Destaques do Dia Maringá

Mais de 700 alunos trancaram a matrícula este ano na UEM

Até a última terça-feira, 728 alunos da Universidade Estadual de Maringá (UEM) trancaram a matrícula na instituição. Deste total, 543 trancamentos foram depois do início do Ensino Remoto Emergencial (ERE). O sistema garante aulas online e também conteúdos gravados. Em relação ao mesmo período do ano passado, aconteceram quatro vezes mais matrículas trancadas; em 2019 foram 149.

A UEM instituiu que o ano trancado não vai contar na soma final de tempo máximo de graduação, a medida foi tomada para não prejudicar os alunos que, de alguma forma, estão com dificuldades de adaptação ao ERE. A reitoria lamenta apenas que, mesmo de forma implícita, há perda por parte do acadêmico que deixa de realizar atividades no curso.

A universidade tem 14 mil alunos de graduação, com isso as matrículas trancadas somam 5% do total. A principal justificativa é a forma das aulas motivadas pela pandemia do novo coronavírus. Para auxiliar alunos com necessidades, a UEM disponibilizou computadores, celulares e chips internet.

Redação JP
Foto – Reprodução

PUBLICIDADES E PARCEIROS