Policial Região

Chefes comandavam crime de dentro da cadeia

Quinze mandados de busca e apreensão foram cumpridos em Londrina na manhã de ontem e segundo informações de vários sites de notícias, um dos líderes da facção , ligada ao PCC, seria fugitivo da Penitenciária Estadual de Maringá. A operação nacional da PF foi desencadeada nesta segunda-feira simultaneamente em 19 estados. Para o Estado do Paraná foram expedidos 72 mandados de busca e apreensão e 101 de prisão. Mas muitos dos alvos da operação já estavam presos.

A operação teve apoio da FICCO (Força Integrada de Combate ao Crime Organizado), que investiga crimes de tráfico de drogas e também de lavagem de dinheiro. Segundo a Polícia Federal, a organização criminosa possuía um setor chamado “Setor de Progresso”, responsável pela lavagem de dinheiro oriundo da venda de drogas. Havia também o “Setor de Ajuda”, que auxiliava no encaminhamento do dinheiro lavado para contas bancárias de “laranjas”.
Com esse dinheiro eram feitos pagamentos também dentro dos presídios para os integrantes graduados, que recebiam de acordo com a sua importância dentro do esquema. Mais de mil policiais estiveram envolvidos na operação de ontem, que também conseguiu bloquear cerca de R$ 252 milhões em contas ligadas ao PCC (Primeiro Comando da Capital).

Redação JP
Foto – Reproduçào

PUBLICIDADES E PARCEIROS