Maringá, 20 de Agosto de 2018
GLOBAL BENEFÍCIOS Black Bull Steak House
 
Untitled Document
16.04.2018
Prefeitura e Instituto estudam revitalização de praças
A Prefeitura de Maringá, através de diversas secretarias, e em parceria da Arquidiocese, anunciou o projeto que irá revitalizar inúmeras praças em toda a Cidade.

Desenvolvido e sob condução do Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano (IPPLAM), a iniciativa passa pela fase de estudos a fim de encontrar propostas viáveis e que promovam a integração da comunidade com os espaços públicos.

Com o intuito de valorizar e preservar o desenho urbanístico da Cidade, a proposta partiu da Secretaria de Pesquisa e Planejamento Urbano, com uma série de prioridades para a fase de implementação, ainda sem uma data concreta. De acordo com o responsável pela criação do Instituto de Pesquisa, Celso Saito, o reconhecimento nacional por parte de Maringá na área de planejamento deverá ser enfatizado a cada projeto.

Até o momento, os resultados obtidos pelas análises feitas pela Prefeitura culminaram na enumeração de pontos especiais e que deverão ser levados em conta a cada finalização das propostas para cada praça específica. Como exemplo reformas feitas em 2017, na Praça Jacinto Ferreira Branco, cruzamento entre as Avenidas Alziro Zarur e Mandacaru, além da Praça de Patinação, na Avenida Cerro Azul, a requalificação do espaço é a prioridade.

Feito no ano passado por meio dos esforços de secretarias ligadas a área de obras e planejamento, a partir de agora, com a institucionalização do IPPLAM e servidores específicos para a análise desta temática, a Prefeitura acredita que mais benfeitorias, de forma estruturada e pensada, além de fatores estéticos, ampliará os espaços de convivência. Dentro do Instituto, como já fora defendido paralelamente em outros projetos, especialmente na Avenida Cerro Azul, com uma praça finalizada e outra pronta para ser colocada em prática, a implementação de equipamentos de esporte e lazer, espaço cultural e ciclovia fazem com que a área revitalizada seja utilizada e ocupada cada dia mais.

Além do modelo das praças, que seguirá a ideia de integração, outra prioridade relacionada se deve a proposta de descentralização dos investimentos municipais. Desta forma, espaços públicos de bairros mais afastados do centro de Maringá devem ser os primeiros a receberem as obras, ainda neste ano. Por conta de ainda estarem na fase de estudos e, por este motivo, ainda ser alvo de diversas alterações, o Instituto ainda não divulga publicamente a lista de praças e regiões da Cidade que deverão sofrer as primeiras reformas.

A partir desta semana, com a confirmação da parceria com a Arquidiocese de Maringá, a proposta de implementar, juntamente das outras benfeitorias, Academias da Terceira Idade (ATI’s), bancos com mesas de xadrez, entre outras obras que foquem no bem-estar da população acima dos 65 anos, também foi colocada como prioridade.

Para os próximos meses, o intuito entre igreja e poder público é atuar na ampliação dos debates para que a comunidade participe do processo de execução das obras de uma forma mais democrática e que atenda os anseios da população que será diretamente atendida com as revitalizações das praças.

Matheus Gomes
Foto - PMM
 
19.08.2018
Celibato clerical
19.0.2018
Mara Maravilha briga com Léo Dias
19.08.2018
Prefeito destaca 89 obras em andamento
19.08.2018
Antiga Estrada Venda 200 será caminho turístico
19.08.2018
Samu ganha ambulância doada por empresário
19.08.2018
Temer convoca reunião para discutir ataque a venezuelanos
Nipo Brasileiro Contabilidade
Asia Sushi Beer
SINCONFEMAR
Della Pizza
B1
Centro Comercial Tiradentes
Paraná Banco
MAPA - Venda de Ônibus
Oliver Media
Garage Motors
OdontoAtual