Variedades

Super mansão de empresário morto, será demolida nos Estados Unidos

Mansão é avaliada em US$ 22 milhões de dólares, quase 125 milhões de reais

Imagine um cenário paradisíaco, milionário, luxuoso e palco de terríveis abusos e crimes sexuais? Pois essa é a mansão de US $ 22 milhões (cerca de 125 milhões de reais) de Jeffrey Epstein, em Palm Beach, que será demolida em breve.

O local dará lugar a um imóvel ainda mais luxuoso, mas sem vestigíos da casa que foi cenário de terror.

Com quase cinco mil metros quadrados de frente para o mar, a propriedade do empresário condenado por tráfico sexual, que apareceu morto em sua cela na prisão, foi palco de boa parte de seus ‘crimes’.

A empresa que vai demoliar a super mansão diz que nada ter a ver com o fato do do imóvel ter pertencido a Epstein, mas é difícil acreditar que alguém gostaria de morar em um local palco de tantos escândalos.

Jefrey foi um financista norte-americano condenado por abuso sexual. Bem relacionado entre a elite, ele construiu um círculo de prostituição e abuso de menores.

Epstein instalou câmeras escondidas em vários lugares de suas propriedades para registrar atividades sexuais com garotas menores de idade por pessoas de destaque para fins criminais, como chantagem.

Segundo as investigações, Epstein supostamente “emprestou” adolescentes a pessoas poderosas para se aproveitar delas e também para obter possíveis informações de chantagem.Segundo o Departamento de Justiça norte-americado, ele mantinha gravações com os ‘podres’ de pessoas poderosas, incluindo imagens de conteúdo sexual e abuso de drogas.

Ele foi encontrado morte na cadeia em 2019. O caso foi tratado como suicídio.

Foto – Reprodução

PUBLICIDADES E PARCEIROS