Maringá, 20 de Novembro de 2018
GLOBAL BENEFÍCIOS Black Bull Steak House
 
Untitled Document
01.10.2018
Atividades diversas marcam a Semana do Idoso
O dia 1º de outubro marca a data que homenageia aqueles que sempre tem muito a ensinar: o idoso. A celebração acontece desde 2007 neste dia, já que é o marco inicial da criação do estatuto do idoso, protegendo e assegurando o bem estar dessa parcela da população. Para lembrar e comemorar o Dia Nacional do Idoso, diversas atividades serão desenvolvidas em todo Brasil.

Na Universidade Estadual de Maringá (UEM), a palestra “A Saúde do Idoso” abre uma semana com programações dedicadas a orientar, informar, tirar dúvidas e proporcionar momentos de lazer para pessoas com mais de 60 anos.

O palestrante é o doutor Antonio Carlos da Silva, de Maringá. Com quase 30 anos de atuação profissional, o geriatra vai informar os idosos sobre cuidados com a saúde e também contar relatos do que já enfrentou no consultório. A palestra será no auditório do bloco B-33 (PDE) a partir das nove horas.

No mesmo dia, às 14 horas, o agente universitário Celso Ikedo, da UEM, vai ministrar a oficina “Fotografando com técnica e com o coração”. Será na sala 15, auditório do H-12.

Na terça-feira, às 9h30, no bloco I-12, será exibido o filme “Estão todos bem”.
É a história de um homem que sempre trabalhou numa fábrica de cabos telefônicos. Aposentado e viúvo há oito meses, Frank, interpretado pelo ator Robert De Niro, aguarda a vinda dos quatro filhos, espalhados em várias cidades, para um churrasco em família. Mas eles acabam desmarcando o compromisso. Querendo vê-los, Frank desobedece a recomendação do médico e vai visitar os filhos de surpresa. Dessa forma ele acaba vendo realmente se “eles estão todos bem”.

Dia três de outubro será a vez da professora Diva Elvira Fagan, da Universidade da Terceira Idade (UnatiI, ministrar uma aula coletiva de Ioga. A atividade será no bloco a-34 Sala de Dança da Pró-Reitoria de Extensão e Cultura (PEC), das nove às 11 horas. Mais tarde, a partir das 14 horas, o professor Raymundo de Lima, vai proferir a palestra “Relacionamento Humano na Terceira Idade”. O encontro será no bloco H12.

Raymundo pertence ao Departamento de Fundamentos da Educação (DFE) e da Unati.
O professor Marcílio Hubner de Miranda Neto, do Departamento de Ciências Morfológicas (DCM), vai ministrar na quinta-feira, a palestra “Viagens Culturais em Grupo: Uma Oportunidade para Conhecer, Conviver e Aprender”. Essa atividade será às nove horas, no auditório do PDE. Às 10 horas, na sala de dança da PEC, a professora Eliane Regina Crestani Tortola, do Departamento de Educação Física (DEF), da UEM, dará uma aula coletiva de dança; e às 14 horas, na sala 15 do auditório da PEC, acontece a oficina “O orçamento familiar e individual: para a terceira idade”, com o presidente do Conselho Municipal dos Direitos do Idoso (CMDI), Cesar Pereira.

Os interessados deverão fazer a inscrição até amanhã pelo email unati@uem.br, na secretaria da Unati (bloco 123) ou pelo telefone (44) 3011-8995.

BRASIL
Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a população idosa acima dos 60 anos deve dobrar no Brasil até o ano de 2042, na comparação com os números de 2017. O levantamento mostra que o País tinha 28 milhões de idosos no ano passado, ou 13,5% do total da população. Em dez anos, chegará a 38,5 milhões, 17,4% do total de habitantes. Em 2042, a projeção é que a população brasileira atinja 232,5 milhões de habitantes, sendo 57 milhões de idosos, quase 25%.

Em 2031, o número de idosos deverá superar pela primeira vez o número de crianças e adolescentes, de zero a 14 anos. Antes de 2050, os idosos já serão um grupo maior do que a parcela da população com idade entre 40 e 59 anos.

Dessa forma, o desafio para os próximos governantes será trazer melhorias na saúde e nos recursos destinados aos idosos, como a previdência que é alvo de intensos debates nos últimos tempos. Medidas concretas e urgentes deverão ser adotadas.

