Policial

Polícia Civil desvenda assassinato e prende três em Sarandi

Quase um mês depois a Polícia Civil de Sarandi desvendou o crime de um jovem que teve sua casa invadida por três homens que o fuzilaram na frente da esposa. O assassinato aconteceu no dia 21 de agosto na residência da vítima no Conjunto Residencial Sarandi II. Carlos Daniel dos Santos Freschi, de 20 anos, foi morto durante a madrugada por três homens armados e encapuzados. Segundo a Polícia Militar, que atendeu a ocorrência, os criminosos arrancaram o portão da residência da vítima, arrombaram a porta dos fundos e fuzilaram o morador que saia do quarto assustado com o barulho.

As investigações, conduzidas pelo delegado Adriano Evangelista, concluíram que o crime foi motivado por uma suposta dívida de drogas que a vítima tinha cum um homem suspeito de comandar o tráfico no bairro.

“A vítima já teria trabalhado para o suspeito e quando ocorreu o crime, ele estaria também, vendendo drogas por conta própria. Assim, o suspeito arregimentou os três indivíduos que invadiram a casa de Carlos Daniel”, disse o delegado Adriano, que após levantar a identidade dos três e mais do mandante, pediu a prisão dos quatro envolvidos no assassinato. A identificação dos criminosos foi facilitada por imagens de uma câmera de segurança, que mostra os três voltando ao local do homicídio.

Os suspeitos , devidamente identificados e com mandados de prisão em aberto, estão agora sendo procurados pela polícia. São eles: Everton Diego, apontado como chefe do tráfico de drogas no bairro; Wellington Barbosa de Aragão, conhecido como “Vesgo”, Luis Guilerme de Ramos, vulgo “Même” e Fabiano Perinotti de Ramos Júnior, vulgo “Gordinho”.

Redação JP
Foto – Reprodução

PUBLICIDADES E PARCEIROS