Maringá

Hemocentro participa de evento para incentivar doação de sangue

A Dinâmica Consultoria, empresa júnior do curso de Engenharia de Produção da UEM, realiza hoje a 10ª edição do Atitude Correndo nas Veias. A ação vai ser das nove às 17 horas no Hemocentro Regional de Maringá com o objetivo de promover e estimular a dação de sangue. O evento é anual e este ano, seguindo as recomendações sanitárias, também será realizado.

A mobilização é destinada a estudantes, professores, técnicos da Universidade e toda comunidade maringaense. Para participar é necessário agendar horário para a doação preenchendo o formulário disponibilizado e, logo em seguida, a equipe dará mais detalhes sobre a doação. O link para o formulário é bit.ly/Formul%C3%A1rio-de-Interesse.

O doador deve ter entre 16 e 69 anos, lembrando que jovens de 16 e 17 anos devem estar acompanhados de apenas um responsável, pesar mais de 50 kg e apresentar documento oficial com foto. Para evitar aglomeração e contágio pela Covid-19, haverá distanciamento entre cadeiras e higienização constante de todos os equipamentos do local.

“Desde o início da pandemia e do isolamento social, os estoques de sangue do Hemocentro tem enfrentado instabilidade. Não estamos passando por situação problemática, mas em alguns meses houve redução de aproximadamente 50% do estoque para transfusões. No comparativo com 2019, o número de doadores diminuiu, em média, 23% este ano”, disse Gerson Zanusso Júnior, responsável pela chefia técnica do Hemocentro Regional de Maringá.

DADOS

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), são realizadas 92 milhões de doações de sangue por ano em todo o mundo. Uma única doação pode salvar até quatro vidas. No Brasil, segundo a OMS cerca de 1,9% dos brasileiros doam sangue regularmente. Este número está dentro dos parâmetros definidos pela OMS.

Em tempos de pandemia, os bancos de sangue estão sendo monitorados e já apresentam uma diminuição nos estoques de bolsas. A orientação do Ministério da Saúde é que as doações não parem. Os postos de coleta de sangue já tiveram uma queda de 30% segundo a Associação Beneficente de Coleta de Sangue (Colsan).

Para garantir a proteção de todos os voluntários, os cuidados com a higienização foram intensificados pelos hemocentros, lavagem de mãos, uso de antissépticos e higienização de instrumentos e superfícies.

Victor Cardoso
Foto – Reprodução

PUBLICIDADES E PARCEIROS