Noticias Gerais

Secretaria de Segurança terá robô para elucidar casos de estupro

O robô que o governo do Paraná acaba de receber do Ministério da Justiça acelera a extração de amostras de DNA, sendo capaz de extrair material genético de 80 amostras simultaneamente. Este reforço que a Polícia Científica do Estado agora possui, deve permitir que pelo menos dois mil casos de estupros ainda não solucionados possam ser investigados com rapidez.

No mesmo tempo que pelos recursos existentes atualmente a Polícia Científica consegue extrair uma amostra, com o robô conseguirá 80. Com isso será possível solucionar em um ano a maioria dos casos pendentes. O coordenador do laboratório de genética molecular da Polícia Científica, Marcelo Malaghini, diz que “o que se pretende é aumentar o Banco de Perfis Genético. um banco com dados de indivíduos cujo material genético foi encontrado em cenas de crimes sexuais.

Em caso de estupro, os materiais são confrontados e o autor é identificado rapidamente”. O robô de DNA também será útil em caso de acidentes ou catástrofes, com múltiplas vítimas em que é necessário processar inúmeras amostras de DNA para identificação humana.

AEN
Foto – DIV

PUBLICIDADES E PARCEIROS