Maringá, 19 de Setembro de 2018
GLOBAL BENEFÍCIOS Black Bull Steak House
 
Untitled Document
07.05.2018
Saúde esclarece reações à vacina
No dia 23 de abril, a Secretaria Municipal de Saúde deu início, de forma conjunta a outras cidades do Paraná, a uma nova etapa da Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe.

Voltada para aproximadamente 125 mil maringaenses que estão dentro da chamada faixa de risco, a iniciativa busca a imunização de boa parte da população contra os três vírus da gripe, Influenza A, sendo H1N1 e H3N2, e o Influenza B. Com encerramento somente no dia 1º de junho, o objetivo é chegar próximo a cobertura total das doses liberadas para Maringá.

Desde o início da campanha, pouco mais de 15 mil pessoas já receberam as respectivas doses, com base no primeiro relatório sobre a campanha, divulgado pela pasta na última semana. Assim como em outras etapas de vacinação, pessoas procuram a Secretaria de Saúde para informar possíveis reações ao medicamento recebido. Na última quinta-feira (3), um bebê de seis meses teve de receber atendimento médico após dificuldades para respirar e entendimento por parte dos pais que a vacina foi a causadora dos sintomas.

OCORRÊNCIA
De acordo com o 5º Grupamento do Corpo de Bombeiros de Maringá, por volta das 18h de quinta-feira, os militares receberam o chamado dos pais da criança que, segundo eles, havia recebido a vacina contra a gripe no mesmo dia.

Por telefone, enquanto uma viatura era encaminhada para a residência, sintomas como falta de ar e até um desmaio foram mencionados. Minutos após o ocorrido, o bebê foi internado, entretanto, sem novos problemas, apenas por precaução.

Diante do cenário, a Secretaria de Saúde de Maringá orienta a população sobre possíveis reações alérgicas aos medicamentos em qualquer campanha de vacinação contra doenças.

ESCLARECIMENTOS
Segundo a coordenadora da Sala da Vacina, Edilene Aceti Góes, o caso em questão não foi registrado pelos pais à Prefeitura, ou diretamente à Secretaria de Saúde, fato que não possibilita uma análise mais aprofundada sobre o que possa ter ocorrido com o bebê de seis meses.

“As reações contra a vacina são muito mais comuns do que a gente pensa e quase sempre são sintomas leves, mas nesta ocorrência citada nós não recebemos nenhuma informação dos pais ou responsáveis. O mais indicado sempre que alguém tomar a vacina e apresentar algum sintoma fora do considerado como aceitável é procurar o posto de saúde em que a vacina foi aplicada, informar a situação para que a gente analise e encaminhe os fatos para a Secretaria de Estado da Saúde”, explica.

Ainda com base nos esclarecimentos de Edilene, a coordenadora garante que desconforto no local da aplicação é a principal reação mencionada pela população.

Em virtude do alto número de reclamações a cada campanha e a quase totalidade sem um verdadeiro risco à saúde do paciente, a Secretaria de Saúde do Governo do Paraná não registra a quantidade total de pessoas que tiveram os relatos encaminhados. Isto se deve principalmente a uma desinformação sobre os riscos dos medicamentos, somado a uma correlação entre a vacinação e alguns sintomas causados por múltiplos fatores.

“O que a gente precisa esclarecer é que os medicamentos, no caso o contra a gripe, são seguros para o ser humano e é imprescindível a vacinação. O que ocorre muitas vezes é que alguns sinais ou sintomas coincidem com a data da vacinação. A pessoa tem um mal estar comum, como teria em um dia qualquer, mas o relaciona ao medicamento. Se houver dúvida sobre estes sintomas o mais indicado, ainda assim, é procurar o posto de saúde”, garante Edilene. Após o relato do caso a Unidade Básica de Saúde (UBS) onde a pessoa tomou a dose, será avaliado no cadastro para verificar de qual lote é o medicamento, cruzar dados para analisar se há outros casos parecidos e, se necessário, o encaminhamento ao Executivo Estadual.

ORIENTAÇÕES
Para esta campanha contra a gripe, a principal contraindicação se deve a pessoas com alergia severa ao ovo de galinha. Após milhares de relatos em todo o Brasil nos últimos anos de sintomas provocados depois da aplicação, por meio do Ministério da Saúde, foi compreendido que o grupo de alérgicos específico era o ponto em comum dentre as reclamações.

Desta forma, para estes indivíduos, ainda há a possiblidade de receber a imunização, especialmente pelos riscos de contaminação do vírus H1N1, entretanto, requer acompanhamento de um alergista ou outro profissional capacitado.

Por meio de dados das pastas de saúde dos governos municipal, estadual e federal, os casos de sintomas graves por reação comprovadamente causada pela vacina contra a gripe são próximos a nulo. O principal registro confirmado se deve a ocorrência da Síndrome de Guillain-Barré (SBG), problema causado pela inflamação dos nervos. Para esta situação, com graus variados, a Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia (SBPT) afirma que a probabilidade do desenvolvimento da síndrome gira em torno de um caso a cada 1 milhão de aplicações, fato que comprova a eficácia e a segurança da vacina.
Com pouco mais de um mês até o final da campanha, as doses seguem sendo aplicadas de forma gratuita em todas as UBS’s de Maringá, além da Sala da Vacina, anexa a sede da Secretaria de Saúde (Av. Prudente de Moraes, 885), de segunda a sexta-feira, das 7h às 17h.

As vacinas são destinadas para crianças de seis meses e menores de cinco anos, pessoas com 60 anos ou mais, gestantes ou que passaram pelo trabalho de parto nos últimos 45 dias (puérperas), professores de escolas públicas e privadas com declaração, trabalhadores da saúde, população privada de liberdade (menores e adultos), trabalhadores do sistema prisional, indígenas, portadores de doenças crônicas ou condições médicas especiais, como diabéticos ou transplantados.

Matheus Gomes
Foto - Reprodução
 
19.09.2018
Seduc entrega comunicado e pais ficam preocupados
19.09.2018
Defesa Civil realiza simulação de abandono em escolas
19.09.2018
PM participa da Semana de Trânsito
19.09.2018
Mulher seminua é encontrada amarrada com arame farpado
19.09.2018
Pesquisa Ibope: Jair Bolsonaro lidera com 28%
19.09.2018
População reclama das calçadas dos parques de Maringá
18.09.2018
Combate às drogas
18.09.2018
Reunião busca soluções para o trânsito de Maringá
18.09.2018
Procon de Maringá resolve 95% das reclamações
18.09.2018
CNT/MDA: Bolsonaro lidera com 28,2%
18.09.2018
Mulher esfaqueia marido durante briga
17.09.2018
Ex-Spice Girl passa por exame pela guarda da filha
17.09.2018
Relembrando o Colégio Marista
17.09.2018
Campanha resgata autoestima de pessoas
17.09.2018
Receita e PF apreendem milhões dólares em aeroporto
17.09.2018
Motociclista morre em acidente na Cerro Azul
17.09.2018
DER-PR abre edital para construção de viaduto na Colombo
Nipo Brasileiro Contabilidade
Asia Sushi Beer
SINCONFEMAR
Della Pizza
B1
Centro Comercial Tiradentes
Paraná Banco
MAPA - Venda de Ônibus
Oliver Media
Garage Motors
OdontoAtual