Maringá, 20 de Fevereiro de 2019
GLOBAL BENEFÍCIOS Black Bull Steak House
 
Untitled Document
06.06.2018
Tribunal de Justiça indefere recurso de Marchese
O Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR) negou o recurso do vereador Homero Marchese (Pros), que pedia o cancelamento da Comissão Processante (CP) aberta em 2017 na Câmara Municipal.

Em outubro do ano passado, mediante três denúncias diferentes, o diretório maringaense do Partido Verde (PV), então sigla do parlamentar, encaminhou a denúnciapara o Legislativo com o pedido da perda do mandato do próprio vereador.

Depois da etapa dos depoimentos, entre outubro e novembro, e previsão da votação final sobre o caso para janeiro deste ano, o juiz substituto, Rogério Ribas, em decisão monocrática, concedeu uma limitar que suspendeu provisoriamente os trabalhos da Comissão. Após mais de seis meses de tramitação e dois pedidos de vistas, a entidade, por dois votos a um, decidiu pela rejeição do recurso, fato que autoriza a continuidade da ferramenta que pode cassar o mandato de Marchese.

DENÚNCIA
No dia 5 de outubro de 2017, em sessão conturbada no Plenário, com direito a agressões e furto de celular contra um jornalista, a Câmara decidiu por 11 votos favoráveis pela abertura da Comissão Processante para investigar se houve irregularidades cometidas pelo mandato do parlamentar mais votado das últimas eleições municipais. A denúncia foi considerada “consistente” pela maioria dos vereadores especialmente por ter surgido justamente do próprio partido em que Homero estava até o ano passado.

Segundo o diretório municipal do PV, a denúncia tem como base três fatos distintos, entretanto, que para a sigla configuram como medidas passíveis de perda do mandato. O texto temcomo base um suposto abuso da prerrogativa do cargo de parlamentar, em razão de denúncias sobre perseguição a um servidor público, acesso ilegal a um banco de dados sigiloso para visualizar a fila de espera para a creche na Cidade e a indicação de um assessor condenado por corrupção, logo no início do mandato.

Para o partido, mensagens registradas em grupo de WhatsApp e comprovariam a perseguição contra funcionário do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), Lucas Barbosa, o qual teve discussões públicas e acaloradas com o parlamentar. Neste caso, a situação versa sobre um possível abuso de prerrogativa do mandato, seguido de quebra de decoro, pelo encaminhamento de um ofício à Prefeitura para questionar o exercício de Barbosa frente ao CCZ, compreendido pelo grupo como um ato de assédio.

A segunda denúncia é relativa à divulgação, por meio das redes sociais, da lista da fila de espera para a creche em Maringá. Segundo a Prefeitura, o ambiente de acesso às respectivas informações é restrito e a obtenção dos dados se deu pela utilização de uma senha não repassada aos vereadores, fato que foi mencionado como “ato de grave irregularidade do exercício do mandato” pelo PV.

A terceira e última acusação se deve a nomeação como assessor de ÉzioRibeirete, condenado por improbidade após identificação de irregularidades pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE-PR), durante a gestão de Jairo Gianotto (ex-PSDB), entre 1997 e 2000.

Para o PV, a decisão de Homero feriu a Lei da Ficha Limpa Municipal. Logo após a aprovação por 11 votos a três no Plenário, o jornalista e blogueiro, Ângelo Rigon, foi agredido pelo irmão de Homero, Otávio Marchese. Rigon também teve o celular furtado durante a conturbada sessão.

COMISSÃO
Logo na semana seguinte a abertura da Comissão Processante, dezenas de depoimentos foram prestadospor testemunhas com relação com o caso. Presidido por William Gentil (PTB), como relator Carlos Mariucci (PT) e membro Chico Caiana (PTB), a ferramenta do Legislativo convocou em aproximadamente um mês figuras como o presidente do PV de Maringá, EderleiAlckamin, o servidor Lucas Barbosa, a secretária de Educação, Valkíria Trindade, o vice-prefeito, Edson Scabora (PV), entre outros que responderam aos questionamentos ou foram retirados da função de testemunha, por motivos diversos.

Em novembro, o juiz substituto de 2º grau, Rogério Ribas, da 5ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Paraná decidiu pela suspensão das atividades da Comissão, que só poderia ser retomada após decisão final da Justiça. Três semanas após a suspensão feita de forma monocrática, o Ministério Público do Paraná (MP-PR) deu parecer favorável pela legalidade da CP, porém, a decisão final teria de ser tomada pelo TJ-PR, que levou aproximadamente 200 dias para definir se o recurso de Homero pelo arquivamento seria deferido ou não.

