Maringá, 19 de Novembro de 2018
GLOBAL BENEFÍCIOS Black Bull Steak House
 
Untitled Document
02.07.2018
Elevador da Catedral de Maringá
A Catedral Basílica Nossa Senhora da Glória é uma das principais referências de Maringá. A estrutura de 110 metros e a construção em forma de cone que atrai atenções do mundo todo foi um grande desafio para a engenharia. O elevador que dá acesso ao mirante da Catedral será finalmente entregue à comunidade mês que vem.

Desde o início da construção da Catedral, na década de 1970, havia a intenção de instalar um elevador, mas o desafio só está sendo vencido agora. Após estudar todas as possibilidades, uma empresa de Maringá aceitou realizar esse trabalho. Foram dois anos de obra e a instalação de 90 metros de trilhos numa inclinação única no mundo.

O pároco da Catedral, Padre Virgílio Cabral dos Santos, disse que foi um grande desafio. “Primeiro, porque quando fizemos o estudo não encontramos ninguém que aceitasse construir o elevador. Depois que encontramos alguém, uma empresa inclusive de Maringá. E ele não fabrica esse tipo de elevador, só fabrica elevadores normais, só aceitou porque é meu amigo de infância. Esse elevador é único de plano inclinado, sobe numa inclinação de 80.6 graus. Quando ele disse que, depois de um estudo, poderia verdadeiramente colocar o elevador, nós começamos a fazer outro estudo pra ver se o poço que havia sido deixado na construção original suportaria o elevador. Precisamos demolir,aumentar e regularizar o poço do elevador. Levou cerca de dois anos para acontecer”, explica o Padre.

O elevador já está funcionando, mas ainda não está aberto ao público porque falta instalar as portas e só deve estar completamente pronto no mês que vem. Ele será utilizado principalmente por religiosos e nas tarefas pastorais. Como esclarece o Pároco, “O elevador será para uso da catedral, pastorais, movimentos, serviços, que a gente possa ocupar o espaço ocioso que nós temos hoje. Temos muita carência de espaço para as nossas pastorais e esse espaço existe na catedral, só com o elevador que nós podemos aproveitá-lo”.

Segundo ele, o espaço será usado para a criação de salas, catequese, atendimento, confissões, depósitos ou o que for necessário para o funcionamento normal da Catedral. “A catedral é composta por dois cones, um cone externo que todo mundo vê do lado de fora e vai até a cruz. Um cone interno que as pessoas veem quando entram na Catedral e que vai até o mirante, entre esses dois cones nós temos cerca de 3 mil m2 ociosos”, revela.

De acordo com o padre, o mirante também poderá ser visitado com uso do elevador, mas a visita ao mirante não é a finalidade primária.

A estrutura do elevador, que custou R$ 2 milhões, é constituída por 17 andares e tem capacidade para oito pessoas.

Melaine Nabas
Foto - Reprodução
 
19.11.2018
Filhas saem em defesa de Silvio Santos
19.11.2018
Problema com ambulâncias no HU
19.11.2018
Festa Literária de Maringá começa quarta-feira
19.11.2018
SRM promove 10ª Agrocampo
19.11.2018
Hospital do Câncer precisa de doadores de sangue
19.11.2018
Prefeitura cobra do DER adequações para fechar cruzamentos
Nipo Brasileiro Contabilidade
Asia Sushi Beer
SINCONFEMAR
Della Pizza
B1
Centro Comercial Tiradentes
Paraná Banco
MAPA - Venda de Ônibus
Oliver Media
Garage Motors
OdontoAtual