Destaques do Dia Noticias Gerais

Fogo consome Shopping Avenida Fashion

Não houve feridos, mas funcionários e lojistas lamentaram a grande tragédia econômica e social provocada pelo incêndio

O fogo começou por volta das 3hs de ontem, provavelmente pelo restaurante do shopping atacadista que estava voltando aos poucos às suas atividades, após longo período de quarentena. As causas ainda eram desconhecidas até ontem no final do dia, mas balanço inicial davam conta de que mais da metade das 200 lojas foram atingida pelas chamas, que se alastraram rapidamente devido ao grande volume de material inflamável (principalmente roupas) existente no interior do prédio de 34 mil metros quadrados. O shopping emprega mais de 600 funcionários, todos preocupados com o futuro de seus postos de trabalho.

Segundo informações do Corpo de Bombeiros, parte do teto desabou, o que dificultou sobremaneira a entrada no local das equipes de combate ao fogo. Só por volta das 11h30 é que as chamas foram controladas e a partir daí, seguiram-se os trabalhos de resfriamento, para evitar novos focos de incêndio e a operação rescaldo.

Enquanto o Corpo de Bombeiros, com quase todo o seu efetivo, inclusive a equipe do Aeroporto, combatia as chamas, centenas de funcionários se davam as mãos e oravam pelo estabelecimento, de onde eles tiram o sustento. “É dolorido ver isso, ainda mais depois de tanto tempo de paralisação”, lamentava a maioria dos trabalhadores e trabalhadoras, que ao mesmo tempo em que se solidarizavam com os lojistas manifestavam grande preocupação com o futuro.Com lágrimas nos olhos, uma balconista chegou a dizer que a dor que sentia não era apenas pela possibilidade da perda do emprego, mas porque a loja era quase que uma segunda casa para ela.

A Superintendência do shopping atacadista Avenida Fashion se manifestou logo pela manhã, informando que metade da estrutura do prédio foi afetada. Em nota à Imprensa, os diretores lamentaram o ocorrido, agradeceram o empenho do Corpo de Bombeiros para controlar as chamas, mas se disseram aliviados pelo fato de que não houve vítimas. Três soldados do CB, porém, sofreram ferimentos durante o trabalho de combate, mas nada grave, felizmente.

“A empresa esclarece  que não houve vítimas e reforça que dará total assistência aos lojistas e funcionários do shopping. O Shopping Avenida Fashion lamenta o ocorrido, agradece o apoio da sociedade maringaense e ressalta que segurança das nossas pessoas é a prioridade da empresa”, diz um trecho da nota. Prédios vizinhos que abrigam outros shoppings atacadistas não foram afetados, mas por precaução, devido principalmente à fumaça tóxica, todos permaneceram fechados no dia de ontem. O shopping fica na saída de Maringá para Campo Mourão.

Redação JP
Foto – Reprodução

PUBLICIDADES E PARCEIROS