Policial

Homem que assassinou enteada e feriu a esposa diz que não tinha intenção de matar

O comerciante Valdomiro Campos, preso em flagrante após balear a esposa e matar a enteada que tentou proteger a mãe, disse que os disparos foram acidentais.

Valdomiro é proprietário de um bar localizado na esquina da Avenida Carlos Gomes com Humaitá e domingo à tarde comemorava seu próprio aniversário numa festa em família. Mas num determinado momento, bateu boca com a esposa, segundo testemunhas, porque ela teria colocado um sobrinho que passava mal na cama do casal. De revólver em punho ele tentava acertar Elizabeth Orioli quando Francielle Cristina, de 39 anos, entrou na frente para proteger a mãe e foi atingida no peito. Ela morreu na hora e a mãe , que levou dois tiros de revólver calibre 32 , encontra-se internada em estado grave no Hospital Metropolitano de Sarandi.

Após cometer o crime, Valdomiro fugiu em seu veículo, um Santana branco, mas duas horas depois foi preso em Arapongas. Trazido para Maringá, ele foi ouvido ontem de manhã pela Polícia Civil e tentou se justificar dizendo que os tiros foram acidentais e que tinha pego a arma numa bolsa para guardar. “Foi acidental, porque do jeito que eu peguei a arma, elas vieram para cima de mim. Puxei o revólver, elas vieram e me empurraram. Puxei o dedo, aí [o tiro] pegou em uma. Aí [outro tiro] saiu de novo na outra”, disse o suspeito.

Redação JP
Foto – Reprodução

PUBLICIDADES E PARCEIROS