Policial

Caso Sevilha: Adiado o terceiro julgamento dos acusados de matar o auditor fiscal

Depois de dois julgamentos inconclusos, o terceiro estava agendado para o dia 18 de novembro. Estava, porque o juiz da 3ª. Vara Federal de Maringá anunciou ontem que o caso foi retirado da pauta do Tribunal do Júri. A medida foi tomada em atendimento a orientações do Conselho Nacional de Justiça, quanto ao cumprimento dos protocolos estabelecidos pelas autoridades sanitárias devido à pandemia.

O novo julgamento fica fora da pauta até a situação epidemiológica da região ser normalizada. O auditor da Receita Federal, José Antônio Sevilha foi assassinado em 2005 a mando de um empresário por ele fiscalizado e multado. Desde então, a família aguarda a condenação dos três dos cinco acusados, que estão presos em Maringá.

Redação JP
Foto – Reprodução

PUBLICIDADES E PARCEIROS