Números de violência contra o idoso são alarmantes

Em 2017, o Ministério dos Direitos Humanos contabilizou mais de 33 mil denúncias de abusos e agressões contra idosos. Com o envelhecimento da população brasileira, o Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) vê necessidade de proteger essas pessoas contra violações de direitos.

Segundo o representante do UNFPA no Brasil, Jaime Nadal, a garantia de uma vida saudável, independente e segura na terceira idade começa com investimentos feitos na juventude.

“Quando falamos de investir em saúde sexual e reprodutiva, que as mulheres devem ter oportunidade para completar os seus ciclos educativos e assim se engajar no mundo laboral, estamos construindo uma população idosa mais empoderada, autônoma e capaz de enfrentar os desafios”, avaliou o especialista.

Vinculado à Fundação Getúlio Vargas, o Instituto de Longevidade Mongeral Aegon fez um ranking das principais cidades brasileiras onde é possível envelhecer mais dignamente. No topo ficou Santos, em São Paulo, seguida por Florianópolis e Porto Alegre. Cuidados de saúde, bem-estar, finanças, habitação, educação e cultura foram alguns dos indicadores avaliados.

Porém, São Paulo, foi considerado o estado mais violento do País para a população idosa. Em 2017, no Brasil, houve mais de 33 mil denúncias de abusos por meio do Disque 100. São Paulo responde por 21,59% das chamadas; Roraima é o estado com menos caso, 0,07%. As principais ocorrências são negligência, e violência psicológica, física e sexual.

Em Londrina, um caso chamou a atenção e revoltou os moradores. Um youtuber de 23 anos foi condenado pela Justiça a um ano e nove meses de detenção e multa por injuriar, importunar e constranger idosos em vídeos que exibe em seu canal na internet. A ocorrência é prova de que brincadeiras precisam ter limites num mundo guiado pela internet.

Após produzir diversos vídeos em que aparece provocando os vizinhos de cima do apartamento em que mora e usando termos depreciativos para se referir às vítimas, duas senhoras, de 67 e 90 anos, e um senhor, de 67 anos, ele foi denunciado criminalmente pelo Ministério Público do Paraná, por meio da 7ª Promotoria de Justiça da Comarca.

Nas imagens, feitas durante a madrugada, o réu aparece ofendendo as vítimas e pronunciando provocações a título de “vingança” por ser alvo de supostas reclamações por parte dos vizinhos. O agressor bate no teto da própria casa com vassouras, panelas e outros objetos, além de convocar seus “seguidores” a curtirem a página para mais vídeos do
intitulado “zuando a vizinha”.

Na ação penal está descrito que, os idosos “foram expostos a situações de risco e vulnerabilidade, ao sofrerem intensa violência psicológica – a qual resultou em desgastes físicos e verbal”. Por ser prisão inferior a cinco anos, o Juízo da Vara de Crimes contra Crianças, Adolescentes e Idosos indicou que a sanção deve ser substituída por duas penas restritivas de direito: deve ficar recolhido em casa aos finais de semana e prestar serviços comunitários por um ano e nove meses.

Victor Cardoso
Foto - Reprodução
 
20.11.2018
Hospital Universitário precisa contratar 38 médicos
20.11.2018
Defesa Civil de Maringá eleita a melhor do Estado
20.11.2018
Moro coordenará grupo de combate à corrupção
20.11.2018
PRF registra 15 mortes na Operação República no Paraná
20.11.2018
Acidente na avenida Colombo faz mais uma vítima fatal
19.11.2018
Filhas saem em defesa de Silvio Santos
19.11.2018
Problema com ambulâncias no HU
19.11.2018
Festa Literária de Maringá começa quarta-feira
19.11.2018
SRM promove 10ª Agrocampo
19.11.2018
Hospital do Câncer precisa de doadores de sangue
19.11.2018
Prefeitura cobra do DER adequações para fechar cruzamentos
Nipo Brasileiro Contabilidade
Asia Sushi Beer
SINCONFEMAR
Della Pizza
B1
Centro Comercial Tiradentes
Paraná Banco
MAPA - Venda de Ônibus
Oliver Media
Garage Motors
OdontoAtual