Coluna Francês Press Noticias Gerais

Francês Press

Publicado ontem, decreto presidencial autorizando estudos para a terceirização das UBS – Unidades Básicas de Saúde – açulou os parlamentares da oposição. Deputados do PT, PCdoB, PSB e do PSL apresentaram Projetos de Decreto Legislativo para suspender o que está sendo proposto pelo governo.

Assinada pelo presidente Bolsonaro e pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, a publicação visa modernizar a gestão da porta de entrada do serviço público de saúde. Quer torna-la mais produtiva e dinâmica, já que a morosidade está entre as principais reclamações populares.

Para o líder do PT no Senado, Rogério Carvalho essa ação representa um primeiro passo “rumo à privatização da gestão da atenção básico, um crime contra o cidadão e seu direito à saúde, aumentando as filas e piorar o acolhimento e atendimento aos hipertensos, diabéticos, e todos que precisam do SUS”.

Cabe a Rodrigo Maia pautar a entrada da matéria para ser discutida em plenário. Vai ser uma batalha encarniçada com a oposição sustentando que é um absurdo entregar a saúde popular para as mãos da iniciativa privada.

Aqui no Paraná a oposição representada pela APP-Sindicato também arma barricadas. Mobiliza-se contra a intenção do governo Ratinho militarizar mais de 200 colégios estaduais.

Inimiga dos governos paranaenses, a APP não quer nem saber qual é a opinião dos paranaenses que foram pesquisados durante dois dias pelo governo. Afirma que o governo burla lei e bom senso ao tentar impor um modelo não aprovado pela comunidade.  

O deputado estadual Tadeu Veneri (PT) foi à Procuradoria-Geral de Justiça do Ministério público do Paraná contra os colégios cívico-militares. Segundo ele “Ratinho instala escolas militares a força”. Também exige que a Secretaria de Educação “explique os critérios para escolha dos colégios a serem transformados”.

A Polícia Federal realiza desde terça-feira a Operação Antifumo. Objetivo: desarticular organização criminosa responsável pela distribuição e venda de cigarros paraguaios nas regiões de Faxinal, Telêmaco Borba e Umuarama.

Líder do governo na Câmara, o deputado Ricardo Barros não gostou de colocação feita durante entrevista ao vivo na Rádio Gaúcha. Foi no programa Timeline, e o repórter perguntou: “Que tipo de coisa física o presidente precisa dar para conseguir esse troca-troca?”

Ricardo perdeu a paciência e foi na jugular: “Desculpa, eu não vou tratar com você dessa coisa de troca-troca. Isso é chulo. Você é gaúcho, rapaz. Está pensando que isso aqui é a casa da mãe Joana?”

A Polícia Rodoviária Federal inicia amanhã a Operação Finados que ira até 23h59 de segunda-feira. Vai monitorar os indicadores de criminalidade e acidentalidade. O efetivo será direcionado para policiamento ostensivo preventivo em locais e horários de maior incidência de acidentes graves e de criminalidade.

Alvos específicos da fiscalização para garantir segurança, conforto e fluidez do trânsito: embriaguez ao volante, as ultrapassagens proibidas e o controle de velocidade. O uso do cinto de segurança e dos dispositivos de retenção para crianças, além do trânsito de motocicletas, também serão alvo de fiscalizações da PRF

PUBLICIDADES E PARCEIROS