Maringá, 22 de Junho de 2018
GLOBAL BENEFÍCIOS Black Bull Steak House
 
Untitled Document
01.03.2018
Tempestade causa prejuízos em Maringá
Uma tempestade de aproximadamente 1h30 causou destruição e prejuízos na manhã de ontem (28), em Maringá. Com precipitação de 20 milímetros somente nos primeiros 15 minutos da chuva, árvores caíram, residências ficaram alagadas e houve o transbordamento do Córrego Cleópatra, fato que culminou em veículos abandonados com água acima do capô. Diversas equipes iniciaram os atendimentos no início da tarde.

Diante do volume de ocorrências, servidores e agentes da Prefeitura, por meio da Secretaria de Serviços Públicos (Semusp), Defesa Civil, Companhia Paranaense de Energia (Copel) e do Corpo de Bombeiros realizaram ações em conjunto para verificar possíveis vítimas, prestar os primeiros esclarecimentos aos lesados e promover a limpeza e liberação de vias.

Segundo o coordenador da Defesa Civil de Maringá, Adílson Costa, os principais pontos de alagamento e destruição causados pela chuva torrencial que se iniciou às 10h dessa quarta-feira foram identificados nas Avenidas Cerro Azul, Morangueira e Nildo Ribeiro, além de trechos no Contorno Sul. Ao todo duas árvores de grandes proporções foram arrancadas pela raiz, entretanto, não atingiram carros ou residências. Outros dois galhos, também de tamanhos grandes, caíram sobre vias e interromperam o fluxo dos veículos por aproximadamente 45 minutos.

Na Avenida Nildo Ribeiro, por onde passa o Córrego Cleópatra, o volume da chuva resultou na invasão do nível de água na pista de rolagem. Na tentativa de passar a via completamente alagada, com aproximadamente 1,20 de altura, três veículos ficaram presos após pane elétrica e foram abandonados as pressas pelos motoristas e ocupantes, que não se feriram. Com os automóveis quase submersos, a cena chamou a atenção de quem passava pelo local, visto o cenário incomum para Maringá. Após o fim da tempestade, equipes retiraram os veículos do local. Segundo Adílson, o episódio é chamativo para alertar a população que em dias de chuva não tentem passar com carros ou motos por pontos de alagamento.

Ao mesmo tempo, o temporal causou na invasão de grande volume de água em pelo menos oito residências localizadas na Zona Sul da Cidade, região mais afetada. Com apenas danos materiais identificados, como móveis, geladeiras e outros utensílios, Costa garante que a Defesa Civil e o Corpo de Bombeiros não receberam chamados de pessoas feridas no interior das casas. No total, as equipes atenderam a 23 chamados de urgência em apenas duas horas. Também diante deste cenário, o coordenador alerta para que em alagamentos e quedas de árvores sobre postes a população se afaste da rua pelo fato da possibilidade de choques elétricos em decorrência de cabos de alta tensão rompidos.

Matheus Gomes
Foto - Defesa Civil
 
21.06.2018
Trump assina ordem para impedir separação familiar
21.06.2018
CR7 pode quebrar recorde
21.06.2018
Vacinação é liberada para todos os profissionais da educação de Maringá
21.06.2018
Mulher tenta matar marido por causa de drogas
20.06.2018
Operação Marquise 2018
20.06.2018
Cocamar implanta Canal de Ética
20.06.2018
Escolas municipais e CMEI’s serão dispensados para jogos da Copa
20.06.2018
Sasc promove a Semana de Prevenção sobre Drogas
20.06.2018
Já está tudo armado para soltar Lula
20.06.2018
PC continua investigando a morte de Beatriz
19.06.2018
Semulher prepara implantação do botão do pânico
19.06.2018
Os momentos mais vergonha alheia dos repórteres
19.06.2018
Prefeitura e Sanepar não entram em acordo
19.06.2018
Prefeitura de Maringá pretende aumentar o quadro de funcionários
19.06.2018
EXPO IMIN 2018 será realizada pela primeira vez na cidade de Maringá
19.06.2018
Lei Seca soma dados positivos após 10 anos
Nipo Brasileiro Contabilidade
Asia Sushi Beer
SINCONFEMAR
Della Pizza
B1
Centro Comercial Tiradentes
Paraná Banco
MAPA - Venda de Ônibus
Oliver Media
Garage Motors
OdontoAtual