Destaques do Dia Maringá

Sasc intensifica abordagem e acolhimento à moradores de rua

A população de Maringá está convidada a participar de mais uma ação solidária do Provopar

Depois de um longo período de chuva as temperaturas começaram a cair em Maringá. Para atender pessoas que vivem em situação de vulnerabilidade morando nas ruas, a Secretaria de Assistência Social de Maringá (Sasc) intensificou o serviço que já é prestado durante o ano inteiro. Sempre que os termômetros registram temperaturas abaixo de 10º o trabalho é ampliado.

O plantão realizado pelas equipes começa às 20 horas e vai até às duas da manhã. Somente ontem foram abordados 86 pessoas. O convite para receber abrigo no Albergue Santa Luiza de Marillac é feito para todos, porém, apenas três aceitaram receber a ajuda. O restante recebeu cobertores; pelo menos 60 peças foram distribuídas.

A busca é feita em diversas áreas da Cidade por pelo menos quatro equipes. São pessoas que já têm experiência com essas pessoas, muitos moradores são conhecidos e só aceitam a abordagem de servidores, para eles, confiáveis; a informação é do educador social Marco Augusto da Silva, coordenador do serviço especializado.

A Sasc salienta que a ajuda da população é importante para que todos os moradores de rua tenham a oportunidade de serem atendidos e, se quiserem, abrigados. Para isso, o telefone (44) 99103-5661 está disponível. Quem identificar uma pessoa em situação de risco, deve entrar em contato e passar as informações.

LEITOS

Além de 100 vagas no Albergue Santa Luiza de Marillac, a Prefeitura de Maringá adquiriu outros 20 leitos para abrigar temporariamente pessoas em situação de rua. Os lugares ficam na Casa de Acolhida Coração Imaculado, que vai receber R$ 62 mil por três meses disponibilizando parte da estrutura. As vagas são para homens e mulheres acima de 18 anos.

Todo o processo aconteceu por meio de dispensa de licitação com a justificativa que é preciso ampliar o número de leitos e lugares que atendam essas necessidades. A Prefeitura reforça que o trabalho também é em combate à Covid-19, já que estar nas ruas é ficar mais exposto ao vírus.

“Com as vagas adquiridas, a atenção ao morador de rua será mais completo, exatamente pelo abrigamento mais longo, que permitirá não apenas a tentativa de restabelecimento de vínculo com a família e eventual encaminhamento para sua cidade de origem, mas também atendimento psicológico, orientação profissional e outras intervenções para valorizar sua cidadania. A expectativa é de uma permanência de até seis meses”, explicou a Assessoria de Comunicação da Prefeitura por meio de nota.

Enquanto isso, o ginásio Valdir Pinheiro continua sendo utilizado como abrigo, assim como o albergue municipal.

DRIVE-THRU

A população de Maringá está convidada a participar de mais uma ação solidária do Provopar. Por meio de sistema drive thru, motoristas poderão doar alimentos não perecíveis, produtos de higiene e limpeza, entre outros itens no estacionamento da praça da Prefeitura de Maringá. O evento acontece, hoje e amanhã, entre 8h30 e 17 horas.

O modelo da realização foi definido para que tudo possa acontecer sem nenhum risco à saúde e evitar aglomeração. O que for arrecadado na ação social vai ser destinado ao Provopar que, posteriormente, faz a distribuição para entidades e pessoas em situação de vulnerabilidade social.

De acordo com Miriam Scabora, vice-presidente do Provopar, o acesso ao pátio do estacionamento será pelas avenidas XV de Novembro e Getúlio Vargas.

Victor Cardoso
Foto – Reproducão

PUBLICIDADES E PARCEIROS