Destaques do Dia

Projeto de inclusão digital ajuda idosos de Maringá

O Museu Dinâmico Interdisciplinar (Mudi), da Universidade Estadual de Maringá (UEM) está investindo no projeto de “Inclusão Digital” e postando conteúdo para ajudar os idosos durante o isolamento social. São várias ações, a mais recente é um vídeo falando sobre os cuidados em casa, trazendo modificações que podem auxiliar na autonomia dentro de casa.

A produção fala sobre evitar tapetes escorregadios, organizar os aparelhos eletrônicos, instalar barras ou apoiadores em locais que podem acontecer acidentes, manter medicamentos em locais adequados, entre outros. Além disso, o vídeo mostra alterações na rotina que podem prevenir a transmissão da Covid-19.

Um grupo de alunos atua no projeto do Mudi, ministrando cursos de informática básica digital e utilização de aplicativos e smartphones para idosos, alunos da Universidade Aberta a Terceira Idade (Unati), que funciona na UEM. Mas a pandemia suspendeu as atividades presenciais; com isso as novas formas de relacionamento surgiram no online.

“A equipe do projeto Inclusão Digital tem alunos das áreas zootecnia, odontologia e engenharia civil. E foi essa última que nos inspirou desta vez. Pesquisamos as necessidades de cuidados com os idosos durante o período da pandemia e vimos que há riscos relacionados ao ambiente doméstico”, explicou a professora Josiane de Mello, coordenadora das ações.

A pesquisa do audiovisual é comandada pela aluna do terceiro ano de engenharia civil da UEM, Mayla Raissa Volverde Macedo, juntamente com outros graduandos Poliana Santos Borges (Odontologia); e Giovana Esteves, Lorena de Rezende e João Victor Peres Gutierrez (Zootecnia).

“Nossa ideia foi produzir um vídeo sugerindo adequações nas residências para diminuir possíveis acidentes, além de facilitar a estadia do idoso em casa, já que estamos em isolamento social. Como estudante de engenharia civil, acredito que trabalhar na produção e idealização desse vídeo foi muito importante, porque me ajudou a entender quais as necessidades dos idosos quanto às residências em geral. Além disso, fico feliz em saber que o trabalho da minha equipe tem contribuído com a segurança e conscientização dessas pessoas, que estão no grupo de risco. Muito bom os ajudar a passar por esse momento tão difícil”, declarou Mayla em entrevista ao site da UEM.
Para ter acesso ao conteúdo basta acessar o link: cpr.uem.br/index.php/videos-unati/unati-videos-cuidados.

Victor Cardoso
Foto – Reprodução

PUBLICIDADES E PARCEIROS