Policial Região

Primos teriam sido executados por matar sem autorização do PCC

Dois jovens foram executados a tiros na última terça-feira em Tapejara. As vítimas eram os primos Tiago Zeni da Silva, de 22 anos e Herisson Gustavo Zeni, de 21 anos. Os dois tinham passagens pela polícia e um deles teria ligação com o PCC. A Polícia Civil apurou que o duplo homicídio teria ocorrido porque no dia anterior os dois jovens mataram um homem de 32 anos sem autorização da organização criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC).

O delegado de Cruzeiro do Oeste, Izaias Cordeiro Lima, encarregado das investigações, disse nessa sexta-feira que “todos os indícios nos levam a essa conclusão”.

Um dos primos, o de 21 anos, usava tornozeleira eletrônica e seria membro da organização criminosa . O de 22 teria saído da Penitenciária de Cruzeiro do Oeste há uma semana, onde esteve preso por suspeita de estupro de vulnerável. O assassinato que a dupla cometeu no início da semana teria sido por ciúmes. A vítima havia dançado com a mulher de um deles e por isso foi assassinada. Só que o PCC teria reprovado a motivação e sentenciado os dois jovens à pena capital. “Acreditamos que foi um recado para outros integrantes da organização”, disse o delegado.

Redação JP
Foto – PC

PUBLICIDADES E PARCEIROS