Esportes

Flamengo dá o troco no Del Valle, goleia e garante vaga

Após a goleada sofrida em Quito por 5 a 0 – a pior da história do Flamengo na Libertadores -, o Flamengo deu a resposta nesta quarta no Maracanã: vitória por 4 a 0 com atuação de gala dos garotos do Ninho e das estrelas do elenco. Se não devolveu placar tão elástico, o Rubro-Negro, com 12 pontos, pôde celebrar a classificação antecipada para as oitavas de final da Libertadores.

Isso porque no outro jogo do Grupo A, nesta noite na Colômbia, o Junior Barranquilla foi superado pelo Barcelona (EQU) e estacionou nos seis pontos, enquanto o time de Guayaquil conquistou os primeiros pontos. O Del Valle, com nove, recebe o Barcelona na rodada final, enquanto o Fla recebe o Junior.

A opção de Jordi Guerrero, auxiliar que substituiu Dome Torrent pelo segundo jogo consecutivo, foi por manter a base do time que empatou com o Palmeiras no domingo. Assim, seis dos sete jogadores recuperados da Covid-19 no banco. A exceção foi Matheuzinho, formando p setor defensivo ao lado de mais quatro garotos do Ninho: o goleiro Hugo, os zagueiros Noga e Natan e o lateral Ramon.

A apresentação foi segura: firmeza no combate e tranquilidade na saída de bola. Debaixo das traves, Neneca fez, ao menos, três ótimas intervenções e garantiu o placar zerado por parte do Del Valle. Méritos que devem ser divididos com toda equipe. Diferentemente do que aconteceu em Quito, o Flamengo ajustou a marcação. Ao não pressionar a saída rival desde o goleiro, o time de Guerrero protegeu melhor o meio de campo e a entrada da área.

A estratégia também se mostrou efetiva na parte ofensiva. Quando o Del Valle adiantou os zagueiros, o Flamengo forçou os passes longos, aproveitando os velozes atletas, para agredir a área de Jorge Pinos. Matheuzinho foi acionado por Pedro, arrancou pela direita e cruzou na medida para Lincoln – que tinha criado outros lances de perigo na partida – abrir o placar no Maracanã: 1 a 0.

Seis minutos depois, aos 30, foi a vez de Thiago Maia encontrar ótimo passe para Gabriel Barbosa. Partindo de antes do meio de campo, o camisa 9 deixou para trás da zaga e, já cara a cara com o goleiro, só rolou para Pedro: 2 a 0. A única má notícia para o Flamengo veio ainda antes do intervalo, com Gabigol deixando o gramado irritado após torcer o tornozelo direito em lance isolado.

Ao sair, Gabigol deu lugar a Bruno Henrique. Qualidade mantida e coube ao Rei da América garantir a goleada do Rubro-Negro, dando o troco no Del Valle. Aos cinco minutos, a jogada foi de Ramon pela esquerda, Arrascaeta finalizou e, no rebote de Pinos, o camisa 27 (que não marcava desde julho) só conferiu: 3 a 0.

Aos poucos, o time do Flamengo diminuiu o ritmo – muito pelo desgaste da sequência de jogos e viagens em setembro. O volume do Del Valle cresceu, porém os equatorianos voltaram a esbarrar nas intervenções de Hugo Souza.

Aos 26, no momento mais difícil para a jovem defesa do Flamengo, apareceram os “vovôs” Arrascaeta e Bruno Henrique – mais uma vez. Uma linda assistência uruguaia para o atacante, que transformou a vitória em goleada: 4 a 0. Até cabia mais: o Flamengo não conseguiu chegar ao quinto, mas garantiu a vaga.

PUBLICIDADES E PARCEIROS