DECISÃO FINAL
Foi julgado no dia 29 de maio, mas com resultado retificado e divulgado publicamente no começo da noite de segunda-feira (4), o recurso impetrado por Marchese, na tentativa de por fim à Comissão. Por dois votos a um, o pedido foi negado pelo TJ, fato que autoriza a Câmara de Maringá a retomar o procedimento do mesmo ponto em que foi paralisado em 2017. Desta forma, não haverá a necessidade de novos depoimentos.

Segundo o relator, Carlos Mariucci, os integrantes da Comissão vão aguardar a publicação oficial da decisão, sem uma data concreta, para que os trabalhos sejam reabertos.

Segundo o regimento interno da Câmara, após a retomada da CP, caso os integrantes concordem com a decisão, uma notificação será encaminhada para o acusado, que terá cinco dias úteis para a apresentação de uma defesa formal contra as denúncias. Logo depois da leitura, a relatoria ficará encarregada pela elaboração do voto, com o pedido de cassação, advertência, suspensão por tempo determinado ou nenhuma sanção contra Homero. Em todos os casos, a decisão deve ter pelo menos dois votos favoráveis para ser encaminhado ao Plenário. Se chegar a esta etapa, todos os parlamentares decidem se acatam ou não o resultado oriundo da Comissão. Até o final da tarde de ontem Homero não foi localizado e não se posicionou oficialmente sobre a decisão do TJ.

