Maringá, 22 de Junho de 2018
GLOBAL BENEFÍCIOS Black Bull Steak House
 
Untitled Document
01.03.2018
Polícia elucida crime com morte e crianças baleadas
No dia 17 de fevereiro deste ano um crime ocorrido no Jardim São Silvestre comoveu e revoltou a região de Maringá. Por volta das 15h do terceiro sábado do mês, uma perseguição e troca de tiros entre dois grupos de desafetos resultou na morte de um homem e em duas crianças feridas por disparos da arma de fogo enquanto jogavam videogame dentro de uma residência.

Um dos garotos, de apenas 11 anos, teve lesão na medula e está paraplégico, com poucas possibilidades de retornar o movimento das pernas. Nessa quarta-feira (28), por meio de imagens de câmeras de segurança, a Polícia Civil de Maringá conseguiu esclarecer o crime.

Dois dias após o fato, a Polícia Civil prendeu Jhenisson Monteiro, de 21 anos e Dione Jorge dos Santos, de 32, como participantes do assassinato de Guilherme da Silva Deodato, de 22. Em um aplicativo de mensagens no celular de Jhenisson, os policiais identificaram conversas com falas sobre a morte do desafeto e a troca de tiros que se seguiu pelo bairro e terminou na residência onde as duas crianças brincavam, sem qualquer tipo de ligação com os envolvidos no tiroteio.

Nessa quarta-feira, cerca de duas semanas depois do homicídio, a Polícia Civil divulgou informações e um vídeo que consegue esclarecer o acontecido. Com base em mais de 30 minutos de gravações, é possível identificar que Deodato foge a pé de um grupo de pessoas armadas e tenta se esconder dos disparos ao pular em uma residência aleatória, vizinha a de onde as duas crianças jogavam videogame. Com aproximadamente 30 tiros, 10 atingiram Guilherme Deodato e os demais acertaram os jovens, os muros e paredes das duas casas. Com as imagens, um adolescente de 17 e outro de 19 foram detidos por participação no crime. Junto com eles, duas armas, compatíveis com as cápsulas encontradas na cena do homicídio, foram apreendidas.

Com apenas a necessidade de identificar o que cada um dos quatro detidos realmente fizeram no dia do crime, o caso está dado como esclarecido pela Polícia. A partir dos depoimentos colhidos até o momento, o homicídio foi motivado por desavenças entre o grupo que roubava e furtava veículos em Sarandi. Além do crime de homicídio doloso, o quarteto irá responder por dupla tentativa de homicídio e por fraude processual, visto o incêndio causado no veículo utilizado para a fuga, como forma de despistar os policiais. Apesar do nível avançado de compreensão do crime, as investigações continuam.

Redação JP
 
21.06.2018
Trump assina ordem para impedir separação familiar
21.06.2018
CR7 pode quebrar recorde
21.06.2018
Vacinação é liberada para todos os profissionais da educação de Maringá
21.06.2018
Mulher tenta matar marido por causa de drogas
20.06.2018
Operação Marquise 2018
20.06.2018
Cocamar implanta Canal de Ética
20.06.2018
Escolas municipais e CMEI’s serão dispensados para jogos da Copa
20.06.2018
Sasc promove a Semana de Prevenção sobre Drogas
20.06.2018
Já está tudo armado para soltar Lula
20.06.2018
PC continua investigando a morte de Beatriz
19.06.2018
Semulher prepara implantação do botão do pânico
19.06.2018
Os momentos mais vergonha alheia dos repórteres
19.06.2018
Prefeitura e Sanepar não entram em acordo
19.06.2018
Prefeitura de Maringá pretende aumentar o quadro de funcionários
19.06.2018
EXPO IMIN 2018 será realizada pela primeira vez na cidade de Maringá
19.06.2018
Lei Seca soma dados positivos após 10 anos
Nipo Brasileiro Contabilidade
Asia Sushi Beer
SINCONFEMAR
Della Pizza
B1
Centro Comercial Tiradentes
Paraná Banco
MAPA - Venda de Ônibus
Oliver Media
Garage Motors
OdontoAtual