Maringá

Lei Seca começa às cinco horas deste domingo

A Secretaria de Estado da Segurança Pública e o Tribunal Regional Eleitoral divulgaram ações para o dia das eleições. Foram abordados os crimes eleitorais, o efetivo disponibilizado, medidas sanitárias nos locais de votação e a resolução da Lei Seca. Para o último item ficou definido que neste ano funcionará das cinco às 17 horas do domingo.

O secretário da Segurança Pública, Romulo Marinho Soares explicou que, por conta da pandemia, além de evitar o consumo de bebidas alcoólicas em locais públicos, a missão é que o eleitor retorne para casa assim que cumprir o dever nas urnas. A lei foi editada para valer apenas no dia da eleição também por conta do período atípico.
Por sua vez, o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Péricles de Matos, e representantes das demais forças de segurança envolvidas, informaram que 10 mil policiais, civis e militares, vão reforçar a segurança no Estado. Também haverá fiscalização sobre o uso de máscara.

O presidente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), desembargador Tito Campos de Paula, reforçou sobre crimes eleitorais durante a cerimônia dizendo que o flagrante de infração vai gerar encaminhamento para a delegacia da Polícia Federal.

MARINGÁ
Na reunião com os oficiais da Polícia Militar, feita no auditório Hélio Moreira, foi informado que a rotina de trabalho foi alterada e todo efetivo estará atuando no final de semana. Quem trabalhar no sábado descansa domingo cedo para voltar ao trabalho na período noturno.

Ficou definida que, além de manter a ordem, a função é evitar aglomeração e observando atentamente a flagrantes de crimes eleitorais que serão encaminhados para a Polícia Civil e Polícia Federal. Viaturas fixas e de apoio vão estar atuando nas cidades da região também.

Victor Cardoso
Foto – Reprodução

PUBLICIDADES E PARCEIROS