Maringá, 21 de Setembro de 2019
GLOBAL BENEFÍCIOS Black Bull Steak House
 
Untitled Document
24.04.2019
Lavanderias de Maringá passam a ser fiscalizadas
Maringá conta com 35 lavanderias cadastradas e cerca de 10 são classificadas como de alto impacto ambiental, ou seja, estão localizadas em áreas próximas a córregos.

Todas serão vistoriadas pela força-tarefa da Secretaria do Meio Ambiente e Bem-Estar Animal (Sema) que iniciou, na manhã de ontem, o trabalho de fiscalização.
Na primeira empresa fiscalizada, os profissionais vistoriaram alvarás, licenças ambientais e documentos tributários. Também observaram as condições sanitárias e de segurança, lançamento de efluentes, áreas de tratamento e demais setores. Os órgãos vão emitir, nos próximos dias, laudos a serem inclusos em um relatório geral da Sema.

“A força-tarefa não se limitará apenas a um estabelecimento, mas vai chegar a todas empresas do setor. As ações devem ser transparentes e com o objetivo exclusivo da responsabilidade ambiental. Não queremos expor nem denigrir a imagem do setor”, afirmou o secretário de Meio Ambiente e Bem-Estar Animal, Marco Antonio Lopes de Azevedo.

Além da Sema, a força-tarefa reúne o Instituto de Água e Terra (IAT), Corpo de Bombeiros, Secretaria de Saúde e setores de fiscalização municipal. A Sanepar também inspecionará a rede de esgoto para a constatação de quaisquer irregularidades.

MOTIVAÇÃO
A decisão de iniciar essa força-tarefa foi tomada após uma reunião, no início do mês de abril, com representantes da Sema, IAT e do Ministério Público. Empresários de lavanderias também participaram e foram orientados sobre licença e liberações para o exercício da atividade.

Foram apresentados casos de suspeita de contaminação de rios por parte de alguns estabelecimentos do ramo. De acordo com Sema diversas denúncias foram feitas de pessoas que viram uma coloração estranha em rios e córregos do município.
Duas lavanderias chegaram a ser autuadas.

Uma das explicações seria que as lavanderias licenciam a empresa para uma quantidade de litros de água no início, mas acabam pegando mais serviço sem alterar a licença inicial. Dessa forma, ficam trabalhando fora da lei.

O secretário de Meio Ambiente, Marco Antônio Azevedo, informou que o trabalho de fiscalização será realizado até mesmo nos fins de semana. Uma lei que obriga a instalação de câmeras nesses estabelecimentos está tramitando na Câmara de Vereadores.

Victor Cardoso
Foto - PMM
 
21.09.2019
Maringá recebe atrações da Semana Literária Sesc
21.09.2019
Maringá tem ações no ‘Dia da Limpeza’
21.09.2019
Banco de Olhos suspende serviço em Maringá
21.09.2019
MP da liberdade econômica é sancionada
21.09.2019
Homem assassinado a facadas enquanto dormia
21.09.2019
Saúde confirma dois casos de sarampo em Maringá
Nipo Brasileiro Contabilidade
Asia Sushi Beer
SINCONFEMAR
Della Pizza
B1
Centro Comercial Tiradentes
Avenida Store
MAPA - Venda de Ônibus
Oliver Media
Garage Motors
OdontoAtual