mantida a denominação da Avenida Comendador Amorim Pedrosa Moleirinho. Na legislatura anterior, os vereadores alteraram o nome de toda a via para Avenida Comendador Amorim Pedrosa Moleirinho.

Em segunda discussão foi aprovado, por 14 votos, projeto do vereador Homero Marchese (PV) dispondo sobre a obrigatoriedade da publicação no Portal da Transparência do município de Maringá a quantidade mensal de horas extras nos serviços públicos municipais e do montante desembolsado para o pagamento dos servidores pela Administração Pública.

ARQUIVAMENTO
Foi arquivado, por 14 votos, projeto do vereador Chico Caiana (PTB) que previa o cadastramento do usuário do serviço público de transporte coletivo de passageiros nos pontos de recarga e/ou venda de cartão avulso do sistema de transporte coletivo para a confecção do Cartão Passe Fácil.

Redação JP
Foto - Reprodução
 
21.02.2018
Maia pode sancionar lei do assédio moral
21.02.2018
Semob promove ações para reduzir excesso de velocidade
21.02.2018
Obras no Terminal da Morangueira atrasam
21.02.2018
Senado aprova decreto presidencial de intervenção no RJ
21.02.2018
Denarc de Maringá apreende seis toneladas de maconha
21.02.2018
Onda de violência em Maringá preocupa
20.02.2018
Corinthians empata com RB
20.02.2018
Risco de infestação do mosquito da dengue é alto
20.02.2018
Pagamento do IPTU com 8% de desconto vai até dia 22
20.02.2018
Manifestantes invadem escritório de ministro da Saúde
20.02.2018
Bandidos matam um e ferem duas crianças na Cidade
19.02.2018
Reforma e revitalização da Praça de Patinação
19.02.2018
Comércio de Maringá registrou queda de faturamento
19.02.2018
Ator é vítima de comentários racistas
19.02.2018
Edital para frota de coleta seletiva tem apenas uma empresa
19.02.2018
Detentos do RJ fazem rebelião com reféns
19.02.2018
PM apreende mais de meio milhão de reais e maconha
Nipo Brasileiro Contabilidade
Hotel Internacional
SINCONFEMAR
Della Pizza
B1
Centro Comercial Tiradentes
Paraná Banco
MAPA - Venda de Ônibus
Oliver Media
Garage Motors
OdontoAtual