Destaques do Dia

Inconformado com separação, homem esfaqueia 4 familiares da ex-mulher no Cajuru, em Curitiba

Homem estava escondido em árvore antes de esfaquear familiares da ex-mulher

Inconformado com a separação, um homem esfaqueou quatro familiares da ex-mulher na noite desta quarta-feira (27), no bairro Cajuru, em Curitiba. Dois homens não resistiram aos ferimentos e morreram no local.

De acordo com Edna de Araújo, ela e alguns familiares estavam em casa conversando quando repararam em uma pessoa debaixo de uma árvore. Pensando que poderia ser alguém com problema, eles resolveram se aproximar e ver o que estava acontecendo.

Foi nesse momento que o homem começou a golpear os familiares da ex-mulher. Na ação, quatro pessoas ficaram feridas. Dois homens não resistiram aos ferimentos e morreram no local.

Outro homem foi encaminhado para um hospital da região com ferimentos moderados e a outra vítima sofreu ferimentos leves. “Acredito eu que ele queria invadir para poder me pegar, mas esfaqueou meu sobrinho, meu irmão que tá no hospital e mais um”, disse Edna de Araújo.

Suspeito de crime alega legítima defesa

Edna e Isaque Sales da Silva, de 58 anos, tiveram um relacionamento de oito anos e, quando a mulher resolveu colocar um ponto final, foi ameaçada de morte. Contra o ex-marido, Edna tinha uma medida protetiva.

O autor, que é aposentado, foi encontrado uma hora depois do crime em um estacionamento no bairro Centro Cívico. Ele foi preso e encaminhado à Central de Flagrantes.

Como os familiares de Edna foram até o local que Isaque estava, o homem alega que os golpes de faca foram em legítima defesa. “Eu esfaqueei porque eles começaram a me segurar. Eu tive que me defender, ou era eu ou era eles”, afirmou o suspeito do crime.

Vídeo registra vítima de ataque no bairro Cajuru

Uma imagem de câmera de segurança flagrou uma das vítimas fatais andando na Rua José Giraldi logo após ser golpeado com uma faca. Depois de alguns passos, o homem cai na rua e morre antes da chegada do Corpo de Bombeiros (assista abaixo).

 

Por: Ric Mais

PUBLICIDADES E PARCEIROS