Policial Região

Pai descobre que outra pessoa estava sepultada no túmulo do seu filho

O auxiliar de serviços gerais Luiz Ferreira da Silva levou um susto quando foi esta semana visitar o túmulo do filho no Cemitério Municipal de Paiçandu. Ao chegar no local se deparou com o jazigo violado. Foi checar o que tinha acontecido e se espantou com o que apurou: os restos mortais do seu filho havia sido levado para um ossário. O que havia no túmulo que ele mandou fazer era o corpo de outra pessoa.

“Fui levar o pedreiro no cemitério para fazer o revestimento no túmulo do meu filho e quando cheguei no cemitério não achei o túmulo do meu filho. Achei que eu estava perdido. Busquei minha esposa e também não encontramos. Fui na prefeitura e consegui os comprovantes que o túmulo era nosso. Os restos mortais do meu filho foram levados para um ossário. Trataram meu filho como indigente”, disse o pai desesperado e indignado ao descobrir a violação.

Luiz tem comprovantes de que comprou o terreno no cemitério e sobre a cova do filho morto aos 19 anos de idade, construiu um jazigo. Mas os restos mortais do rapaz , sepultado há quatro anos, haviam sido transportados para o ossário sem o conhecimento da família. Aí, o procurou um advogado para acionar a Prefeitura de Paiçandu na Justiça.

Luiz Ferreira da Silva está inconformado e por isso vai bater às portas da justiça. “Não tem explicação o que fizeram. Não dá para entender o que eles estão fazendo com as pessoas enterradas no cemitério”, disse, ressaltando que a dor da família, que já era grande, agora aumentou com o absurdo que fizeram no túmulo. “Onde vou acender velas no dia de Finados? Eu e minha esposa estamos sofrendo tudo de novo. A dor voltou outra vez. Não respeitaram nossa dor e ainda tentaram mentir pra gente. O que eles fizeram comigo só Deus sabe. Minha esposa está sofrendo demais”, disse Luiz Ferreira da Silva. A Polícia Civil instaurou inquérito para apurar a denúncia. Há suspeita de que a administração do cemitério tenha vendido o mesmo túmulo duas vezes.

Por meio da sua assessoria de imprensa, a administração municipal de Paiçandu informou em nota oficial que vai apurar responsabilidades: “A prefeitura de Paiçandu informa que ao tomar conhecimento instaurou um processo de investigação para apurar os fatos. Lamentamos profundamente o ocorrido e iremos adotar providencias imediatas”.

Redação JP
Foto – Reprodução

PUBLICIDADES E PARCEIROS