Maringá, 24 de Janeiro de 2019
GLOBAL BENEFÍCIOS Black Bull Steak House
 
Untitled Document
07.10.2018
A noite da vergona do UFC
6 de outubro de 2018.

Era a noite da celebração, pelos 25 anos do UFC.

Mas virou a da vergonha.

Com campeão saltando o octógono para trocar socos com a equipe do adversário derrotado.

E como troco, parceiros do campeão, invadiram o octógono. E socaram, pelas costas, o rival.

Algo inadmissível para a história das artes marciais.

O cinturão não pôde ser entregue, por medo da reação da plateia.

Isso não evitou que o campeão tomasse banho de cerveja, atirada por torcedores.

Inaceitável.

O mundo acompanhou estarrecido a pior noite para o MMA de todos os tempos. Digno quando o esporte era chamado de vale tudo, e era praticado por gangues, em guetos. Sem regras, sem honra.

Vale detalhar o histórico do vexame.

Nada do que aconteceu em Las Vegas foi por acaso.

Dana White estava eufórico.

Em agosto, ele foi recebido por Donald Trump.

O presidente dos Estados Unidos é defensor do evento.

E White queria Trump como garoto-propaganda das lutas.

Seria mais uma das suas conquistas.

Em 25 anos, o UFC tornou o MMA no esporte que mais cresceu em todo o mundo.

Dana havia escolhido o UFC 229 como histórico. Capaz de provocar a venda recorde de três milhões de pacotes de pay-per-view. Ele buscou os maiores rivais dos octógonos. Aqueles com potencial para agradar o mundo. E, lógico, ser o mais lucrativo possível.

Trouxe de volta ao octógono Conor McGregor, depois de um ano e 11 meses sem lutar. Estava usufruindo dos comentados 140 milhões de euros, cerca de R$ 619 milhões, que teria embolsado na luta de boxe com Floyd Mayweather.

Além de ser um excelente e imprevisível lutador, Conor fez seu caminho com provocações, palavrões, desrespeito aos adversários. Sua postura arrogante, irresponsável fora do octógono despertou a admiração, a empolgação dos fãs do UFC.

O irlandês encarnou o bad boy como ninguém.

Virou o melhor produto atual do UFC, depois que Jon Jones se perdeu no doping.

Só que Conor percebeu que o UFC precisava dele e decidiu romper todos os limites. Como havia se afastado como o primeiro lutador a ter dois cinturões de duas categorias diferentes, leves e penas, e ficou quase dois anos sem lutar, foi destituído dos dois títulos.

Ficou revoltado, mas mirou sua raiva de maneira oportunista em Khabib Nurmagomedov. O russo é o atual melhor lutador de MMA do planeta. Havia vencido não só todos os 25 combates no UFC que havia feito. Mas vencido todos os rounds. Ficou com o cinturão dos leves que pertencera ao irlandês.

Era o combate ideal visualizado por Dana White, que não tem o mínimo respeito pelo ranking do UFC. Luta quem atrai mais público, rende mais dinheiro.

As absurdas provocações de Conor a Nurmagomedov começaram. E tiveram eco. Não só no russo. Como em seus treinadores. As duas equipes passaram a se comportar como gangues de rua.

A confusão teria começado quando Artem Lobov, lutador russo companheiro de treinos e amigo de McGregor teria se encontrado com Khabib. O campeão não gostou da provocações e xingamentos de Lobov fez a ele na Internet. E teria dado um tapa na cara de Artem como retaliação.


Conor ficou revoltado com a situação. E decidiu se vingar. Da pior maneira possível. Ele jogou um carrinho de ferro no ônibus que transportava a equipe de lutadores que participariam do UFC 223. Feriu dois atletas, que tiveram cortes, atingidos pelos vidros do ônibus. E não puderam competir. Acabou detido pela polícia de Nova York.

Nurmagomedov venceu facilmente Al Iaquinta. 26 lutas de invencibilidade com direito a cinturão e mais cinco rounds vitoriosos.

Dana anunciou o combate que os fãs do UFC queria. Conor contra Khabib. White não levou em consideração o ódio que dominava as duas equipes dos lutadores. Acreditou que tudo seria mais um jogo de cena e trash talk, que apimenta os combates.

Só que a rivalidade não tinha nada de jogo de cena.

As encaradas, as entrevistas promocionais já deixavam antever que seria necessário um cuidado acima do normal para que não houvesse um confronto.

Dana desprezou os sinais.

Mesmo na encarada de sexta-feira, quando Conor tentou socar, chutar Khabib.

Até que veio o combate deste sábado.

Foi sensacional.

Logo no início, Conor tentou usar seu poder de nocaute, com um direto e um chute alto. Ele não queria de maneira alguma que Nurmagomedov o levasse para o chão. Escapou de três tentativas, mas acabou derrubado pelo russo e só se defendeu.

