Esportes

Los Angeles Lakers é campeão da NBA

Após dez anos de espera, o Los Angeles Lakers finalmente voltou a ser campeão da NBA ao vencer o Miami Heat no jogo 6 das finais neste domingo (11). Com uma vitória tranquila por 106 a 93, o time de LeBron James fechou a série por 4 a 2 atualizou a lista de recordes da principal liga de basquete do mundo.

Campeão da NBA pela 17ª vez na história, o Los Angeles Lakers se iguala ao Boston Celtics como o recordista de títulos da competição. A franquia californiana não levantava o troféu desde 2010, quando Kobe Bryant ainda era a grande estrela da equipe que conquistou o troféu contra os Celtics.

O ídolo dos Lakers, morto em janeiro após um trágico acidente de helicóptero, não pôde presenciar a conquista histórica contra o surpreendente Miami Heat. Mas não faltaram homenagens a ele durante toda a trajetória dos campeões, que buscaram inspiração no legado do Mamba Negra. Desta vez, no entanto, coube a LeBron James liderar o time rumo ao topo. Afinal, além de atuações decisivas, o camisa 23 foi eleito o jogador mais valioso das finais e ampliou a sua lista de recordes.

Atuação inspirada dos Lakers
No jogo 6, disputado na bolha da NBA na Disney, os Lakers dominaram o placar desde o começo e abriram grande vantagem sobre o Miami Heat antes mesmo do intervalo. LeBron James somou 28 pontos, 14 rebotes e 10 assistências e chegou ao seu 11º triple-double em finais, ampliando seu próprio recorde. Já o parceiro Anthony Davis, que comemorou o seu primeiro título da NBA, contribuiu com 19 pontos e 15 rebotes.

Desta vez, LeBron James e Anthony Davis tiveram o auxílio de Kentavious Caldwell-Pope, que ajudou com 17 pontos. Além disso, o armador Rajon Rondo, que já tinha sido campeão pelos Celtics em 2008, foi o principal pontuador saindo do banco com 19 pontos. Com uma defesa implacável, o Los Angeles Lakers mostrou apetite de campeão e chegou a abrir vantagem superior a 35 pontos no terceiro quarto.

Pelo Miami Heat, o astro Jimmy Butler teve noite discreta , com apenas 12 pontos. Bam Adebayo terminou como o cestinha do time, com 25 pontos e 10 rebotes. Longe de ser o suficiente para forçar um jogo 7 contra o La Lakers, que já tinha perdido uma chance de ser campeão na última sexta, quando perdeu a primeira chance de fechar a série. Desta vez, LeBron James e companhia não perdoaram.

Para chegar à final, o Miami Heat teve uma trajetória surpreendente nos playoffs, eliminando o Milwaukee Bucks, melhor time da temporada regular. Em seguida, venceu o Boston Celtics para voltar à final pela primeira vez desde 2014, quando ainda contava com LeBron.

Campeão com recordes
Na partida em que o LA Lakers se sagrou campeão e igualou o Boston Celtics como maior vencedor da NBA, LeBron James entrou em quadra pela 260ª vez em finais. Assim, ele superou o recorde que era de Derek Fisher, também dos Lakers.

Além disso, LeBron é o primeiro jogador da história a ser eleito MVP (jogador mais valioso) das finais por três times diferentes. Em seus três títulos anteriores, um pelo Cleveland Cavaliers (2016) e outros dois pelo Miami Heat (2012 e 2013), ele já tinha recebido o prêmio.

Assim como LeBron James, o criticado Danny Green também entrou para o seleto time de jogadores que foram campeões por três franquias diferentes. Afinal, ele já tinha sido campeão por San Antonio Spurs, em 2014, e Toronto Raptors, em 2019. Além dos dois, apenas Robert Horry e John Salley ganharam anéis por três equipes.

PUBLICIDADES E PARCEIROS