Matheus Gomes
Foto - Reprodução
 
19.02.2019
Rodeio tradicional na Expoingá 2019
19.02.2019
Procon não encontra irregularidades em combustíveis
19.02.2019
PF deflagra 60ª fase da Lava Jato
19.02.2019
Marginal reage à prisão e se dá mal
19.02.2019
Maringá tem média de 712 CNHs suspensas por mês
18.02.2019
TCCC entrega ônibus elétrico para transporte coletivo
18.02.2019
Meningite matou criança em Maringá
18.02.2019
Corinthians bate São Paulo
18.02.2019
Coluna sindical
18.02.2019
Bolsonaro diz que governo quer mudar o rumo do País
18.02.2019
UEM pune professores acusados de assédio
16.02.2019
Horário de verão termina neste domingo
16.02.2019
Professor acusado de abusar de alunas apanha na cadeia
16.02.2019
Obras de reforma e modernização do aeroporto são autorizadas
15.02.2019
Gustagol salva Corinthians
15.02.2019
Alabari Alves é o novo secretário de Obras Públicas
15.02.2019
Carnaval será no Novo Centro
15.02.2019
Atividade econômica cresce 1,15% em 2018
15.02.2019
PM desmonta quadrilha suspeita de roubar e remarcar chassi de carros
15.02.2019
Vereadores aprovam nova multa para maus tratos de animais
14.02.2019
Banco de Leite de Maringá precisa de doadoras
14.02.2019
São Paulo eliminado da pré-Libertadores
14.02.2019
Maringá terá Cejusc na área do consumidor
14.02.2019
Último dia de matrícula do ProUni
14.02.2019
Polícia deflagra “Operação Persistência” e prende traficantes
14.02.2019
Procon inicia fiscalização em postos de combustíveis
13.02.2019
São Paulo tem que vencer
13.02.2019
Patrocínios da Petrobras estão sob revisão, diz Bolsonaro
13.02.2019
Aeroporto deve atrair empresas e mais voos
13.02.2019
Promotoria abre inquérito da Lei Sopa de Letrinhas
13.02.2019
Carro suspeito em garagem de prédio era “cabrito”
13.02.2019
Infestação da Dengue em Maringá é de alto risco
12.02.2019
Aeroporto de Maringá abre concurso
12.02.2019
Saúde investiga suposta morte por meningite
12.02.2019
Guaidó convoca manifestação em favor de ajuda humanitária
12.02.2019
Hospital do Câncer precisa de doações de sangue
12.02.2019
Francês Press
12.02.2019
Ricardo Boechat é velado no MIS
11.02.2019
Caminhe na direção da felicidade
11.02.2019
Projeto de Lei proíbe canudos plásticos em Maringá
11.02.2019
Corinthians perde mais uma
11.02.2019
Bolsonaro destaca ações dos primeiros dias de governo
11.02.2019
Denarc não dá trégua ao tráfico
11.02.2019
Vacina antirrábica começa a ser distribuída em Maringá
09.02.2019
Trump e Kim Jong-un reúnem-se no fim do mês
09.02.2019
Coluna do Verde
09.02.2019
IPTU com 7% de desconto só até segunda-feira
09.02.2019
Poucos alunos solicitaram Passe Livre para 2019
09.02.2019
Mãe exige que filho limpe as pichações que fez
09.02.2019
Prefeitos da Amusep definem prioridades para 2019
08.02.2019
Coluna do Verde
08.02.2019
HU é pioneiro e referência estadual em nutrição parenteral
08.02.2019
Receita abre consulta a lote da malha fina do IR
08.02.2019
Tragédia no Flamengo
08.02.2019
Polícia aperta o cerco contra assalto a ônibus
08.02.2019
Vereadores denunciam situação de escola municipal
07.02.2019
Cine Teatro Plaza deve ser desapropriado
07.02.2019
São Paulo perde para Talleres
07.02.2019
Erasmo Carlos aprova seu filme "Minha Fama de Mau"
07.02.2019
Coleta seletiva distribui sacolas
07.02.2019
Polícia prende dois suspeitos da morte do empresário do setor de vigilância
07.02.2019
Obras no Contorno Sul devem começar imediatamente
06.02.2019
Governo projeta economia de R$ 1 trilhão com reforma
06.02.2019
Oito creches se credenciam para vagas temporárias
06.02.2019
Ratinho Júnior em Maringá
06.02.2019
Novo delegado toma posse em Maringá
06.02.2019
Homem foge com carro de concessionária
06.02.2019
Prefeitura vai distribuir 50 botões do pânico em Maringá
05.02.2019
Francês Press
05.02.2019
Procon notifica abatedouro com multa de R$ 1 milhão
05.02.2019
Barroso envia denúncia contra Temer para primeira instância
05.02.2019
Homem mata mulher grávida de 4 meses
05.02.2019
Guarda Municipal em nova sede
05.02.2019
Alunos da rede municipal iniciam ano letivo na quinta-feira
04.02.2019
Santos é goleado pelo Ituano
04.02.2019
Fiscalização de mau cheiro continua
04.02.2019
Sema alerta sobre venda irregular de animais
04.02.2019
Mensagem de Bolsonaro para o legislativo
04.02.2019
Briga entre mulheres termina com homem baleado
04.02.2019
Primeiros reparos no Contorno Sul devem começar este mês
01.02.2019
Cerimônia de posse de deputados começa na Câmara
01.02.2019
São Paulo ainda não se encontrou
01.02.2019
Terminal Intermodal tem 98% do mezanino instalado
01.02.2019
PM apreende drogas e cumpre mandado de prisão
01.02.2019
Câmara retoma atividades nesta sexta-feira
31.01.2019
Corinthians perde para o RB Brasil
31.01.2019
Petrobras vende Pasadena e país perde quase R$ 2 bi
31.01.2019
Jovem que esfaqueou homem disse ter agido em legítima defesa
31.01.2019
Vacina contra febre amarela é permanente em Maringá
31.01.2019
UEM divulga resultado do Vestibular e PAS
31.01.2019
Sema registra reclamação de mau cheiro na área central
30.01.2019
Coluna do Verde
30.01.2019
Área do antigo Kairós vai virar centro de educação ambiental
30.01.2019
Containers do Hospital da Criança seguem fechados
30.01.2019
Primo de Beto Richa tinha importante papel no esquema de corrupção
30.01.2019
Homem esfaqueia irmão em Maringá
30.01.2019
Empresários de Maringá recuperam confiança
29.01.2019
MPF denuncia Beto Richa por corrupção nos contratos de concessão de pedágio
29.01.2019
Suspeito de tentativa de homicídio é identificado
29.01.2019
Revitalização da praça Rocha Pombo
29.01.2019
Maringá registra primeiros casos de dengue em 2019
29.01.2019
UEM divulga resultado do vestibular
29.01.2019
Festa de Carnaval na Zona 10 é cancelada em Maringá
28.01.2019
Coluna do Verde
28.01.2019
Prefeitura investe em ciclovias para o município
28.01.2019
Maringaense será assessor especial em Brasília
28.01.2019
Semusp deve mudar modelo de lixeiras no centro de Maringá
28.01.2019
Beto Richa é preso por corrupção
28.01.2019
Número de mortos em Brumadinho chega a 58
Nipo Brasileiro Contabilidade
Asia Sushi Beer
SINCONFEMAR
Della Pizza
B1
Centro Comercial Tiradentes
Avenida Store
MAPA - Venda de Ônibus
Oliver Media
Garage Motors
OdontoAtual