No segundo round, Khabib dominou amplamente Conor. E o surpreendeu com um direto violentíssimo de direita, que provocou o knockdown. E, com o irlandês no chão, aplicou uma saraivada de raivosos e precisos socos. Aula de ground and pound. Os socos deixaram marcas no rosto de Conor.

Mas veio o terceiro round e o irlandês se superou. Mesmo mais lento, por conta dos quase dois anos sem lutar, socos e chutes passaram a entrar. Ele achou a distância ideal e venceu o round, fazendo a torcida de Las Vegas, que era toda sua, vibrar.

Acabara a invencibilidade do russo pelo menos nos rounds.

No quarto assalto, Nurmagomedov levou a luta para onde é mestre. Conseguiu derrubar Conor, que já estava cansado. E desta vez não socou apenas para machucá-lo, mas para ajeitar, preparar uma finalização. E aplicou um belíssimo mata-leão, quando Conor virou as costas para tentar se proteger.

Os tapas de Mcgregor no braço de Khabib desistindo da luta chocaram o público, em Las Vegas.

Mas a vitória não bastou para o russo.

O árbitro Herb Dean percebeu que ele seguiria apertando o queixo e o pescoço de Conor. Com toda a força, o afastou. Depois de xingar o irlandês, Nurmagomedov procurou Dillon Danis, preparador de jiu-jitsu do rival. Ele também o havia provocado, xingado.

O russo, tomado de ira, jogou seu protetor bocal em direção a Dillon, que o xingou.

O campeão não pensou duas vezes.

Protagonizou uma cena lastimável.

Pulou o octógono e foi para as cadeiras, onde estava Danis, que é muito maior do que ele.

Não só os dois trocaram socos, membros da equipe de Conor passaram também a agredir Nurmagomedov.

Enquanto isso, Conor estava se recuperando da terrível luta, quando foi agredido de costas por dois parceiros de treinos do russo. Um estava dentro do octógono. Outro invadiu por cima o ringue.

Os policiais trataram de conter as duas brigas, confusão generalizada, transmitida para o mundo todo.

Vergonha!

Assim que se livrou das agressões do russo, Conor McGregor tentou também pular o octógono para brigar com Nurmagomedov na cadeiras. Mas foi contido.

Quando a direção de tevê do UFC decidiu afastar as câmeras já era tarde.

O vexame já havia manchado de forma absurda o MMA.

O público vaiava, xingava com ódio a equipe russa.

A covarde agressão a Conor revoltara os torcedores.

Mas a saga continuaria.

Nurmagomedov não se importou e exigia seu cinturão.

Dana White falou claramente que não o entregaria.

Porque tinha medo da reação da plateia.

Ele acreditava que poderia haver invasão do octógno.

E pela primeira vez, um campeão do UFC não colocou seu cinturão.

Ao sair, escoltado por dezenas de policiais, mais vergonha.

Cerveja foi atirada no rosto do russo por torcedores.

O espetáculo foi deprimente.

Nurmagomedov e Conor serão punidos pela Comissão Atlética de Nevada pela confusão.

O russo pode até perder o cinturão.

Mesmo tendo vencido o combate e estando invicto.

