Maringá, 20 de Agosto de 2018
GLOBAL BENEFÍCIOS Black Bull Steak House
 
Untitled Document
15.05.2018
Hortas Comunitárias é tema de encontro
Por meio da Secretaria de Inovação e Desenvolvimento Econômico (Seide), a Prefeitura de Maringá realiza nesta semana a 10ª edição do Encontro de Produtores das Hortas Comunitárias e Agricultura Urbana da Cidade. Como forma de atuar no fomento à iniciativa realizada há aproximadamente uma década, com participação popular e apoio de especialistas em setores da agronomia, o evento oferece palestras, rodas de conversas e oficinas para o manejo na prática.

Promovido de forma ininterrupta desde 2009, o evento ocorre entre os dias 15 e 16, em parceria com a Universidade Estadual de Maringá (UEM), com expectativa da presença de 250 pessoas. Através da Diretoria de Agricultura e Pecuária, vinculada à Seide, o Encontro seguirá o modelo de edições anteriores onde além dos objetivos específicos propostos em cada atividade, à iniciativa como um todo visa o intercâmbio de informações e experiências entre estudantes, produtores, professores e pesquisadores da área.

PROJETO
Em virtude de terrenos ociosos em diversos bairros da Cidade e a demanda por produção de alimentos, especialmente de hortaliças, a Prefeitura de Maringá criou em 2007 o Programa Municipal de Hortas Comunitárias.

Como forma de integração com o projeto “Maringá Saudável”, a iniciativa desenvolveu ao longo de uma década aproximadamente 40 espaços comunitários em 38 bairros diferentes e nos distritos de Floriano e Iguatemi. Com produção anual em torno de 800 toneladas de alimentos saudáveis e produzidos com base em normas de sustentabilidade ambiental, as hortas oferecem muito mais do que frutas, legumes e verduras.

Segundo a Secretaria de Inovação e Desenvolvimento Econômico, atualmente os espaços municipais auxiliam na geração de emprego e renda, juntamente do aumento da qualidade de vida, para 1.025 famílias, que contemplam na totalidade cerca de 3,3 mil maringaenses. Com instrumentos e outras necessidades para a produção fornecidos pelo poder público, pessoas que anteriormente se encontravam em situação de vulnerabilidade financeira encontraram no projeto uma forma lúdica e sustentável de melhorar de vida.

Em atuação direta com o Centro de Referência em Agricultura Urbana e Periurbana (Ceraup/UEM), Maringá dispõe de dezenas de profissionais capacitados e especialistas na área para o suporte técnico dos produtores. Hoje em dia, há cerca de 110 mil metros quadrados voltados exclusivamente para a produção comunitária de alimentos. Diante da oferta elevada de espaço, somado ao fator social das hortas, em diversos bairros o projeto além de ser voltada a população de baixa renda, devidamente cadastrada, pacientes de Centros de Atenção Psicossocial (Caps), entre outras entidades, também são assistidas.

ENCONTRO
Desenvolvido anualmente após a implementação do Programa de Hortas Comunitárias, o Encontro de Produtores chega neste mês a décima edição, novamente voltado para o incentivo à prática e a capacitação dos envolvidos. As primeiras ações começam na terça-feira (15), no período da manhã.

A abertura oficial tem início às 8h, no Bloco 33, do Programa de Desenvolvimento Educacional (PDE), nas dependências da UEM.

Logo após a apresentação da equipe e das atividades, cinco palestras serão realizadas até por volta do meio-dia, com abordagens e temas variados. O objetivo é oferecer aos aproximadamente 250 participantes informações sobre as mais diversas frentes de trabalho através da prática de agricultura urbana e sustentável, modelo que diferente do agronegócio e de outras práticas não voltadas à produção e consumo conscientes.

Ministrado por professores e outros profissionais da área, as ações contemplam o Programa de Hortas de Maringá e a atuação do Ceraup, a experiência da Cooperativa de Leite da Agricultura Familiar (Cooperlaf) ea Conferência Internacional de Agricultura e Alimentação em uma Sociedade Urbanizada.

No período da tarde, no mesmo bloco, as palestras abordam omanejo de solo e adubação orgânica e o manejo agroecológico de pragas.

Na quarta-feira (16), o evento retorna as atividades às 8h com a visita técnica a diversas hortas comunitárias de Maringá, para o contato dos participantes alheios ao meio com produtores, além da troca de informações e experiências entre quem vive os espaços compartilhados em bairros diferentes. A partir das 13h30, a iniciativa promove uma mobilização de grupos para a 3ª Conferência Internacional de Agricultura e Alimentação em uma Sociedade Urbanizada, que irá ocorrer entre os dias 17 e 21 de setembro, em Porto Alegre (RS). A conferência em questão, promovida pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) receberá milhares de participantes de pelo menos seis países, fato que gera interesse para a equipe maringaense em disseminar as experiências inovadoras na Cidade para outras partes do mundo. O Encontro se encerra às 17h com avaliação geral do evento.

De acordo com a diretora de Agricultura e Pecuária da Secretaria de Inovação e Desenvolvimento de Maringá, Samireille Messias, após a série de atividades realizadas entre terça e quarta, o objetivo é aumentar a conscientização sobre a importância das hortas comunitárias para a Cidade. Ao mesmo tempo em que a população participante do programa obtém uma alternativa na busca por renda e melhoria da qualidade de vida, os produtos das hortas são vendidos a preços populares para a os próprios moradores dos bairros, além de escolas e outras entidades, fato que leva alimentos orgânicos e saudáveis para uma parcela maior dos maringaenses.

Matheus Gomes
Foto - Roberto Furlan
 
19.08.2018
Celibato clerical
19.0.2018
Mara Maravilha briga com Léo Dias
19.08.2018
Prefeito destaca 89 obras em andamento
19.08.2018
Antiga Estrada Venda 200 será caminho turístico
19.08.2018
Samu ganha ambulância doada por empresário
19.08.2018
Temer convoca reunião para discutir ataque a venezuelanos
Nipo Brasileiro Contabilidade
Asia Sushi Beer
SINCONFEMAR
Della Pizza
B1
Centro Comercial Tiradentes
Paraná Banco
MAPA - Venda de Ônibus
Oliver Media
Garage Motors
OdontoAtual