Maringá

Menos de 70 pessoas utilizam leitos de Covid-19 em Maringá

23/04/2020 Governador Carlos Massa Ratinho Junior, entrega leitos do Hospital Universitario de Londrina. Foto Gilson Abreu

O professor José Gonçalves Vicente, mestre em estatística, divulgou alguns números sobre a pandemia de Covid-19 em Maringá durante entrevista à rádio CBN. De acordo com um estudo, que avalia os últimos 90 dias, não houve sobrecarga no sistema de Saúde, tudo isso por conta dos investimentos para o enfrentamento.

“A Secretaria de Saúde se preparou com uma boa estrutura e utiliza cerca de 50% do atendimento, atualmente. São 1.734 leitos gerais na Saúde e para Covid-19 são 204, hoje estamos atendendo 67 pessoas com a doença. Se alguém for nos hospitais vai encontrar em torno deste número, pouco a mais ou menos, sendo 35 internados em enfermarias e 32 em UTIs. Temos leitos disponíveis”, disse o professor.

Vicente informou que foram 32.100 notificações desde o início, sendo 22.428 encerrados. Para ele, as pessoas que se apavoraram, foram até o hospital e depois orientadas pelo médico que não estavam com a doença. Dentro dos 9.627 restante, 4.970 tiveram diagnósticos confirmados.

O  mestre em estatística disse que as projessões para os próximos meses são boas e que a possibilidade do sistema de Saúde entrar em colapso é muito baixa.

“Essa possibilidade é muito difícil porque a estrutura foi montada para não permitir isso. Para se ter uma dieia, de cada 10 leitos estamos usando dois nas enfermarias para infectados pelo novo coronavírus. Nas UTIs adulto de cada 10, utilizamos cinco; e nas UTIs neo-pediátras nenhuma. Lembrando que Maringá atende região, se formos falar só de pacientes maringaenses o número cai ainda mais”, concluiu ele.

Victor Cardoso
Foto – Reprodução

PUBLICIDADES E PARCEIROS