Foto - Reprodução
 
23.01.2019
Coluna do Verde
23.01.2019
Moradores de rua inclusos no censo de 2020
23.01.2019
Maringá tem dois casos confirmados de leptospirose
23.01.2019
Hospital da Criança depende de obras na Avenida Brasil
23.01.2019
IPTU com 10% de desconto vale até amanhã
23.01.2019
Suspeita de matar cachorro a pauladas passará por audiência
22.01.2019
Melhorias no Contorno Sul devem iniciar em fevereiro
22.01.2019
Sema continua vistorias sobre mau cheiro em Maringá
22.01.2019
Em Davos, Bolsonaro deve destacar abertura econômica e democracia
22.01.2019
Suspeitos de roubo morrem após confrontos com a PM
22.01.2019
Semob aplicou mais de 327 mil multas em 2018
21.01.2019
Monsenhor Orivaldo Robles morre aos 78 anos
21.01.2019
Corinthians empata no sufoco
21.01.2019
Licitação para reforma do prédio da Saúde avança
21.01.2019
Quatro pessoas, incluindo um bebê, morrem em acidente
21.01.2019
Para ter uma arma em casa, o gasto mínimo é de R$ 3,7 mil
21.01.2019
Procon notifica escolas sobre lista de materiais
18.01.2019
Nenê vai ser titular no São Paulo
18.01.2019
Confrontos com policiais resultaram em sete mortes em 2018
18.01.2019
Governo anuncia redução de valores em serviços do Detran
18.01.2019
Aumentam denúncias de maus-tratos a animais em Maringá
18.01.2019
IPTU 2019 já rendeu R$ 14,4 milhões
18.01.2019
Terminal Intermodal deve ficar pronto em setembro
17.01.2019
Cyborg admite erros após nocaute
17.01.2019
Governo anula decreto para Hotel Bandeirantes virar museu
17.01.2019
GM atendeu 6 mil ocorrências em 2018
17.01.2019
Mau cheiro em Maringá vem de empresa de fertilizantes, aponta Sema
17.01.2019
Polícia indicia empresário maringaense por feminicídio
16.01.2019
Santos apresenta Soteldo
16.01.2019
Temporal provoca estragos em Maringá
16.01.2019
Brasileiros podem ter até 4 armas de fogo
16.01.2019
Homem é preso ao asfixiar bebê com álcool
15.01.2019
Maringá é destaque em investimentos em educação
15.01.2019
Cursinho UEM está recebendo pré-inscrições
15.01.2019
Ladrões furtam Secretaria do Meio Ambiente
15.01.2019
Restituição do IR começa a pagar hoje R$ 667 milhões
15.01.2019
Idosa morre durante briga entre filho e nora grávida
14.01.2019
Christina Rocha posta foto e impressiona
14.01.2019
Conselho Tutelar será notificado quando aluno faltar a aula
14.01.2019
Prefeitura intima Santa Rita e Hospital do Câncer
14.01.2019
PM apreende entorpecentes, arma e munição
14.01.2019
Ministro italiano agradece a Bolsonaro
14.01.2019
Fevereiro deve ter mutirão de atendimentos especializados
11.01.2019
Alerta contra a dengue
11.01.2019
São Paulo perde para Eintracht
11.01.2019
Parque Estadual em Maringá e Marialva é arquivado
11.01.2019
UEM se manifesta sobre corte de recursos
11.01.2019
PM estoura ponto de tráfico no Conjunto Requião
11.01.2019
Carnês do IPTU continuam sendo entregues em Maringá
10.01.2019
Semob aplicou 914 multas em 2018 por estacionar irregular
10.01.2019
Vagas em creches privadas vão custar R$ 30 milhões
10.01.2019
Governo vai fazer pente-fino no INSS
10.01.2019
Paiçandu registra o primeiro homicídio do ano
10.01.2019
Governo cancela repasse de verbas para obras em Maringá
09.01.2019
Prefeitura deve publicar edital de vagas em creche
09.01.2019
Maringaense será diretor de Igualdade Étnico-racial
09.01.2019
Dívida da Prefeitura com Hospital do Câncer é de R$ 2,6 milhões
09.01.2019
Segurança no Paraná terá integração, planejamento e inteligência
09.01.2019
Quatro pessoas ficam feridas em colisão
08.01.2019
Flamengo quer Bruno Henrique
08.01.2019
Vereador propõe Lei Antivandalismo
08.01.2019
Semob toma medidas para Av. Morangueira
08.01.2019
Maringá Encantada é prorrogada
08.01.2019
Mulher é esfaqueada pela nora
08.01.2019
Prefeitura começa a receber os kits escolares
07.01.2019
Filme sobre Queen vence Globo de Ouro
07.01.2019
Hemocentros precisam de doações na época de férias
07.01.2019
Bolsonaro diz que caixa-preta começou a ser aberta
07.01.2019
Hospital procura família de jovem baleado
05.01.2019
Governo não vai aumentar impostos, afirma Onyx
05.01.2018
4º BPM divulga comparativo entre 2017-2018
05.01.2019
Maringá terá o maior pomar urbano público do Brasil
05.01.2019
Nove presos não retornam após saída temporária
04.01.2019
Boselli confirmado no Corinthians
04.01.2019
Solicitação do passe do estudante já está disponível
04.01.2019
Dólar fecha em queda e Bolsa bate recorde
04.01.2018
Transporte Coletivo em Maringá sem reajuste
03.01.2019
Disney pretende desbancar Netflix
03.01.2019
Schumacher completa 50 anos
03.01.2019
Agência do Trabalhador têm vagas de emprego
03.01.2019
Dólar cai e bolsa bate recorde no primeiro dia do governo Bolsonaro
03.01.2019
Crianças e idoso estão desaparecidos em Maringá
03.01.2019
Prefeitura anuncia abertura de 350 vagas de estágios
02.01.2019
Ministro tomam posse no novo governo
30.12.2018
Aumenta número de microempreendedores em Maringá
30.12.2018
Amanda Nunes vence Cris Cyborg
30.12.2018
Virada de ano em Maringá
30.12.2018
Bandeira tarifária em janeiro será verde
30.12.2018
Prefeito Ulisses Maia avalia os dois primeiros anos de mandato
28.12.2018
Nova ala do HU não tem servidores nem equipamentos
28.12.2018
Feriados atrasam coleta de lixo em Maringá
28.12.2018
Bolsonaro estudar aumentar validade da CNH de 5 para 10 anos
28.12.2018
Prevenção contra dengue e escorpiões deve se intensificar
28.12.2018
Árvore dos desejos é mantida na Catedral
28.12.2018
Morre menino atropelado na véspera de Natal
Nipo Brasileiro Contabilidade
Asia Sushi Beer
SINCONFEMAR
Della Pizza
B1
Centro Comercial Tiradentes
Avenida Store
MAPA - Venda de Ônibus
Oliver Media
Garage Motors
OdontoAtual