Maringá

Crea-PR elabora estudo apontando carências em Maringá

O Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Paraná (Crea-PR) estudou as principais demandas de Maringá para desenvolver nove Estudos Básicos de Desenvolvimento Municipal (EBDM). Esses estudos viraram propostas que integram o programa Agenda Parlamentar do Conselho Paranaense. O objetivo é colaborar com as gestões municipais.

Os nove EBDMs são: Estradas e Sinalização Rurais; Desburocratização; Regularização Fundiária Rural; Retomada do Casa Fácil; Implementação da Assistência Técnica gratuita para baixa renda; Que os valores de Outorga onerosa sejam revertidos somente para o Fundo Municipal de Habitação; Aprovação imediata de projetos replicados sem necessidade de análise; Estímulos Municipais para Licenciamento Ambiental; e Cidades Sustentáveis.

“No estudo, o futuro gestor encontra apontamentos sobre a largura de estradas, a quantidade de vezes que ela deve ser recuperada durante o ano, se deve e onde fazer as microbracias, os trechos que necessitam de lama asfáltica ou ser empedrado, as curvas que precisam de manutenção, entre outros. Nós fizemos a ponte entre a área urbana e rural, mostrando a importância do campo para o município”, explicou o engenheiro Agrônomo Paulo Milagres, que liderou a elaboração sobre Estradas e Sinalização Rurais.

Na política habitacional, foram elaborados dois estudos para Maringá. A retomada do programa Casa Fácil, que existe pelo Crea-PR há mais de 30 anos, é um deles. Já sobre os estudos sobre Desburocratização e Cidades Sustentáveis, o foco não é o conceito de Smart Cities, nem de Cidades Inteligentes, mas sobre mecanismos importantes para construir
uma Cidade Sustentável, como acessibilidade, mobilidade urbana e inteligência artificial.

Os levantamentos foram desenvolvidos com a ajuda da Associação dos Engenheiros e Arquitetos de Maringá (Aeam), Associação Norte Paranaense dos Engenheiros Ambientais (Anpea), Associação Maringaense dos Engenheiros Agrônomos (Amea), Associação dos Geógrafos Brasileiros Regional Maringá (AGB-RM), Associação Profissional dos Geógrafos do Estado (Aprogeo) e Sindicato dos Engenheiros no Estado do Paraná (Senge-PR).
Todos os estudos estão disponíveis no site: agendaparlamentar.crea-pr.org.br.

Victor Cardoso
Foto – Reprodução

PUBLICIDADES E PARCEIROS