Esportes

Corinthians tem o pior desempenho na sua arena

Não é segredo para ninguém que o Corinthians passa por uma temporada difícil em termos financeiros e esportivos, sem apresentar bons resultados e bom desempenho. Muito disso se deve à falta do fator casa em 2020, que registra o pior aproveitamento do time jogando na Neo Química Arena, desde que começou a ser usada pelo clube, em 2014, antes da Copa do Mundo.

Até aqui, neste ano, o Timão mandou 15 jogos em seu estádio, venceu sete, empatou seis e perdeu dois (para Palmeiras e Inter de Limeira). Esse retrospecto resulta em 60% de aproveitamento dos pontos disputados, ou seja, a cada cinco pontos, a equipe conquista três. Se formos pensar na supremacia corintiana em Itaquera, é muito pouco para um local que amedronta rivais.

E esse desempenho ruim pode ser comprovado quando comparamos com outras temporadas. Em 2015, por exemplo, temporada arrasadora que culminou no título brasileiro conquistado de forma brilhante sob o comando de Tite, o aproveitamento na Neo Química Arena foi de incríveis 80%, bem superior ao índice geral, que é de pouco mais de 70% em 209 partidas.

Aquele foi o melhor desempenho do Corinthians em seu estádio desde a inauguração, em 2014. O ano de 2015 registrou 35 jogos, 26 vitórias, seis empates e três derrotas. A cada cinco pontos disputados, conquistou quatro. Aquele índice quase foi repetido na temporada 2016 (78,43%), mas desde então ele aponta queda significativa nos anos seguintes, especialmente em 2019.

No ano passado foi registrado o pior aproveitamento do Timão na Neo Química Arena, apenas 61,40% dos pontos disputados. Foi a temporada com mais partidas no estádio e com mais igualdades: 38 jogos, 19 vitórias, 13 empates e seis derrotas. Números que seguiram a tendência mostrada em 2018, que registrou o maior número de derrotas (7) e índice um pouco maior: 64,44%.

Não à toa, por circunstância de qualidade de elenco, de trocas de treinadores e de problemas financeiros, 2020 também indicava que poderia seguir a queda, mas isso foi agravado ainda mais pela pandemia de coronavírus, que faz com que as partidas sejam jogadas com portões fechados, ou seja, um dos grandes trunfos do Corinthians para levar vantagem na Neo Química Arena, que é sua Fiel torcida, não pode comparecer no estádio há dez jogos.

Esse aproveitamento e o fator casa passarão por um teste de fogo nos próximos jogos marcados para o estádio. Os adversários que desafiarão o Corinthians em Itaquera são de altíssimo nível, incluindo uma partida decisiva pela Copa do Brasil e dois clássicos. São eles: Santos, Flamengo, América-MG (oitavas Copa do Brasil), Internacional, Atlético-MG, Grêmio e São Paulo.

Confira o aproveitamento na Neo Química Arena desde 2014:

2014 – 18 jogos/12 vitórias/5 empates/1 derrota/75,93%
2015 – 35 jogos/26 vitórias/6 empates/3 derrotas/80%
2016 – 34 jogos/24 vitórias/8 empates/2 derrotas/78,43%
2017 – 34 jogos/20 vitórias/11 empates/3 derrotas/69,61%
2018 – 35 jogos/19 vitórias/9 empates/7 derrotas/64,44%
2019 – 38 jogos/19 vitórias/13 empates/6 derrotas/61,40%
2020 – 15 jogos/7 vitórias/6 empates/2 derrotas/60%
GERAL – 209 jogos/127 vitórias/58 empates/24 derrotas/70%

Foto – Reprodução

PUBLICIDADES E PARCEIROS